Top5

4 Contos do Chuck Palahniuk que você precisa ler!

O Chuck sempre escreve para a Playboy e geralmente publica contos um tanto quanto perturbadores. Um estilo que seus fãs já estão acostumados, mas as pessoas que ainda não conhecem o estilo do autor costumam ter até mesmo algumas crises que envolvem desmaios e enjoos.

Separei cinco deles que podem te ajudar a conhecer um pouco mais sobre o autor, mas já aviso: você escolheu leu, depois não brigue comigo, okay?

1 – Canibal – Maio de 2013

“Este é ele. Assim é como ele faz, o capitão do Red Team. Ele era tudo, “Escutem.” Ele está desesperado porque eles ainda estão escolhendo os times. Porque todas as boas escolhas já tinham sido feitas, o capitão diz, “Vamos fazer um acordo.” Ele cruza os braços sobre o peito, e o capitão do Red Team berra: “Vamos ficar com o Fumaça, o Quatro-Olhos e o Cucaracha – se você vai ficar com o Canibal”. porque a educação física esta quase acabando, o capitão do Blue Team pensa rápido, torcendo os pés contra o chão da quadra. O capitão berra de volta, “Nós ficamos com o Fumaça e o Quatro-Olhos, o Cucaracha, o Judeu, o Aleijado, o Manco e o Retardado – se você ficar com o Canibal.”’

Assim começa o conto publicado originalmente na revista Playboy dos Estados Unidos  na edição de Maio de 2013. Para ler o conteúdo integral em inglês você pode acessar o site do autor aqui ou ler a tradução para o português aqui.

2 – Zumbis – Novembro 2013

“Foi Griffin Wilson quem propôs a teoria da involução. Ele se sentava duas fileiras atrás de mim em Química Orgânica, a própria definição de um gênio do mal. Ele foi o primeiro a dar o grande salto para trás”.

Esse é o inicio de Zumbis, história publicada na Playboy de Novembro de 2013. Você pode ler o original aqui ou a tradução para o português do conto completo no blog Dez Zero Um.

3 – How the Jew Saved Christmas – Dezembro 2014

Ainda não é natal, e não pode faltar por aqui a primeira história de natal escrita pelo Sr. Palahniuk. O conto foi escrito exclusivamente para a BlackBook Magazine e se você gosta de ler em Inglês pode ler a história inteirinha na postagem da BlackBook aqui.

4 – Romance – Setembro de 2012

“Vocês deviam me dar os parabéns. Minha mulher e eu acabamos de ter gêmeos, e parece que está tudo bem. Dez dedos. Nas mãos e nos pés. Duas garotinhas. Mas, vocês sabem como é… Eu fico esperando algum lance dar errado porque é assim que as coisas são quando começam a ficar muito boas. Fico esperando a hora de acordar desse sonho tão bonito”.

A história publicada mais uma vez na Playboy é a mais antiga do post. “Romance” é de 2012 e vocês podem ler a história em português no site Havana Moon

Depois me conte o que você achou dos contos, estou curiosa para saber a opinião de vocês!

Baci ;*

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +  ? Pinterest Youtube  ?Blogvin Flickr

 

You Might Also Like

5 Comments

  • Reply
    Isabela
    18 de fevereiro de 2015 at 12:49

    Suuuper dica!
    Vou salvar esse post porque quero ler todos depois 🙂

    Bjs Anna!

  • Reply
    Wyll Marangoni
    20 de agosto de 2015 at 22:21

    Oi, tudo bem? Sou do blog DezZeroUm, estou passando pra informar que saiu a tradução do conto “How the Jew Saved Christmas” no meu blog. Bom, aqui esta o link, caso queira atualizar seu post..
    https://dezzeroum.wordpress.com/2015/08/21/como-a-judia-salvou-o-natal-um-conto-de-chuck-palahniuk/

    Obrigado!

  • Reply
    Ibuzah
    12 de novembro de 2016 at 01:50

    Já tinha lido Zumbis, e olha que até Tripas eu tbm li (apesar não estar ae)
    mas cellls…qq é esse Canibal? primeira vez que paro pra respirar em um conto, e ainda pra respirar duas vezes…
    incrivelmente visceral, show!

    • Reply
      Mikael
      21 de dezembro de 2016 at 11:29

      Pode me ajudar com o conto Canibal? Nao entendi mt bem

  • Reply
    Mikael
    21 de dezembro de 2016 at 11:29

    Nao entendi muito bem o conto Canibal, alguem pode me ajudar?

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.