Acompanhe no youtube
inscreva-se
[Resenha] O que nos Faz Bons ou Maus de Paul Bloom| Editora Best Seller

[Resenha] O que nos Faz Bons ou Maus de Paul Bloom| Editora Best Seller

[Resenha] O que nos Faz Bons ou Maus de Paul Bloom| Editora Best Seller

Sinopse: Em O que nos faz bons ou maus, Paul Bloom, importante cientista cognitivo, afirma que um os seres humanos já vêm ao mundo com uma noção de moralidade. Baseando-se em pesquisas inovadoras realizadas na Universidade de Yale, Bloom demonstra que, antes mesmo de poderem falar ou andar, os bebês julgam a bondade e a maldade das ações dos outros, sentem empatia e compaixão, agem para acalmar os que estão angustiados, e têm um senso rudimentar de justiça. Ainda assim, essa moralidade inata apresenta, algumas vezes, trágicas limitações. Reunindo conhecimentos de psicologia, economia comportamental, biologia evolutiva e filosofia, Bloom investiga a forma como aprendemos a superar tais limitações. Brilhante, descomplicado, espirituoso e intelectualmente investigativo. Paul Bloom é autor e editor de seis livros, incluindo o aclamado How Pleasure Works. Além disso, seus artigos científicos e populares foram publicados na New York Times Magazine, Nature, The New Yorker, e muitos outros periódicos.

“São humanos como eu ou você. Têm impulsos bons e maus.”

Você também é desses que adora descobrir ou tentar entender novas coisas sobre a mente humana? Bem, eu sou. Sou a apaixonada por comportamento. Depois de estudar muito sobre isso na minha faculdade, eu acabei ficando até mesmo fissurada pela questão. Ainda quero fazer algumas pesquisas sobre comportamento do consumidor que é a área que mais me interessa.

Só que não vamos falar de consumo aqui, vamos falar sobre o que nos faz bons ou maus estudando o comportamento infantil. E Paul Bloom vai a fundo para nos mostrar isso em seu novo livro.

IMG_0493

 

O livro é muito interessante. Além de trazer vários e vários experimentos mesmos. “O que nos faz Bons ou Maus” consegue explorar muito sobre a mente humana e te falar muito mais do que só sobre moral e bondade. Ele explora campos mais abertos para te colocar a par daquilo que querem estudar com tal experimento. O plano de fundo é detalhado para que qualquer pessoa possa entender o livro, mesmo que não tenha estudado psicologia ou tenha algum conhecimento na área.

IMG_0496

 

Eu adorei ler o livro, além de trazer todo esse conteúdo, ele te faz pensar, analisar e perceber o quanto a gente não sabe NADA sobre nós mesmos ou sobre qualquer outro ser humano que já existiu. E sabe? talvez estejamos muito longe de entender, mesmo que a resposta esteja na frente de nossos olhos. E isso é o mais interessante sobre esse livro. Ele te traz respostas, sem te dizer a resposta.

IMG_0498

O livro tem uma diagramação muito bonita, assim como todo o trabalho gráfico. “O que nos faz bons ou maus é um trabalho muito importante para nós que buscamos saber e entender algo mais. Que queremos respostas e não sabemos onde buscá-las. Talvez alguns simples estudos feitos e citados nos livros, possam nos ajudar a entender as futuras gerações. Aproveite e leia, vale muito a pena.

IMG_0494

Edição: 1 | Editora: BestSeller | ISBN: 9788576847052 | Ano: 2014 | Páginas: 304

Nota5/5

ComprarLivraria Folha

 

post

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +

2 Comments

  • 3 anos ago

    Acho que o bom de assuntos de cognição é que é um tema muito mútuo e ilimitado. Até porque, ao menos eu, acredito bastante que bem e mal, assim como certo e errado, são conceitos que variam de acordo com o ponto de vista e contexto em que são analisados. Se fossemos analisar tudo de forma preto no branco, ou então com certezas claras, de acordo o pensamento de algum filósofo, divindade ou qualquer outra coisa/alguém, o mundo seria muito mais simples. Ou não.

    Eu não acho errado cada um ter suas próprias crenças e se guiar por elas, pelo contrário, acho até melhor cada um acreditar no que quiser. O problema é quando um tenta opor suas crenças e prejudicar outros por isso.

  • […] há algum tempo, já sabe que tenho um interesse incomum por crianças más. Depois de ler “O que nos faz Bons ou Maus” de Paul Bloom e ler uma frase sobre crianças que nunca mais saiu da minha cabeça: “São humanos como eu ou […]

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published

CRÔNICAS

sonhei com você.

Acordei hoje com um sorriso amargo. Sonhar com você está sempre repleto de dualidade, ao mesmo tempo que gosto daquela sensação de proximidade, fico triste pela saudade que bate mais forte depois de uma noite inteira sonhando com você.

Read More