Menu
Cinema

[Eu assisti] Divergente! | @ParisFilmes

Na futurística Chicago, quando a adolescente Beatrice completa 16 anos ela tem que escolher entre as diferentes facções que a cidade está dividida. Elas são cinco, e cada uma representa um valor diferente, como honestidade, generosidade, coragem e outros. Beatrice surpreende a todos e até a si mesma quando decide pela facção dos destemidos, escolhendo uma diferente da família, e tendo que abandonar o lar. Ao entrar para a Dauntless, ela torna-se Tris e vai enfrentar uma jornada para afastar seus medos e descobrir quem é de verdade. Além disso, Tris conhece Four, um rapaz mais experiente na facção que ela, e que consegue intrigá-la e encantá-la ao mesmo tempo.

“Desde que eu era jovem , eu sempre soube o seguinte : a vida nos danifica , cada um de nós . Não podemos escapar do dano .
Mas agora , tambem estou aprendendo isso : nos podemos ser reparados . Reparamo-nos uns aos outros.”

Elenco: Shailene Woodley, Miles Teller, Kate Winslet, Theo James, Ansel Elgort, Jai Courtney, Ray Stevenson, Maggie Q.
Direção: Neil Burger
Gênero: Romance
Duração: 139 min.
Distribuidora: Paris Filmes
Classificação: 14 Anos

Nessa quarta feira eu fui com os amigos no cinema para ver Divergente. Eu confesso que não estava muito empolgada para o filme, não esperava dele nada muito espetacular e talvez por esse ponto eu tenha começado a me surpreender com o que pode vir por aí.

Eu não li os livros,  e quem acompanha o blog há algum tempo sabe do meu problema com a rocco, suas edições e preços. Então fique tranquilo, se você ainda não leu os livros, eu vou contar para você os motivos que te levarão ao cinema e os motivos que me levaram a sair do cinema feliz.

“Me pergunto se um medo realmente se vai ou se ele apenas perde seu poder sobre nós”
— Convergente (Veronica Roth)

A primeira coisa que me fez amar Divergente foi a trilha sonora. Ela é completamente apaixonante e combina com cada tempo, espaço e cena do filme. É impossível  não ficar envolvido, voltar para casa e ficar ouvindo sem parar. Principalmente a I Need You, caso queira escutar, eu recomendo essa playlist no 8tracks e se você quiser, me adicione aqui!

O filme também me surpreendeu pelo trabalho para explicar realmente tudo o que está se passando. Um ponto que eu sempre reclamei em Jogos Vorazes (que eu também assisti sem ler o livro), é que parece que o filme é feito para quem já leu o livro, e em Divergente eu senti ao contrário. Algo como: Vamos demorar, mas vou explicar isso certinho pra você.

tumblr_n4rnxtd38i1rmg34xo1_500

O trabalho com o medo. O sentido por trás de todo o filme para mim se perdeu no medo. Eu simplesmente gostei tanto disso e de como foi trabalhado que esqueci da importância política da crise por trás de tudo e da forma com que o filme decorreu. Eu sou uma pessoa muito medrosa, tenho crises de pânico e muitas vezes não sei lidar com o meu medo… conseguem imaginar a lição que Divergente foi para mim?

“Há uma diferença clara entre alguém que não tem medo e alguém que toma atitudes, apesar do medo.”
— Saga Divergente – Veronica Roth

É claro que o filme tem seus pontos fracos. Ele é lento, até algumas coisas acontecerem você fica querendo dormir no cinema, ele é longo e você percebe muito bem isso durante as horas que passa assistindo.

O filme também tem uma gama de atores que te decepcionam com uma atuação fraca e sem motivação as vezes, são adolescentes que poderiam se esforçar um pouco mais na tela para passar algumas emoções.

Mas resumindo? Eu gostei muito do filme, mais ainda depois dele ter acabado. Estou me sentindo até um pouco deprimida e apaixonada pelo Four. #comolidar?

Mas me digam vocês, o que acharam? Curtiram? Vão ao cinema assistir?

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

3 Comments

  • Kellen
    1 de Maio de 2014 at 20:26

    Ei Anna, tudo bem? Estou na turma que ainda vai assistir,rsrs. Vi o trailer e fiquei interessada no filme e nos livros. Sempre via comentários aqui e ali,mas Divergente nunca chamou muito a minha intenção (talvez tenha julgado o livro pela capa). Depois do trailer (e de ler sua resenha) estou ainda mais curiosa!
    Beijos,Kellen
    http://www.universodosleitores.com

    Reply
    • Anna Schermak
      2 de Maio de 2014 at 17:33

      Eu tenho um problema com a Rocco, por causa disso nunca leio os livros deles, mas agora to morrendo de vontade. CULPA DA TRILHA SONORA LINDA <3 <3

      Reply
  • Juliana
    2 de Maio de 2014 at 21:54

    Anna… eu AMEI! Também não li os livros então saí do cinema morrendo de vontade de ler todos de uma vez! Amei amei amei o Four e também me apaixonei pela trilha sonora! Adoro filmes longos assim e bem explicadinhos! Cara, eu fica olhando o relógio o tempo todo querendo que o filme NÃO acabasse nunca! haha. Tenho esse problema sabe? Quando eu gosto não quero que acabe :(( mimimi.
    Enfim, concordo com tudo que você disse e também tenho esse probleminha com a questão medo, adorei o filme ter passado isso muito bem.

    Beijos Anna linda de cabelo novo lindo! hehe <3
    Ju
    http://www.nuvemliteraria.com

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.