Menu
Literatura Nacional

Análise – Deadpool The Game

Não acho que Deadpool seja um personagem tão conhecido assim, o que é uma pena. Para resumir as coisas, caso você seja uma pessoa desconectada do universo de quadrinhos, Deadpool é um mercenário que fala demais, tem fator regenerativo incrível e simplesmente não pode morrer. O personagem é uma sátira da Marvel para com Slade Wilson, personagem conhecido da DC Comics pela alcunha de Deathstroke. Uma característica forte das HQ’s de Deadpool é que ele simplesmente pulveriza a quarta barreira, ou seja, frequentemente ele entra em contato com quem esta lendo a história, o que é divertidíssimo.

 

Pela lógica desse pequeno resumo – se quiserem saber mais, vão falar com a Dani – um jogo estrelando o próprio seria uma coisa essencial, certo? CERTO! O game foi lançado em Junho de 2013 pela High Moon Studios, mesma belezura que fez aquelas cartas de amor aos fãs de Transformers, War e Fall of Cybertron.

Por ter essa experiência na bagagem, eu já esperava que Deadpool fosse pelo menos um jogo descente, talvez não merecedor de GOTY (Game of The Year), mas descente, e é isso que acontece ali, mais ou menos… O que acontece é que Deadpool conseguiu um jogo bacana, mas que cansa rápido. O personagem foi tratado com um fiel respeito, com momentos realmente engraçados e com uma constante interrupção do mercenário falastrão para tirar uma com a cara do jogador, mas se caso você tirar tudo o que é Deadpool e o que ele trouxe, fica um jogo pior que ir à academia no frio esperando ter algum resultado.

 

Melhor não deixar de ligar pra ele, só por segurança!

Melhor não deixar de ligar pra ele, só por segurança!

Os inimigos não variam muito, é apenas “atire ou bata nesses caras com roupas coloridas aqui, vai ter um chefe com outras roupas coloridas ali e depois vem mais gente com roupas de cor diferente”. Alguns inimigos tem uma resistência absurda, enquanto outros do mesmo porte morrem cm um tiro na cabeça. Deadpool, suas duas personalidades internas e o senso de humor negro do game são os fatores que te seguram até o final de um jogo que pode até ser um entretenimento rápido, mas longe de ser uma experiência à altura do que o Merc with a mouth merece.

Deadpool The Game esta disponível para PC, Playstation 3 e Xbox 360 e recebe 2 xícaras e meia de café quentinho nesse frio bom, mas daí a metade da 3ª  xícara esfriou porque você ficou frustrado(a) com o game por aumentar a dificuldade de uma porta pra outra, literalmente.

About Author

Olá, meu nome é Jhonatan Ferreira Gomes. Sou formado em Psicologia pela Universidade do Sagrado Coração. Meu interesse está na aera comportamental, neurociências e aprendizagem. Sou um amante da arte visual e interativa dos videogames, além de todas as outras páreas da cultura nerd e me proponho a dialogar com você os motivos desse amor. Tenha um excelente dia e continue sendo incrível! Email para contato: jhowfg@gmail.com

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.