Acompanhe no youtube
inscreva-se
A experiencia de ler “A Cabeça do Santo” da Socorro Acioli
A experiencia de ler “A Cabeça do Santo” da Socorro Acioli

A experiencia de ler “A Cabeça do Santo” da Socorro Acioli

A experiencia de ler “A Cabeça do Santo” da Socorro Acioli

“Uma das maiores bibliotecas do mundo, a Biblioteca Pública de Nova York elegeu A Cabeça do Santo da Socorro Acioli, na edição americana (The Head of the Saint) um dos melhores livros para adolescentes de 2016.”

Essa foi a notícia da última semana e que me deixou muito orgulhosa, justamente porque era a leitura que eu estava fazendo e porque retrata o reconhecimento da obra de uma autora na qual eu admiro muito.

E o objetivo desse post é justamente discorrer sobre esse livro que, dentro do gênero, é um do melhores que já li.

Então, pega o café e vamos falar sobre A Cabeça do Santo.

E para vocês entenderem melhor do que o livro se trata a sinopse se resume basicamente no seguinte:

“Sob o sol torturante do sertão do Ceará, Samuel, logo após a morte de sua amada mãe, faz o percurso à pé até Candeia, uma cidade pequena, onde moram seu pai e sua avó, para atender ao último desejo de sua mãe, Mariinha, uma mulher muito religiosa. Chegando em Candeia ele se depara com uma cidade praticamente fantasma, e ao encontrar a avó é recebido com hostilidade. Sem êxito na empreitada, Samuel se encaminha até uma gruta e se abriga nela. A tal gruta na verdade é uma cabeça enorme de Santo Antônio, de uma estátua inacabada. E mesmo na situação um tanto quanto bizarra, ele encara o abrigo um lugar seguro. Ao acordar pela manhã, Samuel, meio desnorteado começa a ouvir vozes, o que são na verdade as preces das mulheres da redondeza. A vozes tomam conta do lugar, a enorme cabeça do santo, assustando e deixando Samuel ainda mais intrigado. A partir daí a vida dela e, tão logo da própria cidade, começa a mudar. Ele se vê envolvido em problemas e situações que fogem do seu controle e entendimento, mudando completamente a sua vida e de todos na cidade, tendo que lidar com conflitos familiares antigos, fazendo descobertas sobre si mesmo e sobre Candeia. ”

O livro foi lançado em 2015 pela editora Companhia das Letras, já foi traduzido para americanos e britânicos, e em breve para os franceses.

15991748_1248918998490125_1664954826_o

Socorro Acioli é uma autora cearense, doutora em estudos literários pela Universidade Fluminense, e também é jornalista. Foi aluna do conceituado Gabriel Garcia Marquez, na oficina Como Contar Um Conto, ministrado em Cuba. Ou seja, a mulher sabe o que faz.

Dona de uma escrita simples, fluida e deliciosamente bem elaborada, Socorro traz através da linguagem regional, uma história que além de dar ao leitor uma visão das questões sociais e políticas do sertão nordestino, também aborda com muita sensibilidade até onde a fé e a fantasia da crença se misturam.

A história tem um tom leve e bem humorado, mas também imprime certa carga emocional de raiva, rancor e violência, que norteiam alguns personagens e os segredos que a cidade carrega.

Para algumas pessoas a questão da religiosidade pode contar como um fator pouco chamativo, mas em nenhum momento a história coloca a religiosidade como uma imposição. O leitor não precisa ter as mesma crenças dos personagens para gostar do livro. Eu mesma, não sou nada religiosa, sou totalmente alheia a isso, e achei o livro sensacional. O próprio Samuel é caracterizado como cético e, mesmo passando por todos os acontecimentos e sendo capaz de escutar as tais vozes, ele não muda sua personalidade.E a Socorro coloca isso de forma muito clara e respeitosa, pois não há um julgamento de quem tem a melhor crença ou de quem não tem crença nenhuma, e não há a intenção de conversão a qualquer pensamento.

Uma das características mais marcantes nesse livro e talvez seja a que o faça ser tão maravilhoso, é a construção dos personagens e da história como um todo. Cada um deles tem uma função importante e se encaixa perfeitamente na narrativa que é unicamente em terceira pessoa e mais próxima de Samuel, mas sempre dá ao leitor uma perspectiva geral da história. A trama é milimetricamente bem pensada, mas consegue não ser apelativa. A história é tão bem escrita, tão fechadinha, que quando terminei, tive vontade de começar tudo de novo só pra ter mais uma vez um encontro em Candeia com Samuel e sua trupe.

Foi uma leitura rápida, fácil e muito prazeirosa. E começar o ano falando desse livro, da Socorro, é começar o ano muito bem e fico bastante feliz em poder compartilhar essa experiência incrível. Recomendo sem uma gota de hesitação.

Boa leitura!

15967054_1248908111824547_1443670456_o

ISBN-13: 9788535923698 | ISBN-10: 8535923691 | Ano: 2014 | Páginas: 176 | Editora: Companhia das Letras

Socorro Acioli nasceu em 1975 no Estado de Ceará. Jornalista, com Mestrado em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Ceará e Doutoranda em Estudos de Literatura pela Universidade Federal Fluminense. Foi aluna de Gabriel García Márquez na oficina de criação e roteiro Como contar um conto, em Cuba (2006). Tradutora do espanhol, transpôs para o português o livro As Lágrimas de Shiva, do escritor espanhol César Mallorquí (Editora Biruta). Escritora convidada da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique, Alemanha (2007). Tem treze livros publicados. Por seus livros infantis, já recebeu o Prêmio de Melhor Obra Infantil da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, o Selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ e foi finalista do Prêmio João de Barro da Prefeitura de Belo Horizonte com o livro “O anjo do lago”, publicado pela Editora Biruta. Outros livros de sua autoria publicados pela Editora Biruta são A bailarina fantasma e Inventário de segredos, ambos selecionados pelo Ministério da Cultura para o PNBE 2011

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR 

Baci ;*

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!

Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +  ☁ Pinterest ☁ Youtube  Blogvin ☁ Flickr

Relacionados

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published

CRÔNICAS

sonhei com você.

Acordei hoje com um sorriso amargo. Sonhar com você está sempre repleto de dualidade, ao mesmo tempo que gosto daquela sensação de proximidade, fico triste pela saudade que bate mais forte depois de uma noite inteira sonhando com você.

Read More