Literatura

[Resenha] Em Nome do Mal de James Oswald | @editorarecord

SinopseA violência paira sobre Edimburgo. O corpo mutilado de uma jovem, vítima de um ritual macabro ocorrido há sessenta anos, repousa no porão de uma mansão. Os braços abertos, as mãos pregadas no piso de madeira, os órgãos removidos e dispostos em seis recipientes de vidro em torno da vítima. Além disso, uma proeminente figura local é brutalmente assassinada, um imigrante ilegal corta a própria garganta em um bar no centro da cidade, uma mulher se joga na linha do trem e outras quatro pessoas são mortas de forma violenta. O inspetor Anthony McLean tem certeza de que há uma ligação entre os assassinatos, os suicídios e o ritual no porão, mas não consegue encontrar uma explicação racional para os fatos. Na medida em que as coincidências aumentam, ele é forçado a considerar uma explicação sobrenatural. Poderia existir algo diabólico rondando a cidade que ele jurou proteger? Se sim, como detê-lo? As respostas que McLean procura logo farão com que se depare com a própria essência do mal. · Em nome do mal, primeiro volume da série protagonizada pelo inspetor Anthony McLean, foi finalista do prestigiado prêmio Debut Dagger da Crime Writer’s Association. · “Sombrio, violento, noir.” – The Herald

— Nem todos os demônios são monstros malvados, inspetor, e alguns só vivem em nossa mente. Mas há outros, criaturas mais raras, que se movem entre nós, nos influenciam e sim, nos estimulam a fazer coisas terríveis. Isso não quer dizer que não podemos fazer coisas terríveis sem a ajuda deles.

Apesar de amar o gênero policial, eu não sou fã do sobrenatural, gosto de monstros, mas não curto muito quando os assuntos tocam os seres sobrenaturais. Não assisto American Horror Story ou Supernatural. Nunca consegui lidar muito bem com os meus medos com essas coisas. Agora, não é só por ter medo que eu não leio. É meio que provar até onde eu consigo ir e ler. Ainda acho que O Iluminado é o máximo que vou conseguir chegar e poso dizer que Em Nome do Mal foi uma leitura muito interessante, e não fiquei com vontade de largar por causa do medo.

IMG_0800

Esse é o primeiro livro de uma trilogia (eu acredito que seja) que surgiu de um conto que James Oswald escreveu em 2006. A história se mistura entre o romance policial e o romance sobrenatural cheio de mistério e suspense.

O autor trabalha com cenas fortes (inclusive um capitulo que foi tirado do livro por ele, e depois anexado no final da história pela editora, para os leitores fortes que tiverem coragem de ler), histórias que se misturam, se conectam e que de alguma forma, só que nosso policial se encontra de um mundo onde as coisas parecem fazer sentido, só que de uma forma sobrenatural.

Talvez o livro possa incomodar um pouco no começo, demora um tempo até ele se decidir até que caminho ir ou como ai trabalhar a questão sobrenatural na história. O importante é que ele consegue. Por mais que demore um certo tempo para se acostumar ou conseguir transformar a história em algo que você não quer largar, o mistério te conquista e você e por mais difícil que seja comentar com vocês sem soltar algum spoiler que possa atrapalhar a leitura, afinal estamos falando do primeiro volume. Mas sinceramente? Vale a pena se você gosta do gênero, vai ler coisas incríveis.

IMG_0802

A edição do livro tem o padrão Editora Record, com uma ótima diagramação, e uma capa bem chamativa que combina muito com a história. Se você gosta de histórias e está afim de embarcar em uma embarcar em uma aventura de mais de um livro, este é o caminho.

IMG_0801

Edição: 1 | Editora: Record | ISBN: 9788501403056 | Ano: 2014 | Páginas: 336

Nota 3/5

Comprar: Submarino | Americanas

post
Baci! ;*
Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.