Literatura

O triste retrato do preconceito em “Tudo Que Nunca Contei”

“Lydia está morta. Mas eles ainda não sabem disso. Dia 3 de maio de 1977, seis e meia da manhã, ninguém sabe nada a não ser por este fato inofensivo: Lydia está atrasada para o café da manhã.” Assim começa…

Continue reading