img_6251

Imaginem um conto de fadas em que a Princesa é quem salva o Príncipe;

Um conto onde a Princesa escolhe com quem vai casar;

Um conto que a Princesa escolhe NÃO casar;

Um conto onde a beleza física e os modos encantadores, não são a característica principal da Princesa.

Não parece muito com o que crescemos ouvindo não é mesmo? Pega o café e vamos falar um pouco sobre representatividade feminina nos contos infantis!

img_6252

Chapeuzinho Esfarrapado e outros contos feministas do folclore mundial, lançamento de outubro da editora Companhia das Letras pelo selo Seguinte, traz a tona a importância abordagem feminista na literatura infantil. Os contos de fadas e folclóricos são quase sempre o primeiro contato das crianças com o universo literário e são também essenciais na formação de caráter delas.

Desde cedo somos apresentados às histórias que trazem heroínas passivas e subservientes. Do “Era uma vez” até o “Felizes para sempre” o papel da princesa é suspirar esperar que o príncipe fizesse todo o trabalho.

img_6253

img_6249

img_6248

Essa coletânea de 25 textos, publicada originalmente em inglês em 1978 pela The Feminist Press, reúne contos onde as heroínas são caracterizadas pela coragem, pela astúcia e segurança em saber o que querem para si mesma. As histórias aqui deixam de lado a ênfase exagerada na beleza delas e o estereótipo da “donzela em apuros”.

O objetivo dessa antologia é passar para o leitor uma visão mais igualitária entre meninos e meninas mantendo a graça e a magia dos contos de fadas, mostrando que historias de aventura ou romance não são exclusividades de gênero. As crianças também têm oportunidade de se conectar e aprender, embora de forma simplória, um pouco mais sobre outras culturas, pois as narrativas têm ambientações na Europa, África, Ásia, America do Sul, etc., evidenciando a diversidade e a representatividade na literatura infantil.

Além dos contos organizados e uma introdução da obra bem elabora pela Ethel Johnston Phelps e os textos de apoio que discutem o significado de cada conto, a coletânea é amparada por um prefácio escrito pela Gayle Forman a autora de Se Eu Ficar. As ilustrações lindíssimas ficam por conta da Bárbara Malagoli.

É uma obra rica, bem desenvolvida e adoraria vê-la sendo introduzida nas escolas.

img_6247

ISBN-13: 9788555340208 | ISBN-10: 8555340209 | Ano: 2016 | Páginas: 248 | Editora: Seguinte

{ Esse livro foi enviado pela editora Seguinte. para resenha no blog. Em compromisso com o leitor, sempre informamos toda forma de publicidade realizada pelo blog

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR 

Baci ;*

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!

Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +  ☁ Pinterest ☁ Youtube  Blogvin ☁ Flickr

Captura de Tela 2017-06-29 às 10.53.35