Menu
Cinema

[Cinema] O que achamos de: Resident Evil – Retribuição

Pelo quinto filme consecutivo, Alice ainda é única esperança de salvar o mundo.

Titulo Original: Resident Evil: Retribuition
Diretor: Paul W. S. Anderson
Origem: Alemanha/Canada
Duração: 95min
Ano: 2012

Sinopse: O mortal vírus-T, desenvolvido pela Umbrella Corporation, continua dizimando o planeta Terra e transformando a população global em uma legião de mortos-vivos comedores de carne. A única e última esperança da raça humana, ALICE (Milla Jovovich), desperta no centro de operações clandestinas da Umbrella, e descobre mais segredos do seu passado misterioso conforme se aprofunda no complexo. Sem um porto seguro, Alice continua a caçar os responsáveis pela disseminação do vírus; uma caçada que a leva de Tóquio à Nova York; Washington, D.C. e Moscou; culminando em uma revelação alucinante que irá forçá-la a repensar tudo o que ela acreditava ser verdade. Ajudada por novos aliados e antigos amigos, Alice precisa lutar para sobreviver o bastante para escapar de um mundo hostil que está prestes a ser destruído. A contagem regressiva já começou.

Sinopse Oficial Sony Pictures

Primeiro pensamento ao sair do cinema “Cara, que personagem incompetente”. Já faz 5 anos que a bendita da Alice, é a única salvação do planeta. Todo santo filme é a mesma mamata. A Mulher acorda num lugar, sem saber de muita coisa e tem que escapar. No meio do caminho topa com uns projetos de zumbi, mata uma tonelada de gente, e no final ela acaba tomando uns tabefes e perdendo a consciência. Aí, só no próximo filme. O mais legal é, no próximo filme os caras ressuscitam metade do elenco.

Sábado, fui todo alegre e pimpão ao Imax, conferir o filme. Com um velho pensamento batendo aqui. “Agora vai! Ela vai descobrir a parada toda e isso vai terminar”. Só que não.

Já de inicio, se perde meia hora de filme, onde Alice conta tudo o que aconteceu nos anteriores. Isso, já mostra que o roteiro não é lá muito bom e tiveram que acrescentar abobrinha pro filme ter uma duração maior. Pelo menos fizeram um trabalho 3D bacaninha nessa parte.

Então temos a clássica cena da Alice fugindo do complexo da Umbrella. A coisa ta tão, mais tão artificial que me senti assistindo Tron Legacy. E temos também em algumas cenas no complexo, uma referência aos ângulos de câmera do  videogame.  Ponto positivo.

Então o filme se desenrola. Temos pelo caminho os zombies que são quase como super-atletas (Os caras correm como loucos, são super ágeis e tal. Tem até um exército russo zombie disciplinado armado até os dentes), sinto que deram uma pisada fora da casinha aí. Zombie é zombie, poxa. Anda arrastado, grunhe, é todo esfarrapado. Zombie não tem tentáculos na boca, não anda armado e não tem disciplina!

Some isso à más atuações dos personagens, um texto pobre, e nada de respostas a história de Resident Evil e você tem um filme ruim.

Aí, vai ter gente falando “Ah, mas o RE é pra ir ver pancadaria, tiro explosão e zombies!” – Legal! Mas acontece que quem acompanha desde o primeiro já viu tudo isso! Tá na hora de ter um desfecho pra isso. Tá certo que algumas coisas foram respondidas, mas ainda tá muito superficial. E o roteiro está começando a ficar confuso. Essa coisa do entretenimento não funcionou para RE. Funcionou como uma luva para Mercenários 2. Não me venham com esse argumento que aqui não vai pegar.

Resumindo. Fiquei decepcionado com o filme. Só não fiquei mais ainda, porque fazia algum tempo que não ia a uma sessão 3D bacana do Imax. Pelo menos isso, os caras fizeram direito.

Ah, um detalhe. O filme foi a melhor estreia do fim de semana arrecadando 21 MILHÕES de dólares. E muita gente (pra não dizer maioria), compartilha da minha opinião. Ou seja, muita gente arrependida de gastar uma grana pra ver o filme.

E estreando o método Pausa para um café de avaliação por xícaras de café, este leva 2 xícaras de café amargo.

Até a próxima pessoal.

 

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

12 Comments

  • Dani
    17 de setembro de 2012 at 23:18

    Não concordo com a parada de zumbi é zumbi, e não pode correr. Mano, depende do tipo de contaminação, do vírus. Não necessariamente todo zumbi tem que ser igual, esse argumento é bem falho, na verdade. E pelo que eu sei, o vírus de RE torna sim os caras fortudões, e isso que é mais desesperador.
    Eu curti pacas o filme.

    Reply
  • Harlen
    17 de setembro de 2012 at 23:55

    Caríssima Dani,
    Eu sou um fiel defensor do zombie clássico como os do filme homônimo de 78. Até entendo a questão da evolução tecnológica e a questão dos diferentes efeitos causados pelo vírus. Mas ainda assim não funciona por uma série de questões, inclusive anatômicas, que me levam a inviabilizar a atitude do T-Virus nos ultimos filmes. Até porque, nos primeiros os infectados morriam, e viravam zombies a moda antiga. Agora, sequer eles morrem. São apenas uma raça de humanos mutantes!
    O filme é bacana, até. Mas eu continuo decepcionado com a falta de desfecho!

