Look: Vestidos sempre caem bem.

Look: Vestidos sempre caem bem.

Antes de fazer esse post com look (que fazia muito tempo que não tinha no blog) eu preciso falar de uma coisa que é sempre desconfortável falar sobre: peso. Eu sempre fui e sou um pouco até hoje “encucada” com o meu peso. Sempre acho que sou mais gordinha do que realmente sou e para que eu comece a me sentir chateada com essas coisas é só começar a pensar a respeito. Por esse motivo eu sempre me privei de usar certas roupas. Cropped nem pensar e deus me livre de por um vestido no corpo.  Sempre achei que isso me deixaria ainda mais gordinha e todo mundo que me olhasse veria alguém muito feito e me acharia ridícula.

Só que repare nisso: eu sempre achei lindo, mas tinha medo do que os outros iriam pensar. Ridículo, não? Pois é! Cada dia que passava eu notava ainda mais isso. Eu não seria uma capa de revista (olha meu tamanho), mas também se não começasse a gostar de mim do jeitinho que eu sou, sinceramente? Ninguém iria achar também.

IMG_8984

Foi então que no ano passado eu me permiti começar a usar vestidos e “ver no que dava”. E sabe o que deu? Eu comecei a achar ainda mais lindo. Hoje em dia eu procuro desculpas para usar vestidos, saias, e algumas peças que sempre andaram longe do meu guarda-roupa. Ainda preciso melhorar muito como me sinto em relação ao meu peso e como sou.  Mas eu precisava usar esse post para compartilhar isso com vocês.

Ninguém tem nada, absolutamente NADA a ver com aquilo que você é. Se alguém não achar legal, bonito e sensual. QUAL É O PROBLEMA? O importante é você se sentir bem. Seja de vestido, burca ou sem roupa alguma. E essa foi uma das coisas que eu aprendi em 2015. Vestidos sembre caem bem se você se sentir bem com ele!

Agora, vamos ao look:

IMG_8955

IMG_8957

IMG_8959

Agora me digam, o que vocês acharam?

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google + ? Pinterest Youtube ?Blogvin Flickr

Anna Schermak
Anna Schermak

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

6 comments

Leave a comment
  1. Isabela

    11 de fevereiro de 2015 at 15:03

    Anna, que amor de post. Penso exatamente como você: vestidos são lindos, valorizam a beleza e caem bem em todo tipo de corpo, basta escolher o modelo certo…

    Mas uma coisa: vc é linda e não é gorda… Esses padrões sociais de corpo e beleza não podem encucar nossa mente, tempos que saber valorizar nossas qualidades. :))

    Bjs Flor 🙂

    • Anna Schermak

      12 de fevereiro de 2015 at 11:02

      ???
      Obrigada Isa, sua lindona!

  2. Nati

    11 de fevereiro de 2015 at 15:47

    Olá Anna!
    Concordo contigo, o importante é a pessoa se sentir bem e confortável, independente da forma do corpo.
    Achei que o vestido ficou uma graça em você e ele parece ser super fresquinho, ótimo pra essa época do ano.

    Beijos
    http://www.blog-planetpink.blogspot.com

    • Anna Schermak

      12 de fevereiro de 2015 at 11:02

      Isso mesmo! Obrigada Nati ?

  3. Bruno Trajano

    3 de março de 2015 at 21:15

    [Não sei quão “errado” posso estar por vim comentar logo este post. Mas para me justificar, essa é apenas a segunda vez que visito o “pausa”, e me senti na obrigação de comentar algo, nem que seja só pra dizer o quanto te achei encantadora senhorita Ana. Comecei a ouvir o Literariocast, e me vi intrigado em saber quem era a moça das “piadas excelentes”.]Em todo caso,
    Achei a reflexão super válida e necessária, e é algo que precisamos estar sempre revendo e nos policiando, a fim de não dar importância demais aos outros. por fim, a terceira foto beira a perfeição; O site é muito agradável e o conteúdo ótimo, e és muito linda!

    • Anna Schermak

      5 de março de 2015 at 10:40

      Owwwn 😀
      Obrigada!
      Fico feliz de você ter comentado por aqui. Fico contente quando o pessoal conhece o meu cantinho.

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.