Acompanhe no youtube
inscreva-se

[Resenha] O segredo do meu marido de Liane Moriarty | @intrinseca

[Resenha] O segredo do meu marido de Liane Moriarty | @intrinseca

Sinopse: Ela virou o envelope. Estava lacrado com um pedaço de fita adesiva amarelada. Quando a carta tinha sido escrita? Parecia velha, como se tivesse sido anos antes, mas não havia como saber ao certo. Imagine que seu marido tenha lhe escrito uma carta que deve ser aberta apenas quando ele morrer. Imagine também que essa carta revela seu pior e mais profundo segredo – algo com o potencial de destruir não apenas a vida que vocês construíram juntos, mas também a de outras pessoas. Imagine, então, que você encontra essa carta enquanto seu marido ainda está bem vivo… Cecilia Fitzpatrick tem tudo. É bem-sucedida no trabalho, um pilar da pequena comunidade em que vive, uma esposa e mãe dedicada. Sua vida é tão organizada e imaculada quanto sua casa. Mas uma carta vai mudar tudo, e não apenas para ela: Rachel e Tess mal conhecem Cecilia – ou uma à outra -, mas também estão prestes a sentir as repercussões do segredo do marido dela. Um romance emocionante, O Segredo do Meu Marido é um livro que nos convida a refletir até onde conhecemos nossos companheiros – e, em última instância, a nós mesmos. – Quinto livro de Liane Moriarty, O Segredo do Meu Marido alcançou o primeiro lugar na lista de mais vendidos do The New York Times apenas duas semanas após seu lançamento. – Considerado pelas revistas People e Entertainment Weekly um dos 10 melhores livros de 2013, foi eleito também o melhor livro do mês de agosto pela Amazon. – O Segredo do Meu Marido já teve os direitos de publicação vendidos para mais de 20 países e os direitos cinematográficos adquiridos pela CBS. 

‘Nenhum de nós conhece todos os possíveis cursos que nossas vidas poderiam ter tomado. E provavelmente é melhor assim. Alguns segredos devem ficar guardados para sempre. Pergunte a Pandora.’

O segredo do meu marido é daqueles livros que os personagens marcam, têm humanidade e deixam saudade.

Gostei bastante logo no início, que não enrola, já começa contando sobre a carta que Cecilia descobre no sótão, lugar em que seu marido não vai nem sob tortura. Ele escreveu no envelope que ela só poderia abri-la depois da morte dele. Mas ela encontra antes.

Apesar de o começo já ser assim, não joga as informações. Enquanto lia, surgia alguma que primeiramente é vaga, e logo à frente ela era explicada e de forma a fazer parte da história, não simplesmente jogada ali. Prende bastante. E ao parar para trabalhar, queria voltar a ler no mesmo minuto, pois ficava pensando sobre o próximo segredo.

Na verdade são três histórias distintas, de três mulheres, que acabam envolvendo mais pessoas. Cecilia, Tess e Rachel. Os capítulos são alternados, ora a história de uma, ora a de outra, às vezes o passado.

Uma tem um segredo em mãos, a tal carta, que a atormenta, pois não quer abrir. Outra vê seu casamento acabar, mas o amor ainda existia, ou teria perdido algo no caminho? E a terceira não esquece da forma trágica como sua filha foi morta há muitos anos.

Essas três mulheres são fortes e veem seus mundos ruírem aos poucos. E todas estão em Sidney.

Cecilia é uma mulher e mãe exemplar. Tem três filhas, trabalha com a venda de Tupperware e tem uma vida extremamente certa e limpa – ela acorda todos os dias muito cedo para não deixar nenhum serviço em casa. Casada com John-Paul, que deixou a misteriosa carta. Ele ainda está vivo e parece bastante alarmado quando a esposa conta que encontrou a carta, mas não a leu.

Tess tinha se mudado há alguns anos para Melbourne com a prima, mas depois de seu casamento acabar, volta para a sua cidade com o filho pequeno, muito inteligente, com a desculpa de que iriam cuidar da mãe dela que se machucou. Tess aproveita para mudar a vida em uma semana. Matricula o filho no colégio local, onde reencontra o ex-namorado…

Apesar de Rachel ter seu filho, neto e a nora – por quem ela não nutre os melhores sentimentos – por perto, ela se fecha e esquece um pouco deles, enquanto praticamente só pensa na filha que foi morta de forma cruel. Ela ama muito o neto, mas deixa de lado o próprio filho.

As histórias começam a se entrelaçar e tudo fica ainda mais interessante. Os problemas dos personagens são reais. A autora consegue fazer com que o leitor sinta pena, raiva, amor por eles.

Liane Moriarty (1966) sabe contar histórias de mulheres que sofrem por diferentes motivos. Cada uma tem uma questão não resolvida que a atormenta e quando uma entra na vida da outra, acaba sendo ainda mais difícil manter o que na verdade é o seu segredo, pois como dividir isso com pessoas que mal conhecem, apesar de precisar de um ombro amigo? O segredo do meu marido (Intrínseca, 368 páginas, R$29,90) é muito bem escrito e, como disse, prende e faz querer chegar ao final, e quando chega, o leitor sente falta de tudo. Eu senti.

Amores e amizades do passado, família, amigos e traições fazem parte desta história cheia de verdades.

Muito massa as reviravoltas. A forma como a autora explica e nos faz entrar na vida dos personagens é sensacional. Recomendo! E quero ler mais obras dela.

Edição: 1 | Editora: Intrínseca | ISBN: 9788580574791 | Ano: 2014 | Páginas: 368

Nota: 5/5

Comprar: Saraiva 

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +

100981384304769G
Liane Moriarty é uma escritora australiana, nascida em 1966 em Sydney. Antes de se tornar escritora, Moriarty trabalhou no departamento de propaganda e marketing de uma editora de livros jurídicos e como escritora freelancer. Sua primeira obra publicada foi Three Wishes (2004), como parte de sua dissertação de mestrado na Macquarie University. Após sua estréia literária, publicou mais quatro obras: The Last Anniversary (2006), What Alice Forgot (2010), The Hypnotist’s Love Story (2011) e The Husband’s Secret (2013).
post

4 Comments

  • 3 anos ago

    Oi Celly!

    Parabéns pela resenha, adorei a forma como você abordou o livro. Ele me parece bem intrigante mesmo, e com um final surpreendente. Um amigo meu leu e amou, ele ficou surpreso porque não esperava nada do livro. 🙂

    E oh, lindas fotos, como sempre. <3

    Beijo!

  • 3 anos ago

    Oi Foufa
    Adorei este e foi uma indicação sua.
    Ótima a resenha
    Sucesso neste novo Blog
    Bjks mil

  • 3 anos ago

    Celly,
    Adorei a tua resenha, você citou todos os pontos que observei na leitura. As duas coisas que eu mais gostei foi ver a justiça da autora… Mais ou menos com um “aqui se faz, aqui se paga”, para logo em seguida chorar de frustração com todos os “se”….

  • 3 anos ago

    Que bom que curtiram, mocinhas! Gostei muito deste livro. Também não esperava tanto dele, mas enquanto fui lendo, foi se transformando e até hoje sinto falta de algo tão bom e bem escrito.

    Leiam e espero que gostem tanto quanto eu. ^_^

Leave a Comment

Deixe uma resposta para Samantha Cancelar respostaYour email address will not be published

CRÔNICAS

sonhei com você.

Acordei hoje com um sorriso amargo. Sonhar com você está sempre repleto de dualidade, ao mesmo tempo que gosto daquela sensação de proximidade, fico triste pela saudade que bate mais forte depois de uma noite inteira sonhando com você.

Read More