Menu
Literatura Nacional

Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante. Um texto sobre mudanças.

 Eu sempre gostei de mudar, desde bem pequenininha eu fui adepta do “aceitar mudar de opinião”. Hoje eu gosto, amanhã posso não gostar, posso não querer, posso não estar certa, posso aprender. E isso é LINDO! Não podemos ter medo de mudar de opinião, de admitir que queremos algo diferente.

Eu sei que isso não é fácil, mudar nunca é fácil. Nós crescemos esperando o próximo julgamento. Se eu só andava de rosa e agora passo a andar com camisetas de banda… o que vão falar? Sinceramente? Eu sempre soltei um grande “Dane-se” para isso. A única opinião que sempre me importou foi a da minha mãe. Eu a escuto muito. ?

Eu já gostei de Rebelde, amei McFly, cantei Guns n’Roses, imitei o cabelo da Brody Dalle, passei a tarde assistindo o dvd dos Ramones e quero tatuar uma música do Motorhead na pele. E hoje? Hoje eu misturo tudo isso no que eu sou. Sou tudo, gosto de tudo e amanhã… eu posso não gostar de mais nada disso. Só não me importo tanto.

Change is hard, I should know. – She & Him

E hoje, eu trouxe esse texto aqui para falar da minha maior mudança esse ano. Eu resolvi deixar as madeixas longas de lado e partir para o time dos cabelos curtos. Depois de já ser loira, ruiva, ter cabelo longo e  franjinha, eu agora cortei curtinho!

Changes are taking the pace I’m going through – David Bowie

Inspiradas em uma das minhas blogueiras preferidas, essa russa linda que mora na itália e fala sobre moda, eu corri sexta feira para o salão e falei pra minha cabeleireira que ela podia ousar. Finalmente eu iria abandonar os cabelos longos e seria mais livre.

E foi realmente libertador!

Pensei em mim mais uma vez e resolvi marcar mais essa fase cheia de mudanças na minha vida por algo novamente falasse muito sobre mim. Sobre o que quero para esse momento, sobre o que desejo para mim.

Você pode dizer: “Ah mas é só um corte de cabelo, o que ele muda em você?”.

Muita coisa.

Existe algo no mundo que é mais sério que unha quebrada e tpm

Cabelos.

Essa entidade é algo sério, complicado e simplesmente pode mudar tudo em uma mulher,  dede sua personalidade até o seu olhar para o mundo.

Querer mudar a cor de cabelo ou o corte não é apenas querer ficar  mais bonita. Querer mudar a cor de cabelo é querer renascer, mudar tudo. Ser praticamente uma nova pessoa. Mulher é borboleta, nasceu para mudanças (pelo menos eu, sou assim.). É menina, adolescente, quer casa, vira mãe e vive sempre em constante mudança. Cresce, amadurece, vira senhora e você ainda a admira.

Claro, sempre existirá mulheres e mulheres. Umas que acordam felizes, outras que não falam depois da primeira xícara de café. Mas todas tem sérias conversas com seu cabelo todo dia de manhã.

Você pode dizer que não, que não penteia o cabelo, arruma um coque e está pronta para a luta – eu também fazia isso- . Mas é inevitável não se sentir desprotegida e pequenininha quando aquela outra mulher passa com os cabelos esvoaçantes e sedosos do nosso lado, o típico cabelo de mulher decida de comercial de shampoo.

Somos mulheres e rezamos todas para o deus do cabelo perfeito ou para a deusa do “não chova quando eu fizer escova”. Sem falar no dinheiro que deixamos para a fadinha contra as pontas duplas. Somos mulheres e não temos como negar. Brigamos com Deus e o mundo, mas amamos de verdade as nossas madeixas sejam curtas – que eu confesso tenho uma paixão especial agora – ou compridas, a lá comercial princesas de contos de fadas.

Acreditamos no liso perfeito e admiramos um homem que saiba tratar nós e nossos cabelos cor respeito.  Cafuné, carinhos e uma boa pegada pode conquistar a nós e a nossos fios.

Então me diga… será que mudar de cabelo, também não muda um pouco quem nós somos? Eu estou me sentindo mais confiante, mais guerreira e pronta para enfrentar qualquer briga depois dessa mudança. Sou o narrador depois que aceita o Tyler Durden, estou corajosa.  E com todo o meu coração… estou amando isso.

Então, minha dica de hoje é mudar. Nem que seja a cor do esmalte ou a cor da meia.

Mas me digam, curtiram meu novo look? ?

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google +

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

15 Comments

  • Afonso Tavares
    8 de Maio de 2014 at 01:30

    Sim, está lindo! Mas……. não passe a máquina zero! Mudança é uma coisa boa, entretanto não chegue a tanto!kkkkkkkkkkkkk

    Reply
  • Daniela Farias
    8 de Maio de 2014 at 10:43

    Você está linda, linda e linda! <3
    Adorei seu cabelo, sério mesmo! Queria ter essa coragem, mas sou tão medrosa.
    Adorei o post, a palavra mudança está bem presente na minha vida essa semana. Meu pai que se mudar aqui e isso está me deixando triste porque não queria sair da minha casinha de madeira cheia de cupins. Eu sei que precisamos de uma melhor e tals, mas sempre fui assim resistente a qualquer tipo de mudança. Sou uma pessoa que se acomoda fácil. E de repente parece que a mudança veio à tona em minha vida, para me testar. Não sei se vamos nos mudar, mas acho preciso aprender a lhe dar com mudanças, sendo elas boas ou não. Agora voltando aos cabelos, sempre foi meu sonho ser ruiva, mas como falei que sou medrosa não saio do meu cabelinho básico com franjinhas. Mas achei seu post inspirador, quem sabe eu faça… ou não. Mas eu sei que preciso mudar, por mais que o verbo mudar me assuste muito. Ai meu deus, que comentário enorme! hahaha
    Mals aê! 😡
    Beijinhos!

