Menu
Literatura

As arvores e a escrita sem fim de Alejandro Zambra

 Conheci Zambra da mesma forma que conheci os meus escritores preferidos: Comprando um livro em alguma promoção, afinal estava tão barato, qual era o motivo para não dar uma chance para aquele autor em específico? E foi assim que minha paixão pela escrita do Chileno Alejandro Zambra começou.

IMG_2979

 

Demorei tanto para fazer essa resenha que não sei por onde começar. Pensei que depois de algum tempo conseguiria falar melhor de Bonsai e “A Vida Privada das Árvores”, mas engano meu. Os livros continuam intensos e falando por si.

Em Bonsai temos a história de amor de Julio e Emilia e também a história do fim desse amor. Começando o livro pelo final e já entregando ao leitor na primeira página o que vai acontecer no final daquela história Alejandro nos prende de um jeito incrível. Nós faz imaginar como aquele casal aparentemente tão bonito, pode chegar ao fim que ele nos prometeu. “No final ela morre e ele fica sozinho”.

Como seu romance de estreia, Bonsai nos mostra logo de cara para o que Alejandro veio ao mundo da literatura. Para fazer do seu jeito, escrever no seu estilo falassem o que falassem. Achassem o que achassem. Com um livro praticamente dentro de um livro, interligando personagens, histórias e nuances vidas que se misturam ele constrói um romance que para mim foi perfeito.

Com certeza Alejandro conseguiu escrever aquilo que eu (pelo menos) gosto de ler. Uma história que não precisa de final feliz. Uma história que terminamos a leitura e ficamos um bom tempo olhando o teto se perguntando apenas como…

Bonsai foi traduzido em dez países, entre eles França, Itália, China, Israel, Estados Unidos e Japão. O livro também ganhou o Prêmio da Crítica e o Prêmio do Conselho Nacional do Livro como melhor romance de 2006 em seu país.

IMG_2978

 

 Para manter a ordem, pulei para “A Vida Privada das Árvores” segundo livro do Zambra. Este conta a história de Julian que por acaso está em determinado ponto da história também tem um bonsai (Ah como eu amo coincidências ?).

Com um livro onde tememos o final, novamente Alejandro nos cativa com uma narrativa um pouco mais lenta do que a de Bonsai, mas igualmente interessante.  Apesar de ainda preferir o primeiro livro, o segundo tem um apelo emocional maior e trabalha com personagens com mais empatia e de uma forma diferente para trazer o leitor para dentro da leitura.

Se você me perguntar, eu indico os livros sem pensar duas vezes. Eles são um tipo de história que cada leitor vai ter uma experiência diferente e vai conseguir trazer algo novo da obra. Aproveite e comece sua leitura o quanto antes!

IMG_2977Bonsai: ISBN-13: 9788540504318 | ISBN-10: 8540504316 | Ano: 2013 | Páginas: 96 | Editora: Cosac Naify
A Vida Privada das Arvores: ISBN-13: 9788540503052 | ISBN-10: 8540503050 | Ano: 2013 |  Páginas: 96 | Editora: Cosac Naify

 Alejandro Zambra nasceu em 1971. Bonsai (2006), seu primeiro romance, foi traduzido na França, Itália, Holanda, entre outros países. No Chile, o livro ganhou o Prêmio da Crítica e o Prêmio do Conselho Nacional do Livro como melhor romance de 2006. Zambra escreveu dois volumes de poesia, Bahía Inútil (1998) e Mudanza (2003), a coletânea de ensaios No Leer (2010), além dos romances La vida privada de los árboles (2007) e Formas de volver a casa(2011). Eleito pela revista britânica Granta como um dos 22 melhores jovens escritores hispanoamericanos, ele é também crítico, professor de literatura e diligente leitor de manuais, revistas especializadas e livros técnicos sobre o cultivo de bonsai.

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR 

Baci ;*

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +  ? Pinterest Youtube  ?Blogvin Flickr

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

2 Comments

  • Isabela
    27 de Maio de 2015 at 16:05

    Anna, eu li o Bonsai e amei! Quero ler esse outro também.
    Gostei muito do estilo do Alejandro. Ele consegue escrever histórias curtas, mas muito envolventes…
    Beijos 🙂

    Reply
    • Anna Schermak
      17 de junho de 2015 at 15:56

      BONSAI É AMOR!
      Se você gostou de um, acho que vai gostar de todas as histórias dele. Ele tem um jeitinho só dele de escrever.

      Reply

Deixe uma resposta para Anna Schermak Cancel Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.