Literatura Nacional

[Resenha] Henshin Mangá! de Vários autores | @editoraJBC

Muita surpresa em um mangá. A Editora JBC promoveu o Brazil Manga Award e com os vencedores, promoveu uma “antologia” mangá com várias histórias muito interessantes. Os artistas brasileiros conseguiram trazer histórias variadas e com muito potencial. Vou falar sobre cada uma delas separadamente e espero que vocês tenham a oportunidade de conhecer essa edição.

Porque manda embora aqueles que criou?

IMG_0662

– QUACK, de Kaji Pato Carlos Antunes: Gostei muito dos personagens. Colombo e Baltazar são uma ótima dupla, mas achei que para o formato curto, a história não ficou boa. Não consegui aproveitá-la e achei que muita coisa ficou faltando. Apensar da ilustração linda e de não dever em nada para mangás lá de fora, a forma com que o roteiro ficou estruturado não ajudou a contar a história. Tem potencial para ser muito melhor.

IMG_0668

– CRISHNO: O ESCOLHIDO, de Francis Ortolan e Lielson Zeni. Uma boa história em quadrinhos. Achei o final muito interessante e do jeito que eu gosto. Apesar de não curtir o estilo de ilustração no meio de tantos que tem a característica do desenho de mangá, achei muito legal a JBC ter variado e trazido obras diferentes para a avaliação e conhecimento do leitor.

– [RE]FABULA, da dupla Nameru Hitsuji. Uma história fantástica. Gosto muito de reconstruções de histórias que já são conhecidas na cultura popular. Apesar de pessoalmente não curtir o desenvolvimento da história e como ela acabou, acho que a história foi brilhante como trouxe essa reconstrução e apresentou seus personagens aos leitores. Agora eu realmente preciso de uma série dessa história com os outros animais do zodíaco. POR FAVOR!!!

– ENTRE MONSTROS E DEUSES, de Pedro Leonelli e Dharilya Sales,: Minha história preferida, com a ilustração e enredo que mais me cativaram e me fizeram voltar e ler de novo para ver se tudo aquilo era realmente tudo aquilo. O potencial da obra é incrível e a forma e intensidade que os personagens foram trabalhados me trouxeram muito sentimento e profundidade.  Quero mais!

IMG_0669

– STARMIND, de Ricardo Tokumoto e Daniel Bretas. Sabe quando falam do Dumbledore: “Não podemos negar, Ministro: Dumbledore tem estilo”? Então! Starmind tem estilo. Gente essa história é muito boa, ela ressalta o que o mangá tem de mais engraçado e diferente e consegue deixar o leitor carente por mais. Mais história, mais risada, mais personagens. Eu gostei muito, apesar de ainda ter Entre Monstros e Deuses como preferida por ser mais meu estilo, eu não posso tirar o mérito de Starmind de ser uma obra completa. Esses caras vão longe!

IMG_0664

Edições: 01 volume | Formato: 13,5 x 20,5 cm |Páginas: cerca de 190 | Preço: R$ 11,50 | Classificação etária: 14

Nota: 3,5/5

Comprar: Disponível nas bancas.

post
Baci! ;*
Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +

You Might Also Like

3 Comments

  • Reply
    Nicolas Ueda
    11 de outubro de 2014 at 00:28

    Ah, acho que me lembro de ver a seleção desse projeto. Eu tinha planejado fazer algo, e acabei não fazendo. Mas vendo o preview das vencedoras, dúvido que teria alguma chance. Ou não, sei lá…

    Legar ver que o Ryot (Ricardo Tokumoto) que é autor de uma das histórias. Gosto demais das tirinhas dele, ele sabe muito bem ser sarcástico nas histórias dele.

  • Reply
    Thaís
    12 de outubro de 2014 at 22:29

    Tô achando tão incrível você trazer uns mangás/revisitinhas diferentes, Anna! O traço desse é bem macabro, né? Mas achei muito bem feito, principalmente baseado no que você falou sobre cada história.

    Tá virando moda esse lance de convidar as pessoas para criar mangá junto! Muito legal isso.

    • Reply
      Anna Schermak
      12 de outubro de 2014 at 23:30

      Oi Thaís fofura da minha vida <3
      Sempre tento trazer coisas diferentes. É super legal <3
      O traço da história que eu mais gostei é mais sombrio, as outras nem tanto.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.