Acompanhe no youtube
inscreva-se

Transexualidade e empatia em “Apenas uma Garota”, de Meredith Russo

Transexualidade e empatia em “Apenas uma Garota”, de Meredith Russo

“Concluí que as pessoas que diziam que Deus não me amava, que diziam que não havia lugar na Terra para mim, estavam erradas. Deus queria que eu vivesse, e esse era o único jeito que eu sabia sobreviver, então era essa a vontade Dele. Era essa a minha vontade. Eu escolhera viver e, ao que parecia, enfim estava fazendo isso.”

Amanda Hardy é nossa protagonista em “Apenas uma Garota”. E começamos essa história sabendo que Amanda não tem um passado fácil e durante essas páginas a Meredith vai intercalar o passado com o presente para nos apresentar a cada passo fácil ou difícil da vida de Amanda.

Eu quero ser amiga da Amanda, porque ela é uma pessoa incrível, ela mostra a força e o desespero, a dificuldade mas a vontade de seguir a diante e por mais que a história tenha sido criticada por algumas pessoas por ser clichê demais (afinal se você tira o debate sobre transexualidade o livro vira um YA clichê até demais), eu gostei muito da história. Pois ela coloca a Amanda ao nosso lado. Faz ela comum, uma pessoa como todos nós, uma adolescente que se apaixona, briga com o pai e tem amigos diferentes. Tem seus medos e suas vontades, seus sonhos e inseguranças, colocando no livro uma adolescente trans como ela é: uma adolescente.

IMG_9949
IMG_9945

Ao final do livro, Meredith escreve ao seus leitores trans e cis, e isso é muito importante para você entender como a escritora “pegou leve” em algumas partes para introduzir o assunto de uma forma leve e didática. Tornando tudo mais fácil para que o assunto pudesse chegar a um número maior de pessoas e o público pudesse entender isso sem nenhuma dificuldade.

E eu acho importante isso pois o livro chega e conversa com pessoas que talvez não estariam dispostas a ler algo mais direto. Amanda abre caminhos para a discussão, Meredith é didática e trabalha a empatia com Amanda e ainda explica que está tudo bem não ser igual a Amanda, cada pessoa é uma pessoa com suas identidade e diferenças e isso é que é lindo!

IMG_9941
IMG_9939
IMG_9938

Ao ler “Apenas uma Garota” eu percebi o quão de fora eu estou olhando para o assunto. O quanto de informação me falta e o quanto eu não sei nada. O livro me incentivou a ler mais, buscar mais e interagir mais sobre o assunto para conhecer,  me tornar mais empática e não falar nada de errado.

O livro pode ser um romance clichê, mas ele é necessário, é importante ter um livro de uma autora trans, sobre uma personagem trans chegando a todos os lugares, podendo ajudar mães e pais a entenderem seus filhos e filhas,  fazendo colegas de escola a perderem seus preconceitos e jogando o assunto na mesa para que a gente cresça com ele e acima de tudo, busque mais informações.

 Onde Comprar:  Amazon  – Amazon Kindle – Submarino – Americanas – Saraiva

IMG_9944

ISBN-13: 9788551002018 | ISBN-10: 8551002015 | Ano: 2017 | Páginas: 240 | Editora: Intrínseca

Meredith Russo nasceu e cresceu no Tennesse, sul dos Estados Unidos, onde mora até hoje. Começou a viver de acordo com sua verdadeira identidade em 2013 e nunca voltou atrás. Apenas Uma Garota é seu primeiro romance e foi parcialmente inspirado em suas experiências como uma mulher trans.

{ Esse livro foi enviado pela editora Intrínseca. para resenha no blog. Em compromisso com o leitor, sempre informamos toda forma de publicidade realizada pelo blog 

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!

Facebook ☁ Instagram ☁ Twitter ☁ Tumblr ☁ Google +  ☁ Pinterest ☁ Youtube  Blogvin ☁ Flickr

Relacionados

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published

CRÔNICAS

sonhei com você.

Acordei hoje com um sorriso amargo. Sonhar com você está sempre repleto de dualidade, ao mesmo tempo que gosto daquela sensação de proximidade, fico triste pela saudade que bate mais forte depois de uma noite inteira sonhando com você.

Read More