[Resenha] Como Viver Eternamente de Sally Nicholls | @geracaobooks

Sinopse: Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos.

“Meu nome é Sam. Tenho onze anos.
Coleciono histórias e fatos históricos.
Quando você estiver lendo isso, provavelmente já estarei morto.”

Eu gosto de histórias tristes, os dramas me conquistam e não é atoa que as minhas histórias de amor preferidas são “A Divina Comédia”, “Romey & Juliata” e “O Grande Gatsby”. Então quando “Como Viver Eternamente” chegou aqui em casa com lencinhos de papel eu me preparei psicologicamente para chorar sem fim lendo o livro, mas não foi isso que aconteceu.

IMG_5234

Eu comecei a ler o livro muito empolgada e isso estragou a minha experiência de leitura. Eu queria chorar, ficar acabada, com o coração destroçado e sem rumo. Queria que o sentimento do meu coração fosse tão grande em relação ao livro que eu não encontrasse outra maneira de viver, a não ser começando a ler o livro novamente. Mas isso não aconteceu.

Não me entendam mal. O livro é bom, a autora tem uma escrita muito sensível e delicada, mas não conseguiu me transmitir tanto sentimento ou me deixar comovida de um jeito irreversível pela história.  E talvez a culpa seja toda minha.

“- Como é que ter câncer vai fazer você melhorar?
– Bem – hesitei. – Para ensinar coisas.
– Que coisas?
– Bem… como… – vacilei – … como o que é importante na vida. Sei lá. Você fica entusiasmado de poder andar de bicicleta, por exemplo. E… e percebe como é importante sua família. Coisas assim.”

IMG_5233

IMG_5232

IMG_5237

A expectativa que a gente tem durante a leitura muda muito o que a gente pode vir a sentir sobre o livro. Eu fiquei decepcionada, mas isso não quer dizer que vários outros leitores não vão amar o livro. Pois a história é muito interessante e reflete bastante a vida de um pré adolescente com câncer.

Durante a leitura eu me apaixonei muito pelos personagens secundários, o melhor amigo louco, a mãe forte, o pai que não sabe lidar com os sentimentos ou a avó sensata. Tudo mundo tem um papel muito importante na história e ajuda para que ela chegue ao seu lugar como tem que chegar.

“Morrer é a coisa mais boba de todas.  Ninguém lhe conta nada. Você faz perguntas e eles tossem e mudam de assunto.”

A edição da Geração Editorial ficou muito bonita. Essa nova capa para a segunda edição deixou ela ainda mais linda e o capricho com toda a diagramação é um bônus para os leitores, confira abaixo:

IMG_5236

IMG_5230

IMG_5229

IMG_5227

Logo eu vou querer repetir a experiência e ler algo da autora, mas dessa vez vou ir sem expectativas e sem opiniões. Quero aproveitar por mim mesma o que a Sally tem a oferecer com a sua escrita.

IMG_5226

Edição: 2 | Editora: Geração | ISBN: 9788561501006 | Ano: 2014 | Páginas: 232

Nota: 3/5

Comprar: Saraiva | Travessa

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +

Share:
7 comments so far.

7 respostas para “[Resenha] Como Viver Eternamente de Sally Nicholls | @geracaobooks”

  1. Tem várias pessoas comparando com Culpa é das Estrelas, você achou parecido?
    Acho que não deve ter nada ver, pela sinopse que eu li. Mas sabe como são as pessoas, gostam de comparar tudo! hahaha
    Eu botei para concorrer um exemplar dele no Skoob, nas Cortesias mas nunca conseguir ganhar naquilo :'(
    Beijinhos Anna! :*

  2. Eu amei o livro.
    Quando eu peguei este livro ele não tinha estourado, não tava nesse boom. O meu é com a capa antiga e tal. Ninguém tinha falado nada ainda, não sabia nada sobre ele, li por ter achado a diagramação linda e me encantei!
    Estou passando neste momento por esta experiência de decepção por expectativa com um outro livro, e tá bem chato, rs.
    As fotos ficaram lindas!!

    Bjkas

    Lelê – http://topensandoemler.blogspot.com.br/

  3. clay disse:

    Acho legal a forma que estão tratando o tema.
    Digo isso porque eu ja tive cancer quando criança, e hoje tenho um tumor no cérebro, mas o que eu acho interessante é que eles tentam sempre colocar humor no assunto

    Digo isso pq a maioria das pessoas sempre ficam meio sem jeito de tratar de um assunto tão delicado e acham que quem tem não gosta de falar a respeito

    Me interessei pela leitura ^^
    Beijosss

  4. Thaís disse:

    Quando li esse livro, até li em inglês e… AMEI. Não sei se foi por ter lido em inglês que fez a diferença, mas foi uma história tão incrível que dá sempre uma vontadinha de reler! <3

    Beijoooos! ;*

  5. Esse livro esta fazendo o maior sucesso ne? *-*
    Quero muito ler ele …´
    Ótima resenha..

    http://www.chadecalmila.com

  6. Renata disse:

    Olá!
    Bom…eu não curto histórias tristes, tipo..não vou ler um drama se eu souber que é um drama, entende? Li o caçador de pipas para nunca mais…chorei horrores, fiquei mal pacas…apesar de achar o livro muito bom. É uma pena que vc começou a ler cheia de expectativas e de repente elas não chegaram a te satisfazer. Parece uma leitura muito tocante.
    Eu não li a culpa é das estrelas e não sei o real motivo da comoção em torno dessa história. Não se se esse se parece…em princípio não…mas histórias sensíveis nos levam a reflexão e isso é bom!
    Tb curto demais os personagens secundários, sempre fico de olho neles.
    bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anna Schermak

Anna Schermak

26 anos, Curitibana, Formada em Marketing. Criadora do Pausa Para um Café e Social Media na maior parte do tempo. Apaixonada por cachorros, cafés e bons livros.

PESQUISE

PUBLICIDADE

Publicidade

COLUNAS

Submarino

Últimos Vídeos