    Reply
    • Anna Schermak
      9 de Maio de 2014 at 08:47

      Obrigada, Obrigada e obrigada! ?

      Amo comentários grandes, pode escrever um livro que eu não ligo!
      Eu não gosto de mudar de casa, só que minha mãe é igual ao seu pai. A gente uma vez mudou para Santa Catarina de mala e cuia e voltou depois de uma semana. ?

      Reply
  • Nicolas Ueda
    8 de Maio de 2014 at 12:30

    Gostei. Ficou com cara de executiva, ao menos eu achei. :p

    Realmente mudanças são essenciais pra vida. Eu tomo como meta estar sempre em constante evolução. Mesmo que as vezes seja difícil e amedrontador mudar, mesmo nas coisas menos importantes. Estar com a mente aberta sempre é um aspecto muito importante pra mudança, e o que mais desejo é olhar para os Nicolas passados, e ver o quanto evoluí.

    Reply
    • Anna Schermak
      9 de Maio de 2014 at 08:44

      Minha mãe falou que pareço uma fotógrafa ou jornalista. Prefiro o executiva, quem sabe uma futura grande executiva da internet com um blog de sucesso? -sqn hehehehehe
      Obrigada Nicolas (:

      Reply
  • Luana
    8 de Maio de 2014 at 13:46

    Amei o texto e as fotos… lindas como sempre!!

    Seu cabelo ficou incrível, como já tinha falando no IG.

    Mudanças fazem sempre muito bem e concordo com vc. Nós mulheres temos essa tendência a mudar o cabelo como marco de mudança de fase… eu até o fim de ano passado tinha um cabelo preto e enormeeee… qdo iniciei minha reeducação alimentar com acompanhamento médico e comecei a ver resultados, quis marcar essa fase e me motivar a continuar, então cortei totalmente os fios, abaixo da orelha e depois fiz luzes! estou amando voltar a ter os cabelos curtos (durante minha adolescência usei frequentemente), renova nossa confiança e auto-estima.

    Vc está mais linda e o corte ficou perfeito, como mais ar de maturidade, independência!

    Eu acho que com a franja dava um ar de menininha, meiga, mais frágil talvés.

    Super bjo, Anna!
    Muitas alegrias nesta nova fase!

    Reply
    • Anna Schermak
      9 de Maio de 2014 at 08:44

      Amo seus comentários.
      Você tem tanto carinho comigo que me deixa incrívelmente feliz. Obrigada ?

      Reply
  • Isabela
    9 de Maio de 2014 at 10:00

    Ameeeei seu cabelo! Ficou lindo… Uma vez fiz isso também, cortei bem curto e me senti excelente, hehehe! Hoje não faria novamente, mas porque não estou com o mesmo físico e tal…

    Sobre mudanças, acho que são sempre válidas se vierem para nos deixar mais felizes.

    Bjs!

    Reply
    • Anna Schermak
      11 de Maio de 2014 at 15:23

      *abraça*
      Não tem nada melhor do que ter um cabelo curto.

      A Felicidade sempre é a energia para mudanças, não é mesmo?
      Beijocas!

      Reply
  • Karollyna
    10 de Maio de 2014 at 21:10

    Oi Ana, seu cabelo ficou linda mas eu sou suspeita pra falar porque eu amo cabelo curto e já fazem dois anos que sempre mantenho o meu acima dos ombros. Eu meio que discordo de que todas as mulheres são assim preocupadas com os cabelos, eu mudei mais por influência da Maria Rita sempre gostei da atitude dela em cima do palco e super combinava com o cabelo, realmente cabelos mais curtos dá essa impressão de potência, de garra, de dar a cara a tapa, e se você está realmente com essa força toda: Bem vinda ao clube!

    Bzus,
    FB
    http://www.miniquiteria.blogspot.com.br

    Reply
    • Anna Schermak
      11 de Maio de 2014 at 15:22

      Entendo completamente quando discorda 😉
      E acho linda sua inspiração para ter o cabelo curto. Em vez de Maria Rita eu me inspiraria na Brody Dalle. Minha inspiração para qualquer ato mais rebelde desde a adolescência
      E obrigada pelas boas vindas.
      E que o mundo tenha mais cabelos curtos.

      Beijocas!

      Reply
  • Raquel Moritz
    13 de Maio de 2014 at 09:51

    Mudar é bom e faz bem. E é necessário de vez em quando. ?
    Estou feliz por ver você bem. :DDDDDDDDDDDDDDDD

    Beijo!!! ?

    Reply
  • adilson
    14 de Maio de 2014 at 01:46

    Gostei, você ficou ainda mais linda! Parabéns!

    Reply
  • […] seja interessante ler esse texto que escrevi no @pausaparaumcafe e esses dois textos, o do blog Di Moça e o do Papo de Homem […]

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.