Literatura

[Resenha] 24 letras por segundo de Rodrigo Rosp | @naoeditora

24 Letras Por Segundo

Organizador: Renato Rosp
Editora: Não Editora
ISBN: 978-85-61249-19-9
Capa: Samir Machado de Machado
Projeto Gráfico: Guilherme Smee
Tema: Contos
Formato: 14 x 21 –

Sinopse: Adaptações cinematográficas todo mundo já conhece, e a mais recorrente delas é fazer da literatura cinema, o livro que vira filme. Mas o que acontece quando escritores recebem a missão de adaptar filmes ou a obra de um cineasta para a as páginas? É possível fazer o caminho contrário? Eis a missão destes 17 autores: incorporar e traduzir para a linguagem literária um pouco de Tarantino, Spielberg, Almodóvar, Polanski, Woody Allen e muito mais.

 

 

 

Resenha do Livro 24 Letras por Segundo

A grande maioria dos filmes é adaptado de obras literárias. Mas e se acontecesse o contrário? E se escritores resolvessem usar filmes e obras de grandes diretores para criar contos? É exatamente isso que acontece neste livro. Partir da premissa de tentar mostrar em um conto, a visão cinematográfica de um diretor.

E o mais interessante, é que a coisa funciona! Sim, dá pra verificar a semelhança dos contos com a visão dos filmes na telona. Os autores conseguem mostrar nas palavras a essência de cada diretor escolhido, uns mais detalhadamente, uns apenas com leves referências, uns deixando fluir o Tarantino escondido em suas veias. De um jeito ou de outro, acabamos por notar os detalhes, a marca registrada de cada diretor.

Uma coisa legal também é que cada autor coloca um pouco de regionalidade nos contos. Por mais que os diretores escolhidos sejam grandes renomes internacionais, a visão é próxima a nossa realidade em quase todos os casos, o que dá aquela sensação de estar mais perto dos ídolos do cinema.

O projeto gráfico do livro é muito bonito. Ele é todo inspirado nas antigas caixas de VHF das locadoras, com etiqueta de catálogo e tudo. No começo de cada conto um frame estilizado lembrando a tela do cinema mostra um pouco do conto e o título, acompanhando ainda a bio do autor e a filmografia do diretor escolhido. Conta ainda com as adoráveis folhas amarelinhas que tanto prezamos, só a fonte que é um bocado pequena.

Uma aula de literatura e cinema juntas em um só lugar. Vale a pena conferir.

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.