Menu
Literatura

As consequências do bulliyng na narrativa 2.0 de Luis Dill

Assim como as mudanças no blog, temos também algumas mudanças na forma de escrever resenhas por aqui. Espero que vocês gostem e possam se interessar ainda mais pelos livros que vamos trazer por aqui.

“Dante é novo na escola. Vem de um bairro mais pobre, gosta de ler ‘A divina comédia’, de Dante Alighieri, e alimenta uma paixão secreta. Logo a aparência dele e sua classe social viram combustível para o riso dos colegas. A perseguição se torna sistemática e ganha força no ciberespaço, onde, no confortável anonimato de uma comunidade na internet, inúmeros jovens ridicularizam e hostilizam Dante. O que era para ser apenas ‘brincadeira’ de adolescentes ganha dimensões trágicas, extravasa o âmbito virtual e se instala como ameaça concreta. As conseqüências serão devastadoras”

Todos contra Dante é um livro do autor nacional Luis Dill que brinca com as opções narrativas da internet para escrever seu livro infanto juvenil de uma forma capaz de interessar o jovem leitor e ainda trazer um tema polêmico e que precisa ser discutido.

Mesclando pontos de vistas através das ferramentas que lhe são concedidas como diálogos, postagens de blogs e fóruns na internet, o autor te coloca cara a cara com a realidade adolescente para criar um suspense de algo que já aconteceu e pode ter consequências graves para aqueles que estão ali.

Dante, personagem principal dessa história, é apaixonado pela obra do seu chará fiorentino. A Divina Comédia é seu livro de cabeceira e em suas postagens em seu blog, ele conversa com seu autor preferido como se os dois fossem amigos de longa data. Só que a literatura é o que salva o Dante do seu mundo. Ele é um garoto pobre, em uma escola onde as crianças de sua idade tem uma condição social mais elevada e isso faz com que dante seja não só excluído, mas vire motivo de chacota, um bulliyng não excessivo que machuca até mesmo o leitor que está embarcando na história.

IMG_0756

A história não polpa crueldade e inspirada em uma história real que aconteceu no Brasil, o autor brinca com essa forma de transformar verdades em livros que nos deixam de coração apertado buscando o colo da nossa mãe, por estarmos abismados com a crueldade do ser humano.

O final de Dante você escolhe. Literalmente. O autor aqui, brinca com seu direito de escolha na história e te faz juiz da sua escrita. Você termina o livro com uma pergunta: O que EU faria?

IMG_0760

A história é muio boa e muito polêmica, mas a diagramação é muito ruim. Talvez se em 95 tivesse sido lançado assim, seria legal. Mas a forma como se o livro funcionasse em um computador velho com um template azul gratuito deixa ele feio e nada atrativo.

IMG_0767

Editora: Companhia das Letras |ISBN: 853591191x_ |Ano: 2008 | Páginas: 96

Luís Dill nasceu em Porto Alegre no dia 04 de abril de 1965. Formou-se em Jornalismo pela PUC / RS. Como jornalista já atuou em assessoria de imprensa, em jornal, em rádio, em televisão e em Internet. Atualmente é Produtor Executivo da Rádio FM Cultura na capital gaúcha onde reside. Como escritor estreou em 1990 com a novela policial juvenil “A Caverna dos Diamantes”. Atualmente tem 26 livros publicados, além de participações em diversas coletâneas. Também é colaborador de jornais e de revistas. Já foi finalista de diversos prêmios literários tendo recebido o Açorianos na categoria contos pelo livro Tocata e Fuga (Bertrand Brasil) e na categoria juvenil com o livro De carona, com nitro (Artes e Ofícios). Na sua atividade de escritor, participa de feiras do livro em todo o Rio Grande do Sul

editoras

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR!

Baci ;*

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook ? Instagram ? Twitter ? Tumblr ? Google +  ? Pinterest ? Youtube  ? Blogvin Flickr

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.