1

Results

Date

setembro 5, 2014

[Séries] O Retorno de Doctor Who
[Séries] O Retorno de Doctor Who

Sabe quando você espera muito por uma coisa e quando ela chega... bom, não é tudo isso? Fiquei um pouco assim com esse retorno da nova temporada de Doctor Who.

Mas estou me precipitando. Vamos começar pelo começo.

Deep Breath, episódio que inicia essa oitava temporada, começa tão surreal quanto já era de se esperar: um dinossauro (mais precisamente um tiranossauro rex) está no Rio Tâmisa, assustando os moradores da Londres vitoriana, e Madame Vastra, Jenny e Strax são chamados. Eles tentam se aproximar quando o bicho cospe alguma coisa. Uma cabine telefônica azul.

Começa então uma longa maratona para cuidar de um Doctor que não quer receber cuidados. Ainda desorientado pela regeneração, ele insiste em ajudar o dinossauro mesmo que todos os seus amigos (cujos nomes ele confunde o tempo todo) digam que ele precisa descansar. Antes, contudo, que ele ou qualquer um possam ajudar o pobre réptil, o bicho entra em combustão instantânea - um estranho fenômeno que vem se repetindo em escalas alarmantes na cidade, e que o Doctor, é claro, decide investigar.

Apesar de eu não ter gostado muito do episódio em si, ele foi tão cheio de referências que é impossível não se deixar tocar, mesmo que só um pouquinho. Com tiradas que fazem menção desde o cachecol do 4º Doctor, até o clássico e adorável episódio da segunda temporada, The girl in the fireplace e, é claro, passando pela inevitável semelhança do novo rosto do Doctor com um certo personagem de Fires of Pompei (season 4), os mais de 60 minutos do episódio são um lembrete constante do que forma o Doctor - constante até demais, se vocês querem saber. Num dado momento, eu estava um pouquinho cansada de certas autoafirmações que o roteiro parecia querer esfregar o tempo todo na minha cara: que o Doctor é velho, mas que idade não é tudo, que ele de certa forma se lembra de tudo que aconteceu nas suas regenerações passadas, que ele e Clara não são um par romântico. Também não ajudou muito a insistência cega da Clara (personagem de que eu já não gosto) em ficar negando a nova faceta do Doctor, e todas as lições de moral meio zzzzzz que surgiram daí. Sabe quando parece que estão tentando te forçar a acreditar numa coisa que, na verdade, você já aprendeu há muito tempo? Pois é. Hora de superar, galera! Moving on!

...