Menu
Literatura

Caçadores de Troféus – parte I

Troféus. Quem não quer troféus? Um troféu é uma recompensa por uma façanha específica, que serve posteriormente como prova ou reconhecimento, muito usado em esportes e competições (sérias ou não, vide o Troféu Abacaxi que temos por aí) e que já algum tempo está na vida dos jogadores de videogame. Bom, antes de falar sobre os caçadores, vamos falar sobre a caça.

 Tudo começou na Xbox LIVE, onde um sistema de conquistas passou a ser a medida numérica de habilidade, dedicação e conhecimento que um jogador tem de um determinado game. Para você se gabar hoje, é preciso ter um número grande de pontos no bolso, caso contrário, fica difícil provar o seu valor só de boca. As conquistas surgiram no Xbox original em 2002 com Halo 2 e mais tarde, em 2005, foram atualizadas para o Xbox 360. A Sony não deixou barato e criou o sistema de Troféus para o PS3 e PSP (incluindo o Vita) um pouco depois – porque o sistema de conquistas ganhava cada vez mais adeptos.

 Os troféus (assim como as conquistas do XBOX 360) você adquire ao realizar ou conseguir alguma tarefa específica em um jogo. Simplificando, quando você faz algo que cumpre algum tipo de exigência, você é recompensado com um troféu, que é mostrado na sua PSN ID. Basicamente, a Sony decidiu classificar os troféus da seguinte forma: Bronze, Prata,  Ouro e Platina. Todos os jogos possuem os quatro tipos e para platinar um jogo, você deve coletar todos os troféus. Então, fazendo uma conta de padeiro (pegando 5 jogos diferentes e contados os tipos de troféus que cada um deles tem) temos:

Bronze – Os mais fáceis de conseguir. São 90 e 93% da platina.

Prata – Medianos. São 4% e 6% do total de troféus.

Ouro – Mais difíceis e normalmente incluem fechar em 100% as side-quests, missões do jogo. Ficam entre 0,5% e 1% do total de troféus disponíveis.

Platina – A razão pela qual todos querem troféus. Platinar um jogo significa que você fez tudo, completou 100% e se tornou um “mestre”.

Além da classificação oficial, eu resolvi fazer outra, que leva em conta as características de cada troféu. Sem muita pretensão, classifiquei os troféus em 5 grandes grupos:

Cronológico-lineares – Esses são aqueles que, conforme você avança no jogo, você desbloqueia os troféus. Passar da 1º fase, fazer a 1º corrida, ganhar o 1º round, etc., são exemplos práticos deste tipo de troféu. Normalmente, são troféus de bronze e fáceis de conseguir.

São atrativos quando conseguem atrair o jogador para o termino do jogo, o recompensando gradativamente conforme seu avanço. Você fica muito mais motivado a seguir em frente sabendo que pode ganhar um troféu ao acabar cada fase e não somente quando visualizar os créditos na tela, principalmente se o jogo não for tão legal assim.

Co-op/On-line – Troféus que você só consegue ou em modo cooperativo ou no multiplayer. Todos os jogos que possuem um sistema co-op ou multiplayer tem, por “obrigação”, um troféu  desse tipo. No co-op, a regra é ter um ou mais amigos. Em Marvel: Ultimate Alliance 2 você tem que fazer 10 fusion com personagens controlados por outro jogador – troféu Heroes United. Resident Evil 5  e Portal 2 seguem a mesma regra, com conquistas co-op que valorizam e ajudam cada vez mais a divulgar a parceira nos jogos. E o mais legal é que todo mundo ganha, você e seu amigo destravam a conquista juntos, sem perda para qualquer um dos lados. Já o multiplayer possui outro fator importante, além da camaradagem, a medida de habilidade online do jogador. Por exemplo, conseguir matar 30 jogadores sem morrer nenhuma vez durante um Team DeathMatch (Mata-Mata na versão brasileira) de COD 3 não é para qualquer um. Necessita de muito treino e até um pouco de sorte para conseguir. Os troféus multiplayer, normalmente são voltados para a quantidade – matar 5, 10 ou 20 inimigos (o GODLIKE do velho Counter Strike) sem morrer – mas também levam em consideram a freqüência de jogos, como jogar 100 partidas online. Nesses casos, o jogador precisa mudar sua estratégia on-line, perseguir objetivos mais específicos que o apresentado pelo jogo.

Extras / Complementares – Troféus que envolvem side-quests e adds-on. Skyrim, Dragon’s Dogma e vários outros possuem missões extras, que rendem bons troféus. Os jogos de muito sucesso invariavelmente ganham “continuações” que podem ser baixadas na PSN. GTA IV, Guitar Hero (escolha um número e cole aqui), dentre outros, são exemplos que ganharam aquele algo mais virtual. Outros jogos, especialmente os multiplayers como Call of Duty, ganham novos mapas e missões extras. E com novas missões, é claro que novos troféus atualizando o PSN ID do jogador (não entremos no mérito que tal prática é, financeiramente falando, muito boa para as produtoras), fazendo-o suar um pouco mais para aumentar seu mostruário de troféus total. Além disso, os “extras” fazem o jogador explorar mais o jogo, pois para serem desbloqueadas, não estão necessariamente na história principal do jogo, mas nas side-quests. Só para exemplificar:Em Lost Planet, há duas fases que você encontra monstros gigantes, mas matá-los não é obrigatório para seguir em frente no jogo, assim, se você resolver simplesmente desviar deles e ir adiante, tudo bem. Agora, se você quer aqueles trofeus extras, terá que encarar as feras antes de prosseguir.

Replay / Nível de dificuldade – São aqueles que aumentam a dificuldade de uma determinada tarefa ou exigem um terminar novamente um jogo em diferentes graus de dificuldade para serem desbloqueados. Um exemplo é matar 3 inimigos com uma única bala em Call of Duty: World at War. Por esse esforço extra, você é recompensado com pontos e o jogo se torna mais difícil que antes. Muitos jogos liberam novos níveis de dificuldade após você completar o nível básico. Você ganha o troféu (normalmente bronze) da “campanha normal” e pode ganhar mais se decidir encarar o desafio novamente, agora em uma dificuldade mais alta, fazendo o replay do jogo algo mais atraente do que simplesmente jogar por jogar (ou por não ter grana pra comprar um novo jogo no momento).

Secretos – Bem, aqui fica um pouco mais difícil dizer alguma coisa, além do fato deles serem secretos (haja segredo, hein?). Estes são aqueles que você não sabe o que tem que fazer para destravá-los. Diferente dos demais que possuem uma descrição simples (ex: matar 10 inimigos com a escopeta em um jogo online), estes normalmente trazem o seguinte texto: Hidden trophy.  Muito útil, não?

Mas os troféus secretos são uma forma de fazer o jogador se aprofundar mais no jogo. Ir a fóruns de games para saber mais, conversar com os amigos online, buscar FAQs e literalmente, trocar experiências com os demais jogadores. Afinal, jogar também é socializar ;).

PS: No próximo post, irei comentar sobre como os troféus tem alterado a forma como jogamos e as coisas boas e as ruins de ser um caça troféu. Até.

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

1 Comment

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.