Acompanhe no youtube
inscreva-se

[Resenha] Excalibur de Vários Artistas | @editoradraco

[Resenha] Excalibur de Vários Artistas | @editoradraco

Organizadora: Ana Lúcia Merege
ISBN: 978-85-62942-95-2
Gênero: Fantasia, ficção científica
Formato: 14 cm x 21 cm
Páginas: 248
Preço de capa: R$ 44,90 (papel)
R$ 19,90 (e-book)

Nota: 3/5

Comprar: com a Editora
Participe da promoção no site da Leitora Incomum

Sinopse: Todos já ouvimos falar do Rei Artur. Desde as crônicas medievais até a literatura contemporânea, passando por meios como o cinema, teatro, quadrinhos e games, muito foi contado sobre ele, seus cavaleiros e o mago Merlin, reinventando o universo mágico cujo centro é a corte do reino de Camelot. A coletânea Excalibur – histórias de reis, magos e távolas redondas abraça esse imaginário, reunindo histórias inspiradas por versões das novelas de cavalaria e releituras contemporâneas, mas sem ignorar a sua origem na mitologia celta. O resultado é a diversidade de estilos, cenários e gêneros que vão da fantasia heroica ao dieselpunk, sempre unidos à atmosfera de magia e aventura que imortalizaram o Rei Artur. Na liderança dessa missão pelo Santo Graal está Ana Lúcia Merege, que divide a Távola Redonda com um conto ao lado dos destemidos Roberto de Sousa Causo, Liège Báccaro Toledo, Luiz Felipe Vasques e Daniel Bezerra, André S. Silva, Pedro Viana, A. Z. Cordenonsi, Ana Cristina Rodrigues, Marcelo Abreu, Melissa de Sá, Octavio Aragão e Cirilo S. Lemos. Batalhas, encantamentos, amores, intrigas e traições – tudo isso e muito mais se revela a cada página de Excalibur, uma homenagem à fantasia medieval e aos heróis que nunca morrem.

10

Ainda em 2013 eu recebi da autora e organizadora da antologia Excalibur um exemplar para resenhar.  Ana Lúcia Merege  me mandou um email bem interessante e eu aceitei apresentar o projeto aqui no blog pois eu mesma comecei a escrever um conto na época, mas acabei abandonado pois minha ideia para o Rei Arthur e os cavaleiros da távola redonda era realmente um pouco ousada demais.

A Grã Bretanha além de ser o lar e a criadora de vários grandes atores e autores, também é o berço de uma das maiores lendas conhecidas pelo mundo.  É isso mesmo. Arthur e seus cavaleiros são conhecidos pelas histórias medievais e segundo esses romances, ele teria comandado a defesa contra os exércitos saxões na Grã Bretanha logo no início do século VI.

Durante os anos, Arthur e seus cavaleiros se concretizaram em nosso imaginário a partir de todas as adaptações dessa lenda antiga, seja nos livros, nos cinemas, e até em músicas inspiradas em suas conquistas e batalhas. E em 2013 nós tivemos uma “homenagem” a essa história feita pela Editora Draco, com a antologia Excáliobur – Histórias de Reis, Magos e Távolas Redondas.

Composta por vários contos o livro impressiona muito por sua beleza gráfica. E não é mérito da fotógrafa aqui. O livro é realmente maravilhoso em seu aspecto físico. Ganhou disparadamente da antologia Dragões que eu já achava bonita.

9

8

3

2

4

1

Eu não vou comentar todos os contos, afinal vocês sabem minha opinião, gosto de falar da obra como um todo quando ela é feita de contos, pois nunca se sabe quando uma pequena palavra é um grande spoiler em uma história tão curta.

Excalibur é composta pelos contos:

A Memória da espada – Roberto de Sousa Causo
O espelho – Liège Báccaro Toledo
Momento decisivo – Luiz Felipe Vasques e Daniel Bezerra
Cavaleiro anônimo – André S. Silva
Mau conselho – Pedro Viana
A solução final – A. Z. Cordenonsi
O herdeiro de Shalott – Ana Cristina Rodrigues
A fada – Marcelo Abreu
O fio da espada – Melissa de Sá
As mãos vermelhas de Isolda – Octavio Aragão
A dama da floresta – Ana Lúcia Merege
O rei às margens do rio – Cirilo S. Lemos

E aqueles que mereceu minha maior atenção e minha menção aqui na resenha é O Rei às Margens do Rio de Cirilo S. Lemos. Eu já sou uma fã dos contos de Cirilo em todas as antologias da Draco que ele participa e eu já li. E aqui mais uma vez ele faz o seu trabalho muito, muito bem! Como se o melhor estivesse guardado para o final. O fim épico para a antologia em homenagem a lenda épica de Arthur.
Com um toque brasileiro a história nos preenche com um ponto de vista alternativo com muita criatividade e inspiração. Ele é o meu favorito com toda certeza!

Agora aproveitem para conferir um pouto da parte gráfica e diagramação do livro que é completamente inspiradora e perfeita para o tema da história.

6

5

7

2 Comments

  • 4 anos ago

    Essa antologia está super bem editada mesmo, o acabamento dela ficou impecável! Apesar de amar Dragões, Excalibur ficou mesmo mais bonito, mas tá certo, um veio depois do outro, então tem que ser melhor mesmo! Sempre melhorando!

    E toda a seleção foi super bem feita, pouquíssimos contos são médios ou ruins, a maioria é ótima! E concordo com você, o conto do Cirilo fechou com chave de ouro, também foi meu preferido. =)

    As fotos ficaram lindas!

  • 3 anos ago

    Gostei muito dessa seleção. Já li vários livros do tipo, com vários contos e sempre tem uns que não gostamos, mas nesse não achei nenhum conto necessariamente ruim, tanto que dei 5 selos cabuloso pra ele xD
    Gostei mto tb do conto do Cirilo.
    Abraços!

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published

CRÔNICAS

sonhei com você.

Acordei hoje com um sorriso amargo. Sonhar com você está sempre repleto de dualidade, ao mesmo tempo que gosto daquela sensação de proximidade, fico triste pela saudade que bate mais forte depois de uma noite inteira sonhando com você.

Read More