capa

Sinopse: Livro que deu origem ao mais famoso filme de suspense de todos os tempos. Psicose conta a história de Marion Crane, que foge após roubar o dinheiro que foi confiado a ela depositar num banco. Ela então vai parar no Bates Motel, cujo proprietário é Norman Bates, um homem atormentado por sua mãe controladora. Belo suspense, de tirar o fôlego!

“Agora, ele tinha de encarar a realidade. A mãe era mais do que doente. Era uma psicótica perigosa. Ele tinha de controlá-la e o faria.”

 Vocês já sabem da minha paixão por livros policiais, já conhecem o quanto eu gosto de livros sobre psicopatas e também conhecem o quanto admiro o trabalho da Editora Darkside Books. Então é obvio que Psicose seria um livro super prazeroso de ler. Mas calma, eu vou contar os motivos para vocês e claro, tentar convencê-los a ler.

Psicose é mais uma daquelas histórias que a gente já viu de tantas formas, já ouvimos e vimos tantas vezes que achamos que já conhecemos todos os detalhes e que não “compensa” ler o livro. E quando pegamos realmente a obra em mãos é que descobrimos o quanto esse pensamento é errado e deve ser morto com uma facada durante o banho.

Se você entendeu a piadinha então você já sabe que Psicose de Robert Bloch foi o livro que inspirou o grande clássico de Hitchcoch. E sim, a história do filme é bem fiel a obra e você vai se surpreender com alguns detalhes trabalhados aqui.

Uma das coisas que mais me impressionaram na obra de Robert é como ele escreve bem. Não é difícil ler ou complicado, Psicose é um livro que qualquer pessoa vai conseguir aproveitar todo o conteúdo sem se perder na história ou nos caminhos que o autor vai dar para ela. Achei isso fantástico e compreendi assim, como foi um grande trabalho a adaptação de Hitchcoch que precisou trabalhar com um roteiro tão bem feito nas páginas de um livro para as telas do cinema sem perder o brilho ou desmerecer seu trabalho perante o escrito.

Trabalhando com um assunto delicado, como transtornos psicológicos, o livro Psicose mostra mais uma vez o quão longe pode se ir quando se entende sobre o tema e se tem uma boa ideia.  Com um começo que te engana muito bem e transforma cada ato do personagem em uma busca sem fim do leitor para chegar naquela parte tão esperada que você precisa descobrir se é como o filme, Psicose é um dos únicos livros que são sim melhores que o filme e que eu recomendo que você leia depois de assistir ao filme.

Aqui infelizmente não temos os personagens em movimento, nem todo o drama musical do momento fatídico, mas temos os pensamentos dos personagens de uma forma tão real e interessante que não conseguimos largar a leitura até que todos os pontos estejam resolvidos e tenham sido nos apresentado.

Essa caneca é da Canecaria.

Um livro que com toda a certeza está na minha listinha de preferidos. Ele merece estar na sua estante ! ♥

E agora, se a história e os meus pontos já começaram a te convencer a ler, eu preciso dizer que o trabalho gráfico da Editora Darkside Books consegue  ser um exemplo de como transformar papel em obra de arte. Confira as fotos e se apaixone!

O que você achou?  O livro também tem uma versão com capa dura. Confira no post do Pipoca Musical.

Edição: 2 | Editora: DarkSide® Books | ISBN: 9788566636154 | Ano: 2014 | Páginas: 240

Nota: 5/5

Comprar: Submarino | Saraiva  | Saraiva (Capa Dura)

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +

autoresRobert Albert Bloch (Chicago, 5 de abril de 1917 — Los Angeles, 23 de setembro de 1994), foi um conceituado escritor norte-americano, mais conhecido pelo seu romance de horror Psicose (1959). Posteriormente a história foi adaptada para cinema pelo célebre realizador Alfred Hitchcock, em que Janet Leigh e Anthony Perkins fizeram parte do elenco. Foi também conhecido como roteirista e um autor prolífico no gênero da ficção científica.

post

Captura de Tela 2017-04-11 às 09.34.46