[Resenha] Um Ano Inesquecível de Ronald Anthony | @Novo_Conceito

Você acredita que o amor pode durar para sempre?

Sinceramente? Eu não. Mas depois de ler esse livro comecei a pensar melhor no assunto.

Não consigo fazer a resenha desse livro sem contar um pouco mais sobre mim para vocês. Eu sou muito parecida com o personagem principal de Um Ano Inesquecível. Podem me chamar de Jesse se quiserem hehe, mas eu não acredito em amores eternos, em algum momento ele acaba. Por algum motivo ele sempre acaba. Não acaba por algum motivo específico, mas sempre acaba.
Não me entendam mal, é algo pessoal, acho lindo romances, acho lindo tudo, e sou muito boba com essas coisas, mas vim com defeito de fabrica.

E foi com esse pensamento que comecei a ler Um Ano Inesquecível. E foi com um pensamento um pouco diferente que terminei de ler. E terminei de ler com lágrimas nos olhos.

O livro é doce, suave e até mesmo lento. Ele consegue te deixar curiosa para saber o que vai acontecer, para saber mais da história que é contada, mas isso demora.

Eu persisti no livro, fui até o final e gostei de ter lido até o final. Mas só me senti realmente emocionada nas ultimas 5 páginas do livro.

É um livro mais adulto e para pessoas que gostam de romance, que esperam um final feliz e que torcem para que as pessoas mudem, para que elas acreditem no amor, na verdade e em viver uma vida juntos.

É um livro que se passa na narrativa de dois homens, um jornalista na casa dos trintas e um senhor na casa dos 80, é uma narrativa diferente, mas calma e conseguimos sentir em como ela é nos passada o passar de uma vida, e até mesmo o fim dela.

Nos sentamos na mesa e almoçamos com os personagens, passamos um ano ao lado deles vivendo vários momentos.

O livro tem uma lição muito bonita no final e que realmente me levou a pensar novamente na minha vida, não muito, mas o suficiente para pensar que talvez algum dia eu ache que estou realmente errada.

Espero que assim como eu, vocês gostem do livro e das 3,9 xícaras de café quentinho que ele leva para casa.

É, não curti muito essa capa mesmo =’/

Um Ano Inesquecível de Ronald Anthony

Você acredita que o amor pode durar para sempre?

Jesse Sienna não. O casamento de seus próprios pais era respeitável mas sem paixão; e sua própria história romântica indica que o amor queima ardentemente antes de desaparecer por completo.
Então, quando seu pai, Mickey, muda-se para sua casa e parece não compreender o relacionamento superficial de Jesse com sua atual namorada, mas Jesse não lhe dá atenção.
É apenas um exemplo do quão diferente eles são e fica mais evidente que ele e seu pai nunca terão uma ligação mais profunda.
Mas a verdade é que Mickey Sienna conhece mais sobre amor do que a maioria das pessoas conseguem aprender na vida toda.
Há mais de cinquenta anos, ele encontrou o amor mais verdadeiro que a vida pode oferecer. Ele sabe das infinitas recompensas de investir seu coração e sua alma em alguém… E conhece o prejuízo devastador de deixar esse alguém perfeito escapar.
Quando Mickey percebe que Jesse não está dando valor a uma mulher extraordinária, decide que é hora de contar a história que nunca contou para nenhum de seus filhos a Jesse. Durante os meses seguintes, Mickey mostra seus momentos mais particulares e felizes para seu filho… e muda a percepção de Jesse em relação ao amor e as possibilidades de um relacionamento duradouro para sempre.

Compre Online: De: R$ 20,03 até: R$ 29,90

Mês que vem vamos sortear um kit do livro! Então fiquem atentos 🙂


Fonte da imagem principal: http://www.vinteepoucos.com.br

 

Share:
9 comments so far.

