Acompanhe no youtube
inscreva-se

Traduções da Divina Comédia #LendoDante

Traduções da Divina Comédia #LendoDante

Sim, hoje nós vamos falar sobre as traduções da Divina Comédia. E eu separei primeiro alguns pontos que devemos deixar bem claros:

    • Primeiro: Eu não estou aqui para falar qual tradução é ruim ou boa, mas para mostrar as diferenças entre elas para que você possa escolher aquela que será melhor para a sua leitura durante o projeto #LendoDante.
    • Segundo: Eu não sou especialista em tradução, não estudei tradução. Io solo parlo italiano.
    • Existem muitas versões e traduções da Divina Comédia. É uma obra antiga com mais de 700 anos e em domínio público, por isso não tenho como falar de todas as edições, pois eu nem conheço todas as edições que existem.
    • O objetivo do projeto é tornar a divina comédia acessível. Por isso, mesmo que sua edição não seja nenhuma das citadas aqui, tente fazer a leitura e aproveitar a obra.

Agora vamos ao que interessa.

img_6855

Existem hoje algumas edições mais conhecidas da Divina Comédia aqui no Brasil. Elas são:  A edição bilingue da 34, a  edição bilingue da Landmark, as edições da Abril e a edição da LPM Poket.

A Edição da LPM Pocket é traduzida pelo Eugênio Vinci de Moraes, professor do Centro Universitário Uninter do Paraná e também tradutor dA arte da guerra  (L&PM). A tradução do Eugênio ao contrário das outras traduções que vamos citar por aqui, é em prosa. Ela não segue o original que é em verso.  Eugênio utilizou a versão do Giorgio Petrocchi, para sua tradução. O próprio Eugênio recomenda que você leia a versão em prosa acompanhada da versão em verso. Até mesmo nas versões em italiano.  

LEIA UM TRECHO ONLINE AQUI 
captura-de-tela-2016-10-29-as-20-13-24

A Edição da editora 34 tem tradução e notas do Italo Eugênio Mauro e pessoalmente é tradução que eu mais gosto. A tradução da Divina Comédia foi um trabalho de 12 anos para Italo. E alguns o criticam por se focar mais na no lado literal da tradução do poema. Outros criticam essa tradução por mesmo prezando pelo lado literal, não traduzir a palavra MERDA (por exemplo) como merda e trazer um lado mais leve para o Inferno onde Dante realmente usa uma linguagem mais suja.

LEIA UM TRECHO ONLINE AQUI

captura-de-tela-2016-10-29-as-20-16-34As edições da Abril muitas vezes são encontradas com a tradução feita por Jorge Wanderley. Infelizmente Jorge morreu antes de concluir seu trabalho e traduziu apenas o inferno. Muitos preferem essa tradução do Inferno por manter a linguagem mais suja. (ESSA EDIÇÃO da Record, também tem tradução do JORGE WANDERLEY). 

img_6865

E por último temos a edição da Landmark que traz uma das traduções mais amadas pelos fãs da Divina Comedia. A tradução do Vasco de Graça Moura. Muitos leitores preferem essa tradução por conter tanto a musicalidade do texto com suas métricas e rimas, quanto a linguagem mais suja do Inferno.

E agora você me pergunta. Anna, qual edição eu leio? Eu gosto da tradução do Eugênio, mas isso é uma questão muito pessoal, minha sugestão é que você utilize as provas dos livros livros disponibilizadas nesse post e faça a leitura de alguns versos para sentir qual te agrada mais durante a leitura e assim realizar a compra do seu exemplar.

ONDE COMPRAR?

Divina Comédia – Editora 34 (versão simples)  | AMAZON – SUBMARINO
Divina Comédia – Editora Landmark (bilingue) | AMAZON – SUBMARINO
A Divina Comédia – Editora 34 (bilingue – 3 volumes) | AMAZON  – SUBMARINO

img_6900

CONFIRA AQUI MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO #LENDODANTE

Espero que todos vocês nos acompanhem nessa jornada. Espero por vocês!

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!

Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +  ☁ Pinterest ☁ Youtube  Blogvin ☁ Flickr

Relacionados

3 Comments

  • 9 meses ago

    Bacana esse post. recentemente fiquei com vontade de ler A Divina Comédia (novamente) por causa do livro O Livro Secreto de Dante, da editora Generale e espero achar algumas dessas versões em ebook . Tradução é algo muito complicado.

  • Davi Moreira
    6 meses ago

    Há algum tempo, por causa de um excelente professor de literatura do cursinho, venho querendo ler esta obra-prima. Estava em dúvida sobre qual edição escolher; na primeira oportunidade passarei na saraiva para dar uma conferida na edição da Landmark. Muito obrigado pela matéria!

  • Joaquim Itapary
    2 semanas ago

    Há uma excelente tradução de O INFERNO feita pelo maranhense Vinicius Berredo conhecida apenas por bibliófilos e estudiosos da obra de Dante

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published

CRÔNICAS

sonhei com você.

Acordei hoje com um sorriso amargo. Sonhar com você está sempre repleto de dualidade, ao mesmo tempo que gosto daquela sensação de proximidade, fico triste pela saudade que bate mais forte depois de uma noite inteira sonhando com você.

Read More