Literatura

[Resenha] Amor nas Entrelinhas de Katie Fforde | @editorarecord

Sinopse: Prestes a ficar desempregada, Laura Horsley acha que o convite para ajudar na organização de um festival literário veio bem a calhar. Mas quando recebe a missão de convencer o famoso escritor Dermot Flynn a comparecer ao evento, ela é dominada pelo pânico. Dermot é temperamental, nunca sai de casa e enfrenta um bloqueio criativo. É também o escritor favorito de Laura, além de extremamente atraente e dono de uma longa lista de conquistas amorosas. Por isso, não é de surpreender quando ele diz que só vai participar do festival se ela concordar com uma única condição, que pode colocar em risco não só o sucesso do evento, mas também o coração de Laura.

– Então, como tem passado? – Perguntou Dermot.- Já se recuperou da viagem á ilha Esmeralda?
O riso na voz dele não estava ajudando o atual estado de seu coração.
– É claro,Do que eu teria que me recuperar?- Questionou Laura.
– Para começar, de beber copos cheios de uísque – disse ele. -Sem falar dos homens que precisou afugentar com uma vara. – Ela podia imaginá-lo recostado na poltrona, possivelmente rabiscando, divertindo-se com a provocação.
-Não precisei de uma vara.- Ela também estava sorrindo, mas não tinha certeza de que ele conseguiria perceber isso em sua voz.
– É verdade,eu estava manso feito um cordeirinho

Hoje temos um livro interessante, que muitas pessoas amaram e que em alguns pontos me decepcionou. Talvez por ele não ter me tocado ao ponto que eu espero que os romances cheguem nos meus sentimentos.  Eu espero sair destruída no final das leituras de livros mais românticos e a proposta e a ideia de Amor nas Entrelinhas não é assim e a proposta dele também não é ela.

Eu acredito que meu maior problema com o livro foi a protagonista. Eu gostei muito de muitas coisas, o “mocinho” por exemplo, me encantou muito, afinal: Irlandês gente! ? Só que faltou muito para o livro causar um impacto realmente interessante no meu coração. Ele é bom, interessante, mas não é algo que nos faz querer mudar de vida, transformar as pessoas em nossa volta ou querer com todas as nossas forças que o amor presente em cada página do livro, aconteça na nossa vida real. E isso… me decepcionou um pouco.

Eu não sou um exemplo de romantismo. Sou muito méh pra muita coisa relacionada ao amor, não sou de escrever cartas, gritar meu amor aos quatro ventos ou implorar para alguém não ir embora.  Acho que algumas situações na minha vida me mostraram que as vezes, não adianta muita coisa e eu acabei me moldando de uma forma diferente. Só que claro que dentro de mim existe alguém que gosta dessas cosias, talvez lá no fundo. Bem escondida. E é por esse motivo que eu busco muito nos livros de romance um amor verdadeiro.

Eu quero que o livro me faça acreditar no amor, crer em algo impossível, sonhar com o príncipe encantado, que me faça se identificar com a personagem principal em sua busca desesperada por sentir um amor que parece não existir. E quando o livro faz isso… minha vida muda. É incrível. Só que aqui não aconteceu isso.

Apesar de ser bem escrito, trazer um irlandês para a jogada e um tema que eu gosto muito: livros, livros e muuuuuitos livros. “Amor nas Entrelinhas não foi capaz de causar uma paixão arrebatadora em minha vida. Por isso eu aviso para irem com calma, sem muitas expectativas e com o coração aberto, vocês podem se apaixonar muito por esse livro, talvez simplesmente não seja bem o momento para mim.

A edições é padrão Editora Record. Capa apaixonante, material bom, diagramação que nossos olhos agradecem e sempre priorizando a qualidade sempre. Posso colocar milhões de coração aqui pela qualidade do trabalho deles? ?????

Edição: 1 | Editora: Record | ISBN: 9788501093127 | Ano: 2014 | Páginas: 400

Nota: 3,5/5

Comprar: Livraria da Folha | Livraria da Travessa | Livraria Saraiva

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +

post

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply
    Daniela Farias
    18 de julho de 2014 at 11:27

    Já falei que estou encantada por essa capa?
    Eu adoro suas resenhas, elas sempre me deixam com vontade de comprar livros e olha que ultimamente eu tenho desanimado de ler e até de comprar… Ressaca literária, será?
    Irlandês? Santo Cristo, já preciso!
    Apesar de não ser irlandês imaginei o Benedict Cumberbatch como personagem! hahaha
    Tô ainda vivendo a série do Sherlock, ai ai ai….
    Beijocas!

    • Reply
      Anna Schermak
      22 de julho de 2014 at 11:45

      Acho que você pode gostar muito desse livro. E BENEDICT! ????
      Mas eu imagino ele mais próximo do Hook de Once Upon a Time, pq o ator é irlandês. heheheh

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.