[Resenha] Schroder de Amity Gaige | @intrinseca

[Resenha] Schroder de Amity Gaige | @intrinseca

Sinopse: Um folheto de divulgação de uma colônia de férias exibe meninos americanos felizes e integrados. Para se tornar um deles, o adolescente Erik, que deixou a Alemanha Oriental rumo aos Estados Unidos aos cinco anos, acredita que deve ter um inglês impecável e sem sotaque, uma história familiar enraizada nos Estados Unidos e o sobrenome Kennedy. Ao se inscrever na colônia de férias, Erik Schroder assumirá uma nova identidade, romperá com seu passado, e, talvez tarde demais, descobrirá quanto se tornou refém da própria mentira. E então nem mesmo uma filha e o casamento dos seus sonhos poderão ajudá-lo.

“Be happy. Decide to be happy. If you want to be happy, be happy! No one cares if you’re happy or not, so why wait for permission? And did it really matter if you had been deeply unhappy in your past? Who but you remembered that?”

Chegamos aos segundo livro de parceria com a editora Intrínseca e dessa vez eu posso dizer que me surpreendi muito com o que  Schoreder propôs e cumpriu! Eu não imaginava, que um livro que eu escolhi mais pela capa que é linda e fantástica, poderia me surpreender tanto!

Schroder  é um livro muito bem escrito, desde sua estrutura a escolha das palavras. Eu me impressionei com as descobertas que comecei a fazer ao decorrer de cada página. O livro é esperto, não te conta tudo de primeira, ele te faz acompanhar cada acontecimento que o personagem vai narrando de forma curiosa e atenta, se surpreendendo e tendo cada vez mais empatia com Erik.

Schroder poderia ser um diário, uma reconciliação com um passado, um filme daqueles bem calmos e lindos com trilha sonora escolhida com cuidado. Ele não é para ser lido com pressa, é para encontrar e descobrir todo o dia, é algo que você usa para se conhecer melhor e questionar as suas atitudes.

Se você gosta de livros mais calmos mas com grandes questões pessoais e totalmente citável, você vai amar Schroder. Ele com toda a certeza é um daqueles livros para guardar no coração depois que você acaba. É uma avaliação psicológica do até onde e até quanto somos capazes de fazer para ser pessoas diferentes.

A editora manteve a capa original e palmas para isso, a capa linda, encantadora e totalmente fotogênica. A diagramação é simples e ajuda a leitura, confira abaixo nas fotos, o trabalho gráfico do livro.

Edição: 1 | Editora: Intrínseca | ISBN: 9788580574876 | Ano: 2014 | Páginas: 272

Nota: 4/5

Comprar: Livraria da Travessa | Saraiva

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +

Amity Gaige é uma escritora americana residente em Connecticut. Ela possui três livros publicados: “O My Darling”, “The Folded World” e, o seu trabalho mais recente, “Schroder”. A obra já foi lançada em 8 países desde seu lançamento em 2013 e foi nomeada como Melhor Livro deste mesmo ano pelo The New York Times, Kirkus, The Wall Street Journal, dentre outros.

post

Anna Schermak
Anna Schermak

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

3 comments

Leave a comment
  1. Laura Ribeiro

    5 de julho de 2014 at 18:44

    Só a capa me chamou a atenção. Gosto de livros assim, como você disse, pra guardar no coração quando se acaba, ou quando há uma avaliação psicológica. Procurarei para comprar! 😉 Parabéns pela parceria com a Intrínseca, sua sortuda! haha
    Beijos || Unlocked Land ?

  2. Raquel Moritz

    7 de julho de 2014 at 14:03

    Sabe que, de cara assim, a sinopse não me cativou nada, fiquei curiosa pela capa mesmo, e pelo fato de você se surpreender tanto. Especialmente por conversar com nós mesmos. Fiquei curiosa, mocinha. :}}

    Beijããão!

    • Anna Schermak

      7 de julho de 2014 at 17:30

      Acho que você poderia gostar do livro, principalmente pelas referências e pelo que ele nos faz pensar, sabe? Dê uma chance 😉

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.