Achou que não ia ter K-Pop no Pausa?

 

 

A banda de pop coreano, BTS, em seu álbum WINGS (2016), abordou o livro Damien, de Hermann Hesse, para construir uma narrativa audiovisual que deu origem a 7 curtas destinados a cada membro da banda. Os curtas utilizaram de elemento da obra de Hesse, enquanto misturava Damien com a própria vida dos integrantes. Mas vamos com calma…

Para essa matéria não ficar imensa, julguei necessário dividir em 2 partes. Primeiro, a análise da obra como um todo, em seguida uma análise da abordagem da banda sob a obra – como eu falei, foram 7 curtas e 1 videoclipe.

A OBRA

Damien é um romance de formação, e como todo romance de formação ele acompanha o protagonista em sua transição entre a primeira e segunda infância, adolescência e início da vida adulta. O que você precisa saber sobre este livro é que ele é uma obra biográfica do autor, contudo, quando foi publicada, o mesmo assinou como Emil Sinclair. A história é narrada em primeira pessoa por esse personagem que, na verdade, é uma voz para Hesse ser o mais honesto possível.

Sinclair/Hesse começa a narrativa com memórias de seu período de inocência, onde ele vive no mundo iluminado. Esse mundo é o mundo que engloba tudo o que lhe é familiar e sagrado: sua família, sua casa e seu pouco conhecimento do mundo. No mundo iluminado, Sinclair se sente seguro.

Tudo vai por água abaixo quando ele começa a dar pequenos passeios pelo mundo sombrio. Sinclair passa por um evento traumático e ao entrar num período de niilismo em sua segunda infância, ele conhece o personagem Damien que o salva de uma situação complicada. A partir desse momento, Sinclair e Damien se tornam grandes amigos e Damien, cada vez mais, tira Sinclair de sua zona de conforto, ou como o mesmo prefere chamar – mundo iluminado.

Mesmo com receios, Sinclair se sente intrigado pela figura de Damien e passa a vê-lo como um ser quase superior dada a sua sabedoria, mesmo sendo jovem. A amizade dos dois tem idas e vindas, e parece que sempre que Sinclair precisa de algum tipo de guia espiritual, Damien volta para a sua vida.

No fim das contas, a obra de Hesse é uma jornada ao autoconhecimento e uma análise profunda sobre o comportamento humano, principalmente sobre o comportamento daqueles que se colocam no papel de questionar o que a sociedade impõe.

Ao finalizar o livro, fiquei semanas com ele na cabeça, além disso, se tornou um favorito. Fica a recomendação de uma leitura sensível que faz você se sentir maduro no decorrer da história, junto ao personagem.

[CONTINUA]

 

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!

Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +  ? Pinterest Youtube  ?Blogvin Flickr