Adriana Calcanhotto lança livro com poemas.

25 de julho de 2013

A cantora Adriana Calcanhoto organiza e ilustra a Antologia Ilustrada da Poesia Brasileira – voltada para crianças de qualquer idade.  O lançamento aconteceu no dia 24 de Julho, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Antologia

images Com poemas do século XIX ao XXI, esta antologia reúne muitos momentos da literatura brasileira, até mesmo antagônicos.
Oferece assim, para crianças de qualquer idade, muitas formas de poesia: metrificada e rimada; em versos livres, com linguagem mais prosaica; textos sintéticos e visuais, típicos da poesia concreta ou, no caso dos haicais, em diálogo com a poesia japonesa. Tamanha variedade formal é fundamental para se ampliar a educação estética. A educação, contudo, é também sentimental. À variedade de formas poéticas, corresponde a diversidade de temas: a relação do ser humano com a natureza; a saudade da infância perdida; a pureza; o trabalho; o desejo ou a sua falta; a criatividade etc. E mesmo com formas e temas tão variados, os poemas apresentam uma unidade inquestionável, tanto pela beleza de seus versos quanto pelo olhar delicado e sutil que desvenda a poesia do cotidiano. Adriana Calcanhotto captou, em suas ilustrações, tal frequência de delicadeza e sutileza, em um diálogo sensível entre palavra e imagem. Além disso, importante ressaltar, muitos destes poemas tratam de experiências ligadas ao prazer. Um prazer que, sem dúvida alguma, também despertará nos leitores de todas as idades o impulso de buscar mais e mais poesia.”  Eduardo Coelho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Like
Close
Copyright © 2021 Pausa Para um Café
Made with by Loft.Ocean. All rights reserved.
Close
Livros para quem gosta e This Is Us Podcasts sobre literatura para ouvir hoje! Os Melhores Livros que eu li em 2021 O espaço de trabalho de escritores famosos Livros para quem gostou de “A Filha Perdida”.