9 respostas para “[Resenha] Um Ano Inesquecível de Ronald Anthony | @Novo_Conceito”

  1. Monica Silva disse:

    Não sou muito fã de romances, esse melodrama acaba cansativo, Quanto a acreditar em amor eterno em um mundo cada vez mais egoísta realmente é muito difícil, ninguém quer ceder e quando acaba o amor/paixão só a vontade de que dê certo mantêm o amor/companheirismo eterno. Minha singela opinião… rsrsrsrs

  2. Fernanda Yano disse:

    Qdo eu vi a sinopse desse livro pela primeira vez, achei que não ia me interessar por ele. Não sou muito fã de romances melosos parados, pra mim tem que ter um suspense uma ação pra prender.
    Agora acreditar no amor eterno, confesso que ando muito decepcionada no amor/amizade entre as pessoas, o egoísmo é enorme mesmo como disse a Monica.

  3. Eduardo disse:

    Romances não me atraem, mas até encararia esse livro como um desafio. Gosto de livros com um ritmo mais lento e que fazem pensar. Quanto à pergunta do título, talvez seja uma pretensão exagerada imaginar que o amor ou qualquer tipo de relacionamento possa ser eterno. Pode ficar eternizado na lembrança, o que é outra coisa. De outro modo, terá que encarar e superar as dificuldades do dia a dia, as mudanças de humor, imaturidades, idiossincrasias, além de requerer uma grande disposição para o sacrifício e para o perdão, coisas que a maioria das pessoas hoje não quer nem saber…

  4. Eu sou uma louca por romances, adoro quase tudo que me faça chorar, e acredito em amor para sempre, mas eu entendo o que você pensou antes de começar a ler esse livro, eu acho que é uma visão mais realista das coisas, e isso é até bom na minha opinião. Confesso que não sabia muito sobre o que era esse livro, mas fiquei bem feliz em saber, será uma das minhas próximas leituras!

    beijos, Lu

  5. Thais de Moraes disse:

    Novo Conceito como sempre com um super lançamento né. Apesar de não acreditar em amores eternos e de não gostar de livros muito lentos (dão um soniiiiinho), eu com certeza leria Um Ano Inesquecível, pois se tem uma coisa que eu acredito com todas as minhas forças, é que podemos sim receber muitos ensinamentos de nossos pais e avós, e eu já estou totalmente encantada com o que Mickey tem para contar ao Jesse.

    @Thatha_Ruiva

  6. Eu quero muito ler esse livro, além da capa ser linda a sinopse dele é muito instigante, a Novo Conceito sempre acerta nos seus lançamentos né, raramente ela lança um livro que não chame a atenção. Se o começo da leitura for lento e o final for muito bom eu não importo, é melhor do que começar o livro bem e terminar mal.

  7. Vanilda Procopio disse:

    Ainda não li o livro e se dependesse da capa nem chegaria perto. É a primeira resenha que lei dele e me passou a impressão que deve ser lido sem pressa, com calma para apreender a mensagem. Não gosto muito desses romances mas esse parece que merece uma chance.

  8. Sabe, Anna, infelizmente eu acho que tenho o mesmo defeito de fabricação que você… hehe… fora que minha família é toda traumatizada, tivemos uns casos horrendos de separação, ficou bem difícil pra gente acreditar no amor eterno. Mas eu gosto quando alguma coisa mexe comigo e me faz brigar com essa crença. Sinceramente, eu queria acreditar no amor, queria ter uma pessoa na minha vida que me convencesse que pode ser pra sempre. Ainda não tive essa sorte, mas ler histórias de pessoas que tiveram me faz bem. Então gostaria de ler o livro.

  9. rsrsrsr… Anninha, eu acredito que o amor dure para sempre, mas ele precisa ser conservado como qualquer outra coisa ou objeto. Bem… esse é o meu pensamento. Mas que lindo, talvez eu leia ele. Estou bem afastadas de romances e vivendo mais um mundo medieval de George Martin e Raphael Draccon, não esquecendo do perfeito mundo de Paolini *—–* Mas vou abrir mais espaço para os romances 😛

    NerdBooks

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anna Schermak

Anna Schermak

26 anos, Curitibana, Formada em Marketing. Criadora do Pausa Para um Café e Social Media na maior parte do tempo. Apaixonada por cachorros, cafés e bons livros.

PESQUISE

PUBLICIDADE

DICA DE CURSO

COLUNAS

Submarino

Últimos Vídeos