Contos de fadas não precisam ser doces, eles precisam impactar e nos levar para um campo da imaginação totalmente novo. E a escritora Lyudmila Stefanovna Petrushevskaya sabe fazer isso como ninguém, pelo menos isso fica muito claro em“Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha”, esse livro com histórias e contos de fadas assustadores.

Ao total são 21 histórias escritas pela escritora russa que combinam o contexto soviético e uma realidade povoada por assombrações, pesadelos, acontecimentos macabros e personagens sinistras para trazer ao leitor esse conjunto de histórias assustadoras que deixariam crianças sem dormir a noite, mas que fazem adultos se interessar ainda mais pela mágica das histórias sombrias.

É interessante falar que a autora teve sua obra banida da União Soviética até o final dos anos 1990, mas recebeu vários prêmios incluindo o Russian Booker Prize , o Pushkin Prize e o World Fantasy Award. 

Eu gostei muito de alguns contos compostos no livro, é claro que entre 21 histórias existem alguns que nos marcam mais que outras, mas em suma é um livro que não pode faltar na sua estante se você também é fã de histórias de horror.

Lyudmila abraça o sombrio de uma forma só dela, com toques de estranheza e requintes de macabro que te agarram e levam para um lugar escuro e peculiar que te faz por vezes ficar pensando naqueles contos por um bom tempo antes de dormir.

Apensar de ter começado a ler o livro com medo pela quantidade de opiniões diferentes que eu encontrei ao ler sobre o livro na internet, é ódio e amor andando lado a lado. Eu fiquei do lado das pessoas que se perguntam onde essa autora esteve por toda a minha vida. Afinal tem algo mais maravilhoso que mulheres escrevendo contos macabros?

Eu recomendo que você dê uma chance para essas histórias e se deixe assombrar  pelas canções dos eslavos do leste, Alegorias, Réquiens e Contos de fadas da Lyudmila.

Onde Comprar:
Amazon
 | Amazon Kindle | Submarino

ISBN-13: 9788535930306 | ISBN-10: 8535930302 | Ano: 2017 | Páginas: 203 |Editora: Companhia das Letras

Lyudmila Stefanovna Petrushevskaya nasceu em 26 de maio de 1938. A escritora, novelista e dramaturga iniciou a carreira escrevendo e montando peças, que eram censuradas pelo governo soviético e, após a Perestroika, publicou diversos trabalhos de prosa.

{ Esse livro foi enviado pela editora Companhia das Letras para resenha no blog. Em compromisso com o leitor, sempre informamos toda forma de publicidade realizada pelo blog 

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!