“A garota que podia voar”, de Victoria Forester, conta a história de Piper. uma garota do interior que sabe voar. Temerosos da opinião alheia, seus pais a educam em casa e não a deixam brincar com outras crianças. Mas um dia, como era de se esperar, Piper insiste em ir com os pais na feira anual da cidadezinha e as outras crianças pouco querem saber de Piper, aquela menina estranha que nem pode sair da sua fazenda porque não sabe brincar direito. Irritada, Piper quer provar que pode sim fazer coisas legais, e ao participar de um jogo acaba voando sem querer.

Imediatamente o mundo inteiro fica sabendo da garota que sabe voar, e os pais de Piper não sabem o que fazer, até que uma moça muito simpática aparece com helicópteros e tudo para levá-la ao instituto I.N.S.A.N.E., escola para jovens superdotados. Os pais de Piper logo concordam, e ela é levada para uma escola de última geração, onde todos os alunos têm uma habilidade especial: telecinese, controle de tempestades e até mesmo visão de raio-X. Mas o que os pais não sabem é o que pode acontecer com Piper nesse lugar.

Esse livro demorou um bom tempo para ser lido, ele chegou por aqui no final de 2012 e acabou seguindo a ordem de leitura e como no fim do ano eu me dei uma folga, só consegui ler ele agora.

Mas prometo que ele vem com uma promoção, mas você só pode participar dela depois de ler todo o post, okay pausiano?

Então vamos ao livro….
Ou melhor, quero fazer uma pergunta a vocês, quem já deu de presente um livro para uma criança/adolescente?
Okay, nem todo mundo gosta de dar livros de presente, mas vamos fazer outra pergunta, e até mesmo mais importante: Quem de vocês já leu o livro antes de dar ele de presente? Ai você me pergunta, ANNA, O QUE É ISSO AGORA? VOU SAIR AI LENDO O LIVRO DOS OUTROS?

Calma, não precisa gritar em caps look comigo, eu só estou querendo saber se você sabe o que tem no livro antes de dar ele de presente a uma criança/adolescente  em uma época em que este está formando seu caráter.
É importante SIM a leitura do livro, a criança está em um momento onde qualquer coisa que ela leia, escute ou veja ser feito pode servir de exemplo, isso é MUITO importante.
Eu, por exemplo. O primeiro livro que eu li quando tinha uns 8 anos foi Alice no País das Maravilhas e… sério, você não vai querer  ter uma filha igual eu não é mesmo?

Então Anna, pra que tudo isso?
Para textualizar, eu queria colocar vocês no assunto antes de chegar logo nele. Em A Garota que Podia Voar existem muitos assuntos que talvez você queira ler antes de passar para o seu filho.
Aqui assuntos como “não mataremos as vacas” e “qual é o sentido de Deus nesse mundo” são questionados e analisados pela nossa protagonista. Em uma família rígida mas que a ama acima de tudo, Piper se encontra em um mundo cheio de perguntas,  um mundo de qualquer outra criança.

Mas o ponto que eu quero chegar é… será que as respostas da Piper é as mesmas que você quer para seu filho/filha/irmão/sobrinho?
Eu gostei de muitas coisas analisadas no livro, gostei da jogada da autora para trazer ao leitor essas peripercias do mundo infantil. Até mesmo o próprio bulling que a Piper sofre e acaba lidando muito bem com ele… voando o-0.

 Um livro infantil que tem um ritmo um pouco de vagar mas  nada que seja chato ou cansativo, uma boa leitura para ler antes de dormir e esquecer os problemas do dia a dia. Com questionamentos, como já disse, de várias lições como amor, família, religião, comer vaquinhas e liberdade. O que é a sensação de liberdade para uma criança?  Até quando ela se sente bem estando sozinha e até quando o convívio com outras crianças é necessário… As vezes, outras crianças podem ser crueis.

O livro é bom! Mas seu ritmo ainda foi o que deixou ele um pouco arrastado no meio da leitura e fui obrigada a ter persistência.
Mas o que salva novamente a leitura é que ele é lindo graficamente, sua ilustração da capa é LINDA!
Sem falar que as divisões de capítulos são fofas e delicadas!

 O livro em contexto geral leva 3,6 xícaras de café voador e com muito sentimento. Piper é uma garota doce e muito inteligente que pode não apenas ensinar muito as crianças mas, ensinar muito para mim, para você e para todos que ainda vão ler essa resenha.

E afinal… quem nunca quis pular do telhado e sair voando?

PROMOÇÃO!

Agora você pode participar, mas não esqueça de comentar heim 😉

– É obrigatório seguir as 3 primeiras regras

– É obrigatório ter um endereço de entrega no Brasil.

– Perfirs que sejam spans ou somente para promoções são automaticamente desclassificados.

– O ganhador tem até 48 horas para enviar o email para contato@pausaparaumcafe.com.br com seus endereço para envio do livro.

** O Pausa Para um Café não envia email ao ganhador, este deve voltar ao blog para conferir o resultado e nos mandar os dados.
a Rafflecopter giveaway

ATUALIZADO COM RESULTADO:

Parabéns Ana Paula, nós te enviaremos um email, responda em até 48h!

Captura de Tela 2017-06-29 às 10.53.35