Estou aqui porque acabei de fazer uma maratona de Saga e fiquei completamente apaixonada pelo quadrinho! A história é narrada ainda por um bebê e mostra como seus pais Alana e Markos, nascidos em planetas diferentes, tentam acabar com uma guerra espacial e fugir de seus perseguidores já que ambos pertencem a espécies que estão de lados opostos da batalha.

1. É uma mistura de ficção científica e fantasia

Na verdade Saga é uma mistura de gêneros. É um romance, mas não é só isso. Se passa no espaço mas não é puramente ficção científica, tem uma espécie de faunos e de magia mas não é fantasia. Ouvi algumas pessoas a classificando como Space Opera e dizendo que lembra Star Wars, mas na verdade a HQ é tão original que é difícil enquadrá-la como uma coisa só.

2. Tem personagens incríveis e uma boa representação

Uma das personagens principais é uma ex-soldada que enquanto combate seus inimigos tem que fazer pausas para amamentar seu bebê, ela e seu marido dividem a tarefa de serem pais enquanto navegam pelo espaço. Muitas das personagens femininas são guerreiras e diferentes do padrão estético que costumamos ver por aí. Além de tudo, assim como em obras como Game of Thrones, nenhum personagem é puramente bom ou mau, as construções são muito mais complexas.

3. A arte é maravilhosa…

Fiona Staples é a responsável pela ilustração e a capacidade dela de trabalhar cenários mágicos, espaciais, cenas de guerra e reações de personagens é surpreendente. As pinturas vão do delicado ao grotesco em um segundo, a ilumanação e as cores são suas caracteristícas fortes. A artista também é responsável por algumas capas do quadrinho The Wicked + The Divine e mostra seu estilo próprio.

4. Assim como o roteiro

Já a história fica a cargo de Brian K. Vaughan, conhecido por roteirizar a revista Ex Machina, Y: The Last Man e alguns episódios de Lost. Vaughan é muito bom construíndo núcleos e os alternando, ele sabe criar conflitos e fazer com que as coisas caminhem juntas para uma consequencia comum no futuro. A distribuição espacial é muito bem feita e prende os leitores nos fazendo virar uma página atrás da outra

5. É repleta de críticas sociais

Os conceitos de guerra e pacifismo são amplamente explorados na revista. É muito interessante ver como a resistência e a luta por um ideal estão nas estrelinhas, além de um monte de outras coisas como questões de alteridade, de hierarquia e preconceito. A filosofia também é algo que permeia o quadrinho, é impossível não pensar nas implicações de um personagem chamado O querer, um caçador de recompensas.

Plus: Saga venceu as principais categorias do Eisner Awards por 3 anos consecutivos, entre elas a de melhor série, melhor roteiro e melhor ilustração.

APROVEITE PARA COMPRAR SAGA NA AMAZON

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!

Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +  ? Pinterest Youtube  ?Blogvin Flickr