Menu
Literatura

“Flores da Ruína” é a deliciosa continuação da narrativa de “Remissão da Pena”

Vocês já me ouviram muito falar de Remissão da Pena, o primeiro livro da trilogia essencial do autor francês Patrick Modiano por aqui. Eu fiz resenha dele no mês passado quando fiquei completamente apaixonada com a obra do autor que até então eu nunca tinha me aventurado na leitura. Eu e esse meu medo de ler autores que ganharam o Nobel.

Leiam aqui a resenha de Remissão da Pena do autor Patrick Modiano

IMG_2704

Assim como “Remissão da Pena”  era a espera por espera por algo que nunca chega, “Flores da Ruína” é a busca incessante pelos fantasmas que o passado trouxe. Um livro cheio de dúvidas com histórias que quanto mais se distanciam, mais se aproximam uma das outras e vão fechando um arco onde todas ligam aquele passado remoto onde nosso protagonista e escritor ficou perdido esperando na porta.

Se os personagens de “Remissão da Pena” eram cativantes, em “Flores da Ruína” eles se multiplicam e constroem mais uma vez algo a mais dentro da narrativa. Eles sozinhos renderiam livros inteiros com suas perguntas, erros e te fazem durante a leitura de “Flores da Ruína”, querer mais. Querer mais diálogos, mais momentos, mais futuro e mais passado de cada um deles.

IMG_2703

Recomendo muito a leitura seguida dos livros e provavelmente após começar e terminar o terceiro, tenho certeza que vou recomendar que todos leiam um livro atrás do outro para aproveitar ao máximo as ligações entre os personagens, as situações e as deixas que o narrador, as vezes suspeito e outras movido pelo passado te dá para fazer suas próprias interpretações do momento.

Queria ressaltar a tradução novamente feita pela Fátima que inclusive participou de um programa sobre tradução literária que gravamos no literáriocast.

IMG_2702ISBN-10: 8501103055 | Ano: 2015 | Páginas: 144 | Idioma: português | Editora: Record

Patrick Modi­ano é um escri­tor fran­cês, ven­ce­dor de alguns dos mais pres­ti­gi­a­dos galar­dões lite­rá­rios de França, como o Pré­mio Gon­court em 1978, o Grande Pré­mio de Romance da Aca­de­mia Fran­cesa em 1972 e o Grande Pré­mio Naci­o­nal das Letras em 1996. Patrick Modi­ano é con­si­de­rado um mes­tre da lite­ra­tura fran­cesa con­tem­po­râ­nea e ganhou o Prêmio Nobel de Literatura de 2014.

editoras

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR 

Baci ;*

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google + ? Pinterest Youtube ?Blogvin Flickr

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.