Menu
Literatura Nacional

[Card Games] Contágio – Um jogo brasileiro!

Há alguns meses eu fui no World RPG FEST aqui em Curitiba, participei de um bate-papo com autoras nacionais e claro, aproveitei para jogar um pouco.  Procurando algo por lá um amigo meu me convidou para conhecer um jogo. Um tal de Contágio. Um card game brasileiro envolvendo zumbis e muito humor. Topei participar e não resisti, trouxe o meu exemplar para casa!

Contágio é um cardgame brasileiro de zumbis criado e desenvolvido pelos game designers Matheus Funfas e Fernando Fumis, ilustrado pelo artista Gustavo Zanin e lançado pela Esquina dos Mundos. O jogo foi financiado no Catarse e sua história conta que:

Um terrível vírus mortal escapou de um laboratório de segurança máxima de Brasília, disseminando-se como uma praga. A Usina Nuclear de Angra dos Reis explodiu, espalhando radiação por todo o país. Uma antiga maldição indígena foi despertada por conflitos agrários no norte. Cientistas nazistas, refugiados da Segunda Guerra Mundial, soltaram seus experimentos com cadáveres animados em locais estratégicos.

Os mortos-vivos dominaram o Brasil e não há nada que ninguém possa fazer para mudar isso. Agora, liderando um grupo de sobreviventes, você deverá vasculhar cidades em ruínas em busca de suprimentos, defender-se das hordas sanguinárias de mortos-vivos e confrontar grupos rivais de sobreviventes.

Ou, em último caso, jogar tudo para o alto, tornar-se um morto-vivo e sair caçando cérebros por aí…

Se fosse só pela sinopse você poderia dizer okay, não é tão inovador assim. Mas é muito divertido! Mesclando o Brasil e suas personalidades com pitadas de humor na medida certa você se diverte enquanto joga e se depara com cartas de zumbis inspirados no Agostinho da Grande Família.

 

Durante o jogo você tem duas alternativas: desistir da sobrevivência e se tornar um dos mortos-vivos ou proteger os seus cérebros vivos e lutar conta os zumbis.

Você pode jogar de 2 á 4 pessoas, mas eu recomendo jogar com 5 logo de uma vez, jogar com duas pessoas apesar de legal faz o jogo acabar muito rápido e não se tem tantas alternativas. É um jogo para os amigos, para juntar a galera e começar a discórdia, atacando seus amigos e protegendo a si mesmo!
O importante é que o jogo não é colecionável, então você não vai precisar comprar mais cartas depois. Eu gastei R$30,00 (se não me engano) para comprar o jogo na WRF, mas você também pode adquirir na Esquina dos Mundos. COMPRE AQUI.

O jogo é composto pelas seguintes cartas:

  • Cenas – Representam os eventos típicos dos filmes, jogos, HQs e histórias de zumbis. Cada cena afeta o andamento do jogo de um modo único, podendo alterar completamente os resultados da partida
  • Mortos-Vivos – São os zumbis que infernizam a vida dos sobreviventes. Divididos em 4 categorias distintas, com habilidades de acordo com sua origem: infectados, radioativos, amaldiçoados e artificiais.
  • Sintomas – Auxiliam os mortos-vivos, deixando-os mais fortes; ou prejudicam os sobreviventes e jogadores, minando seus recursos

O jogo tem uma ilustração muito maneira e que combina perfeitamente com a proposta, é divertido e todo mundo pode jogar, até minha mãe ficou prestando atenção no decorrer da história para ver o que acontecia enquanto eu e meu irmão jogávamos.

O jogo vem completo, com dados, fichas, cartas e cérebroooooooos…arrr arrr..

Eu aproveitei para pegar autógrafo no meu jogo! Então, vamos jogar agora?

 

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

1 Comment

  • Matheus Funfas
    24 de setembro de 2013 at 01:51

    Oi Anna, gostaríamos de dizer que adoramos a resenha e gostamos muito das fotos. Ficamos felizes que tenha gostado do jogo e se divertido com ele. Esperamos mais feedbacks e que acompanhe nosso trabalho sempre que possível.

    Enorme abraço. =]

    Reply

Deixe uma resposta para Matheus Funfas Cancel Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.