    Obrigado pelo comentário, faço questão de responder comentários como o seu, que causam discussão. Isso é bacana. 🙂

    Reply
  • Dani
    18 de setembro de 2012 at 00:35

    Eu, particularmente, acredito muito mais nos zumbis lentões também. Acho eles mais “reais”, se é que isso é possível. Acredito que seeee um dia um apocalipse zumbi ocorrer será aos moldes de Guerra Mundial Z (amei esse livro, achei mega fantástico mesmo, assim como todo trabalho do Max Brooks). Mas esse filme teve um apelo muito forte para o jogo, pelo que eu senti. E no universo gamer zumbis lentos e burros não tem um apelo tão forte assim. É muito mais desafiador para o jogador tentar escapar de zumbis, ou como você chamou de humano mutantes (e achei uma boa), rápidos, “inteligentes”, absurdamente fortes e selvagens. Isso causa medo, é como jogar Dead Space, que você fica o tempo todo morrendo de medo. Isso causa a tensão que os jogadores tanto procuram, e acho que foi nessa pegada que o filme veio. Para os fãs do jogo.
    Sei lá, confesso que nunca joguei RE, mas o filme me deixou com essa impressão, pelo posicionamento da câmera, pelas cenas em si, e pela absurda falta de diálogos.

    Reply
    • Harlen
      18 de setembro de 2012 at 13:05

      Realmente tem o apelo maior para o os jogadores. Mas ainda assim acaba um pouco distante do videogame, e isso me irrita. Na real mesmo, Resident Evil deixou de ser história e distanciou-se do videogame. É apenas um filme que dá muito dinheiro pra Hollywood. Por isso a enrolação, quanto mais filme, mais dinheiro. Quanto ao apelo dos zumbis adaptados para o videogame, eu concordo contigo. Ele tem que ter uma certa resistência mesmo pra deixar o jogo interessante. Também já joguei Dead Space, adoro a franquia, e faz sentido. Mas o lance, é que é um filme, não um jogo. E a maioria do publico do filme sequer jogou RE (Eu parei no Nemesis), contrapondo o que funcionou muito bem no primeiro filme, ou funciona por exemplo para The Walking Dead.

      Reply
  • Mariana
    18 de setembro de 2012 at 00:52

    Ainda não assisti ao filme. Sou MUITO fã de Resident Evil (na verdade, sou bem fã de tudo que envolve zumbis), mas concordo contigo no fato de que zumbi que é zumbi não sai correndo! A enrolação do filme me irrita um pouco, mas já faz algum tempo que assisto aos RE na esperança de ver boas cenas, e não uma boa história.
    Confesso que a resenha me tirou um pouco da vontade gigante que estava de ver o filme. Achei que dessa vez iria tudo ficar finalmente “bem”.

    Reply
    • Harlen
      18 de setembro de 2012 at 13:07

      Sempre vamos ao cinema com esse sentimento quando se trata de uma saga, né Mariana? Mas como já comentei anteriormente, enquanto o filme entregar rios de dinheiro o pessoal não se preocupa muito com o roteiro, e sim com o visual. É bacana também, mas acho uma falta de respeito a quem acompanha e desenvolve a trama da história.

      Reply
  • Fernanda Yano
    18 de setembro de 2012 at 12:40

    Sou fã do RE, e estava bastante animada pra ir assistir o filme, pq esperava um desfecho bom, mas acho que na verdade já não tem mais muito o que falar, ai acaba nessa.
    Concordo com vc qto aos zumbis, difícil ver zumbi que é zumbi correndo.
    Bom, valeu a resenha, já deu pra ter uma idéia.

    Reply
    • Harlen
      18 de setembro de 2012 at 13:09

      Desfecho, é o que não tem nesse filme, Fernanda. Porque de resto, imagina-se tudo!

      Reply
  • Carolina Ribeiro
    18 de setembro de 2012 at 17:25

    Não resisti soltar uma gargalhada irônica ao ler a primeira frase da resenha: “Primeiro pensamento ao sair do cinema “Cara, que personagem incompetente”. Já faz 5 anos que a bendita da Alice, é a única salvação do planeta.”
    Mas enfim…. Eu até gosto de filmes de ficção e tal, mas Resident Evil nunca chamou minha atenção, tanto é que nunca vi nenhum dos outros 4 e só consegui captar trechos de alguns deles.

    http://autoracarolinaribeiro.blogspot.com.br

    Reply
  • Maria Luiza
    18 de setembro de 2012 at 21:48

    Queria muito assistir o filme mesmo com as minhas expectativas não sendo tão altas, e depois de tantas resenhas negativas a vontade até passou haha
    Sério, pensei que ia ser diferente, na real, todo mundo pensou…
    Enfim, nem me animo mais a ir no cinema, vou esperar chegar nas locadoras mesmo =3
    Adorei a resenha, super sincera haha
    Beijos
    Mah
    http://sessaodas10.blogspot.com.br/

    Reply
  • Jamile Pino
    20 de setembro de 2012 at 20:49

    Ainda não assisti ao filme mas todos meus conhecidos compartilham de sua opinião tb… mas é aquele tipo de filme que pra mim, não posso deixar de assistir e nunca me arrependo mesmo sendo ruim… acho meio que um clássico… Ainda não tive tempo, mas vou tentar ver nesse FDS!
    Adoro os posts sobre cinema! *.*

    Reply
  • Amanda Costa
    28 de setembro de 2012 at 14:22

    Nunca assisti Resident Evil (nenhum dos filmes), e não é algo que me chame a atenção (não me julguem, rs). Talvez um dia, eu me arrisque a assistir, só para comprovar se o que dizem faz jus a história. Beijos.

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.