Acompanhe no youtube
inscreva-se

Para assistir na bad: Like Crazy

Para assistir na bad: Like Crazy

Eu amo estar na bad e deitar no sofá com alguma coisa deliciosa para comer e se despedaçar um pouco mais com histórias de amor que a gente sabe que não vai viver nunca. Mas eu amo muito mais, aqueles filmes com finais duvidosos, aqueles amores despedaçados, aquele que machuca, que a gente sente de verdade. Não tem alegria em um amor totalmente feliz na ficção. Eu gosto de sentimento e do que ver um filme assim faz com a gente.

Eu gosto de drama. Eu gosto de acabar um filme e ficar olhando pro teto sentindo tudo aquilo que acabei de ver. Mas desculpe, eu nunca fui mesmo de fazer sentido.

Então vamos deixar de falar de mim e falar sobre “Like a Crazy”, um daqueles filmes que você acaba finalmente decidindo ver na Netflix e quando vê, aperta o cobertor mais forte pois o tapa na cara é grande.

Like Crazy (2011) dirigido por Drake Doremus  conta co Anton Yelchin, Felicity Jones, Jennifer Lawrence, e Alex Kingston no elenco. Ganhou o Prêmio do Júri do Festival Sundance de Cinema de 2011 e também conta com diálogos improvisados que completam muito bem o clima do filme.

“Like a Crazy” acompanha um casal que acabou de se conhecer e descobriram que foram feitos um pro outro, a única coisa que eles não contavam era que por causa de um atraso no viso eles ficaram em continentes diferentes e teriam que lidar com toda essa distância. E se você não sabe, namoro a distância é mais complicado do que parece (e eu tenho propriedade pra falar sobre o assunto).

Durante todo o filme temos um casal tentando lidar com o difícil trabalho de ser um casal. De ter que lidar com a troca de mensagens, com se falar de vez em quando. Quando se está longe o “Oi, tudo bem?” começa a ficar mais difícil, falta contato, falta abraço, falta olhar nos olhos e sentir o eu te amo sem dizer.

O filme mostra todas essas dificuldades, a traição que aos poucos chega, um casamento para tentar lidar com todas as situações absurdas como se essa fosse a melhor escolha. O filme é todas aquelas escolhas erradas que você sabe que vai acabar em um pote gigante de sorvete. É a vida que quase dá certo em alguns momentos e é a nossa auto sabotagem agindo em todos os segundos.

O filme não é um dos melhores filmes que você pode assistir por amor, mas ele é delicado, tem um sentimento muito forte em tudo e se você está naqueles momentos da vida onde só um filme assim salva, esta pode ser a escolha certa. Então aproveita a dica.

Direção: Drake Doremus
Produção:  Jonathan Schwartz, Andrea Sperling
Roteiro: Drake Doremus, Ben York Jones
Elenco; Anton Yelchin, Felicity Jones, Jennifer Lawrence, Alex Kingston
Gênero: Drama romântico
Música: Dustin O’Halloran
Cinematografia: John Guleserian
Edição: Jonathan: Alberts
Companhia(s) produtora(s):  Super Crispy Entertainment
Distribuição: Paramount Vantage
Lançamento:  Estados Unidos 22 de janeiro de 2011 (Sundance), Brasil 25 de outubro de 2012 (DVD premiere)
Idioma: Inglês
Orçamento: US$250,00o

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!

Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +  ☁ Pinterest ☁ Youtube  Blogvin ☁ Flickr

Relacionados

1 Comment

  • Jenifer
    1 ano ago

    adorei o título do post, rs. amo esse filme <3 =')

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published

CRÔNICAS

sonhei com você.

Acordei hoje com um sorriso amargo. Sonhar com você está sempre repleto de dualidade, ao mesmo tempo que gosto daquela sensação de proximidade, fico triste pela saudade que bate mais forte depois de uma noite inteira sonhando com você.

Read More