A Arte (Chata) de Coletar Itens

16 de janeiro de 2013

Eu sou um caçador de troféus. Sim, admito. Sempre que posso, procuro aumentar minha coleção, mas como tudo na vida, caçar troféus também tem a sua parcela de chatice ou digamos, pouca diversão.

Até onde consegui pesquisar, as conquistas surgiram no Xbox original em 2002 com Halo 2 e mais tarde, em 2005, foram atualizadas para o Xbox 360. Mais tarde, a Sony resolveu “copiar a ideia” e criou o sistema de troféus para o PS3. Simplificando, um troféu ou uma conquista é aquele algo a mais que você tem que fazer no jogo para desbloquear o troféu e tê-lo incluído na sua Gamertag/GamerID.

O sistema de troféus (vou chamar só de troféus, mas vale também para conquistas do Xbox360) se mostrou uma nova forma de diversão e também de analise, oras, se você platinou um jogo, significa que se dedicou mais que os outros que não ganharam a platina. Assim, o troféu passa a ser um medidor da sua dedicação e empenho no jogo. Quando mais você joga, mais hábil você fica e os troféus são a sua recompensa. Antigamente, se falava em zerar um jogo, hoje se fala em platinar – um sinal dos tempos – e os produtores perceberam que os troféus aumentaram consideravelmente a vida útil do jogo, já que você terá que jogá-lo várias vezes até conseguir o troféu que precisa. Então, todos os jogos da atualidade possuem troféus e isso trouxe um probleminha para os desenvolvedores: Criar troféus.

Futuramente irei postar um texto que fiz sobre a divisão e classificação dos troféus, mas hoje vou me ater a um tipo de troféu que acho chato: Colecionáveis. Todo jogo tem e, provavelmente, você já se deparou com esse tipo antes. É aquele troféu que tem como objetivo coletar algum item durante o jogo. Exemplos não faltam: Penas em Assassin´s Creed II, intel em COD: Black OPS I e II, pombos em GTA IV e por aí vai. Alguns não agregam nada para a história do jogo e fazem você consultar mapas e vídeos na internet para saber onde pegá-los, outros ainda (pouco) contribuem, como em InFamous que você ganha mais energia após coletar alguns deles, mas em suma, todos acabam com a diversão do jogo. Imagine ter que pegar 350 blast shards em InFamous, escondidos debaixo de pontes, em lugares de difícil acesso e fora da visão do jogador. Santa Mãe De Deus! Você deixa de jogar para procurar cada pedacinho que falta e a diversão sai pela janela.

 

Troféus assim exigem dedicação e empenho, mas a recompensa no jogo (não na sua GamerID) é pequena ou nula. Seria legal se você tivesse que colecionar pedaços de uma espada mega poderosa e quando conseguisse todos, teria a arma para continuar jogando e se divertindo. Essa falta de criatividade nos troféus “coletar itens” acaba transformando um jogo legal em algo maçante e enfadonho.

 

Join the Conversation

  1. JessicaLisboa says:

    Lembro de quando eu jogada, todos os trofeis de niveis que eu passava nos jogos eu deixava guardado. isso é viciante.

  2. Ri com está imagem. Poxa, nunca joguei este jogo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Like
Close
Copyright © 2021 Pausa Para um Café
Made with by Loft.Ocean. All rights reserved.
Close
5 RPGS de TERROR para quem cansou de Cthulhu Livros Para Escritores! Livros que Destruíram Meu Psicológico! 5 mentiras que todos os leitores já contaram! 5 livros que são um soco na cara!