Fico muito feliz quando a Editora Record envia livros nacionais sem avisar aos parceiros. Assim de surpresa chega alguma novidade que quase sempre, é uma grande surpresa e uma ótima leitura. Foi assim com “A Fofa do Terceiro Andar” e depois com “O Próximo da Fila”. Com sua capa diferente que chamou atenção, ele foi logo para a fila de leitura.

Me surpreendeu logo de cara, não só pela capa, mas pela escrita, história e personagens. Henrique foi mais uma descoberta nacional.

“O Próximo da Fila” é um romance de formação. Romances fundamentais em todas as etapas de nossa vida, mas principalmente em nossa formação e construção como pessoa. São livros que sem querer nos ensinam muito mais que a própria vida, nos seguram a mão e nos conduzem por caminhos, arrependimentos, dores e anseios. Perfeitos para muitas idades, mas provavelmente aquela onde amadurecer parece tão difícil. Quase impossível.

IMG_5236

O próximo da fila pode gerar identificação com muitas pessoas. Seja as mudanças, a morte do pai ou os problemas e ironias da vida. Em algum momento da história você embarca nela para valer e ai, quando viu, já acabou.

“O bolo de guardanapo vai crescendo aqui. Renderia algo, um livro? O guardanapo é o novo papiro.”

Uma leitura gostosa e fluída, um ótimo primeiro romance, daquele que faz vontade de saber o que mais o autor vai poder nos mostrar sobre a vida e sobre os personagens que ainda deseja escrever. Misturando traços de realidade com momentos de ficção, muitas coisas são discutidas em “O próximo da Fila”, principalmente nosso dia a dia.

IMG_5235

ISBN-13: 9788501105653 | ISBN-10: 8501105651 |Ano: 2015 | Páginas: 192 |Editora: Record

Henrique Rodrigues nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 1975. É mestre e doutor em Literatura pela PUC-Rio e trabalha com projetos de educação e cultura. Participou de diversas antologias e é autor do romance O próximo da fila (Record), do livro de poemas A musa diluída (Record), Sofia e o dente de leite (infantil, Memória Visual), Alho por alho, dente por dente (infantil, Memória Visual), dentre outros. Organizou as antologias Como se não houvesse amanhã: 20 contos inspirados nas músicas da Legião Urbana e O livro branco: 20 contos inspirados em músicas dos Beatles (ambos pela Record). Twitter @henriquerodrix

Untitled-1

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR 

Baci ;*

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +  ? Pinterest Youtube  ?Blogvin Flickr