[Resenha] Filhos do Éden de Eduardo Spohr | @Verus_Editora

Como demorei tanto tempo para ler esse livro?

Sou viciada no NerdCast, o podcast do site Jovem Nerd. E já conhecia o Spohr de longa data por ouvir os nerdscasts em que ele participava, ganhei o livro A Batalha do Apocalipse de aniversário a uns 3 anos atrás, e o livro ficou na estante. Foi ficando… ficando… e ficando…

Em um belo dia, resolvi ouvir de novo o podcast sobre Filhos do Éden, e não resisti. Antes de acabar de ouvir o programa já tinha efetuado a compra do livro na Saraiva, e se fosse vocês, fazia o mesmo clicando aqui. Vale a pena, antes de terminar a resenha vocês já vão querer comprar o livro.

Anjos sempre foi um assunto que me interessou, quando parei para realmente conhecer e dar atenção a obra do Eduardo, sabia que não estava cometendo um erro.

Existem hoje em dia vários autores, vários tipos de autores, e o Spohr é do tipo que se dedica e estuda o assunto. O livro é rico de conteúdo, tem matéria para ser estudado, tem uma história densa, completa e bem escrita. Pontos que se entrelaçam e se completam.

O livro se passa no mesmo ambiente de A Batalha do Apocalipse, mas não se trata de uma continuação. É o começo de algo novo. O 1° volume da trilogia Filhos do Éden. Um “algo mais” para os leitores de ABdA se encantarem e uma forma dos novos e /ou resistentes leitores (como eu) adentrarem a essa guerra que conseguimos enxergar pela perspectiva de outros anjos.

Eu sempre tive muitos problemas com personagens principais em livros, nunca gostei de personagens perfeitos demais, todos tem problemas, todos tem erros, todos, uma hora ou outra se deparam com um problema maior que eles próprios. E é isso que procuro em um livro. Personagens que se assemelham a realidade, personagens que possam ser possíveis. E eu encontrei isso em Filhos do Éden.
Os personagens principais são anjos, Okay.  Mas isso não os impede de serem plausíveis, de terem uma razão por trás de seus atos.
Todos os personagens de Filhos do Éden me cativaram! Não importa se foi Kaira, a ruiva,nossa personagem principal que se mostra mais do que uma simples estudante da Universidade de Santa  Helena.  Rachel ou Kaira, como queiram chamá-la. Cresce muito durante o livro, ela evolui como personagem a partir do momento em que o leitor vai se aprofundando na trama e descobrindo todos os mistérios.  E também temos Denyel o “caothic good” que conseguiu um bonus de carisma comigo com sua filosofia de vida.

E que verdade seja dita. Temos grandes autores nacionais surgindo a cada dia e Eduardo Spohr e Raphael Draccon, que vocês já sabem que sou fã, mostraram que autores jovens tem muito potencial!

Me encantei e me surpreendi com Filhos do Éden. Eu demorei tanto tempo tentando ler A Batalha do Apocalipse e nunca conseguindo passar da página 50 que me sentia desanimada, foi ai que tentei por outro caminho. E Filhos do Éden me abriu a porta para esse universo celestial fantástico!

Não tenho dúvidas de que após a leitura de Filhos do Éden a leitura de A Batalha do Apocalipse seja mais tranquila e prazerosa. E pretendo começá-la no começo do próximo mês. Então aguardem a resenha!

É uma leitura de fácil compreensão mas que exige total atenção e mente aberta para associar os novos seres apresentados.

Meu desejo depois de terminar essa leitura é embarcar em um “RPG Filhos do Éden/A Batalha do Apocalipse”. Temos tantas raças que dariam um grupo fantástico.

O livro ganha cinco deliciosas e quentinhas xícaras de café feito especialmente para os nerds de plantão!
Espero que tenham gostado da super dica de hoje!

Obs: Meu exemplar de A Batalha do Apocalipse e Filhos do Éden ainda precisam do autógrafo do Spohr!

