Eike beleza! Mais um ano terminou com um saldo de leituras muito positivo. Foram mais de 130 livros sem contar as hqs e graphic novels que estiveram na pilha de lidos ao lado da cama.

Então com tantas leituras, momentos e histórias, eu precisava terminar 2014 com uma lista das melhores, daquelas que mudaram algo em mim, que me fizeram crer em um mundo diferente e me ensinaram mais uma vez que a literatura muda o mundo e muda a gente junto.

Ps: a ordem não é de preferencia. Todos os livros tem sua importância aqui.

O Símbolo Amarelo de Robert W. Chambers – Editora Arte e Letra 

IMG_1638

O Símbolo Amarelo me ensinou a temer coisas que nem mesmo existem. Foi uma das minhas surpresas mais agradáveis do ano. Foi um daqueles livros que a expectativa estava alta e ele ainda conseguiu superar. Algo tão raro, quando o próprio Símbolo. Afinal… “This is Carcosa“.

O Oceano No Fim do Caminho de Neil Gaiman – Editora Intrínseca

IMG_1639

O Oceano no Fim do Caminho é um dos únicos livros que eu sempre tive certeza que estariam nesta lista. Ele me mostrou muito mais do que eu poderia sequer sonhar. Não foi apenas por me mostrar que livros são mais confiáveis que pessoas, mas por me mostrar que “Nada nunca é igual. Seja um segundo mais tarde ou cem anos depois. Tudo está sempre se agitando e se revolvendo. E as pessoas mudam tanto quantos os oceanos.

Doze Anos de Escravidão – Solomon Northup – Penguin Clássicos

IMG_1640

Não apenas um livro, mas a história de uma vida que me fez chorar de uma forma que eu nem imaginava que podia. É um livro que fico orgulhosa de ter lido, pois todos somos homens livres! “Mais uma vez, assegurei-o de que eu era um homem livre, e insisti para que ele me livrasse daquelas correntes imediatamente. Ele tentou calar-me, como se temesse que minha voz pudesse ser entreouvida”.

Caninos Brancos de Jack London – Penguin Clássicos

IMG_1642

Mais um livro que eu fiquei muito orgulhosa de ter lido. Fazia tempo que Jack London estava na minha lista de “preciso ler” e como 2014 foi um ano de deixar pendências para trás, ele está aqui como prova disso. Além de claro. Ser um livro incrível. Não é da natureza da Floresta gostar de movimento. A vida é uma ofensa para ela, pois a vida é movimento; e a Floresta sempre aspira a destruir o movimento. Congela a água para impedir que corra até o mar; retira a seiva das árvores até elas ficarem congeladas em seu próprio e poderoso âmago; e, o mais feroz e terrível de tudo, a Floresta oprime, esmaga e submete o homem – o homem, que é o ser mais inquieto da vida, sempre em revolta contra a sentença de que todo movimento deve por fim chegar à cessação do movimento”.

Thermae Romae de Mari Yamazaki – Editora JBC

IMG_1643

Meu ano foi meio nonsense com autora japonesa respondendo meu tweet em português e me mostrando que quando algo é bom, não existe preconceitos. Sem falar que a JBC foi minha queridinha este ano, ela precisava estar aqui com seu melhor mangá!

É Hora de Falar de Helen Lewis – Editora Bertrand

IMG_1644

A melhor biografia do ano e também pra surpreender vocês com a quantidade de livros da Bertrand que está na lista. A minha editora queridinha que publica italianos e me faz feliz me surpreendeu com vários títulos cheios de sentimento e profundidade que me mostraram uma vida mais real, humana e cheia de superação. “Os pássaros haviam fugido da fumaça negra dos fornos crematórios, fumaça que a tudo impregnava, e sua partida deixou um silêncio que mais parecia um grito de horror”.

a cor do leite de Nell Leyshon – Editora Bertrand

IMG_1645

Se eu precisasse escolher apenas um livro. Apenas um único título para ser o melhor de 2014: seria este. A Cor do Leite foi com toda certeza a leitura mais pesada, profunda, incrível e surpreendente deste ano. Nunca, nunquinha fiquei tão mal e satisfeita depois de ler um livro. tem umas vezes que eu tenho que ficar me lembrando que estou triste senão eu começo a ficar feliz de novo”.

Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo de Benjamin Alire Sáenz – Editora Seguinte

IMG_1646

O melhor juvenil do ano, uma história tão incrível que eu precisava compartilhar com o mundo. falei para Deus e o mundo sobre o que Dante e Aristóteles viveram e no final aprendi que As palavras ficam diferentes quando passam a morar dentro de você“.

Psicose de Robert Bloch – Darkside Books

IMG_1648

Preciso dizer algo? Psicose é um dos meus filmes preferidos e virou com certeza um dos meus filmes preferidos, daquele que eu lia antes de dormir e deixei minha mãe assustada. “Eu acho que todos nós somos um pouco loucos de vez em quando”.

A Menina Subersa de Caitlin R. Kierknan – Darkside Books

IMG_1649

Mulheres, meninas ou não, são por si só, seres incríveis e fascinantes. Em A Menina Submersa eu tive absoluta certeza disso. Nenhuma história tem começo e nenhuma história tem fim. Começos e fins podem ser entendidos como algo que serve a um propósito, a uma intenção momentânea e provisória, mas são, em sua natureza fundamental, arbitrários e existem apenas como uma ideia conveniente na mente humana”.

Diário de Chuck Palahniuk – Editora Rocco

IMG_1650

Tinha que ter pelo menos um Chuck na lista, não é mesmo? Diário acabou virando um dos meus livros preferidos. Depois de Monstros Invisíveis e Clube da Luta. “Muita gente precisa sofrer de verdade antes de poder se arriscar a fazer o que ama”.

Até o Dia em Que o Cão Morreu de Daniel Galera – Companhia das Letras

IMG_1651

Cachorros são meu ponto fraco, então é claro que meu livro preferido do Daniel Galera precisava de alguma forma constar na lista, pois com certeza ele foi um dos livros que eu mais fiquei feliz de ter comprado. “(…) Velho em certo sentido. No sentido que era velho demais pra morrer jovem”.

Mentirosos de E. Lockhart – Editora Seguinte

IMG_1652

Um livro que abalou todas as minhas estruturas emocionais. E me mostrou mais uma vez que eu não vou aguentar quando acontecer algo com os cachorros e a autora construir uma história tão triste. “Como se falar sobre uma coisa fizesse melhorar. Como se feridas precisassem de atenção”.

A Pirâmide do Café  de Nicola Lecca – Editora Bertrand

IMG_1653

A doçura do café em forma de leitura. Totalmente inesquecível e surpreendente. Aquele tipo de livro que te engana por um motivo bom. … talvez a felicidade não dependa tanto daquilo que se tem, mas da capacidade de se resignar àquilo que não se tem”.

IMG_1636

Quais foram as suas leituras preferidas durante 2014? Conta pra mim!

Baci ;*

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +  ? Pinterest Youtube  ?Blogvin Flickr