Filhos de Éden – Herdeiros de Atlantida  de Eduardo Spohr 

Este romance não é uma continuação de A Batalha, e sim o início de uma nova saga, em que algumas questões, antes obscuras, são enfim respondidas, enquanto outras são lançadas ao público. Tampouco se trata de um épico. É, acima de tudo, uma aventura, um autêntico thriller de fantasia, menos heroico e mais dinâmico, mais humano, com pitadas de conteúdo histórico, romance e mitologia.
A ação divide-se entre Kaira, uma celestial que luta para recuperar a memória após anos vivendo na terra, e Denyel, um querubim exilado, uma figura vulgar e sombria, que trabalhou como assassino das legiões inimigas, mas que hoje, solitário e desonrado, procura ser incorporado às fileiras rebeldes.
Em paralelo, acompanhamos o drama de um terceiro personagem, conhecido apenas como Primeiro Anjo, o líder dos sentinelas – poderosos agentes designados por Deus para, num passado remoto, instruir e proteger as primeiras tribos humanas. Punidos por se recusarem a tomar parte nas catástrofes antigas, os sentinelas agora buscam vingança, numa caçada que se estenderá aos outros volumes da série.

Compre Online na Saraiva clicando aquiEu disse que você ia querer comprar…

Share:
11 comments so far.

11 respostas para “[Resenha] Filhos do Éden de Eduardo Spohr | @Verus_Editora”

  1. Monica Silva disse:

    Eu tenho ‘A batalha do Apcalipse’ mas ainda não li. Comprei quando li resenha e me interessei. Anotando mais essa dica.

  2. […] dia depois de fazer a resenha de Filhos do Éden os Herdeiros de Atlântida aqui no blog, foi divulgado a capa do 2° volume da […]

  3. Fernanda Yano disse:

    Anjos também é um assunto que tenho interesse, e o livro parece que prende do começo ao fim, adorei a dica.
    E a capa ficou linda!

  4. dieta disse:

    Spohr fez a alegria dos nerds presentes apresentados diversas artes conceituais e provas de capa, que ainda não está fechada, de seu próximo livro, “Anjos da Morte”, continuação de “Filhos do Éden” .

  5. Thais de Moraes disse:

    Como assim A Batalha do Apocalipse e Filhos do Éden são livros de um autor nacional? Nossa, eu sou realmente desligada desse mundo, por Deus… hahahaha.
    Eu tenho o marcador de páginas dos dois livros na minha coleção e nunca me liguei no nome do autor. Mas enfim… a capa do livro é lindíssima, só que não sou lá muito fã do tema anjos, apesar de já ter lido livros com o tema. Mesmo assim ambos estão a partir de agora na minha lista de desejados, pois acho que devemos prestigiar os nacionais.

    @Thatha_Ruiva

  6. O Eduardo Spohr é dez. A Batalha do Apocalipse é um épico inteligente e dinâmico. Os Filhos do Éden mantém a pegada com mais ação e ritmo. Sou super fã dele e do Raphael Draccon (trilogia Dragões de Éther e Fios de Prata – imperdíveis e surpreendentes). A literatura nacional está bombando.

  7. Faz poucos dias que comprei FILHOS DO ÉDEN. Sua resenha me fez querer lê-lo imediatamente.
    Pretendo ler ele quando terminar O CLÃ DOS MAGOS >.<'

    Ótima resenha ;D
    Até a próxima…

  8. Vanilda Procopio disse:

    Super dica! Já tinha lido algo a respeito de “Os Filhos do Eden”, mas não tão completo quanto sua resenha. Realmente os escritores nacionais têm impressionado nesse quesito fantasia e isso é ótimo. Ainda não tenho o livro mas ele já esta na lista de desejados.

  9. Não tenho nenhum dos livros dele, mas sempre vejo elogios! Pena que no momento me proibi de fazer compras… abusei e comprei tanto livro que nem sei quando vou conseguir ler. Vou tentar resistir até ao menos diminuir a pilha pela metade! hehe…

    Outro dia uma amiga me disse que A Batalha do Apocalipse foi o melhor livro nacional que ela já leu. Eu respeito demais a opinião dela e fiquei enlouquecida pra comprar, agora você me vem com Filhos do Éden e diz que é mega maravilhoso. Haja força de vontade pra não entrar no submarino ou na saraiva… rs…

  10. *——-* Também amo esse tema… e como você indicou esse livro *—-* E disse que ele era como o Rapha 😛 é claro que vou pegar ele logo *—–* O mais rápido possível u.u

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.
    http://blogkimygabrielli.blogspot.com

  11. […] Compre por R$29,90 no Submarino | Escute o NerdCast sobre o livro e conheça mais sobre a história Resenha Filhos do Éden – Herdeiros de Atlantida […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anna Schermak

Anna Schermak

26 anos, Curitibana, Formada em Marketing. Criadora do Pausa Para um Café e Social Media na maior parte do tempo. Apaixonada por cachorros, cafés e bons livros.

PESQUISE

PUBLICIDADE

DICA DE CURSO

COLUNAS

Submarino

Últimos Vídeos