Menu
Literatura Nacional

George Martin fala sobre a venda de direitos das suas obras. Confira!

É isso mesmo! George R.R. Martin, o criador de Game of Thrones, não é a favor das fanfics, então talvez, assim, por acaso, se você escreve… talvez seja melhor procurar outra série para começar a escrever. Pois o velhinho Martin em uma política bem oposta e muito bem argumentada sobre o tema.

Confira o que o autor disse em uma entrevista a tv australiana:

Não enquanto eu estiver vivo. Mas eventualmente não estarei vivo por causa de Valar Morghulis – todos os homens morrem. Eu não acredito que minha mulher, se ela estiver viva, vai deixar isso acontecer também. Porém uma coisa que a história nos mostrou é que eventualmente esse direitos literários passam para netos ou descendentes colaterais, ou pessoas que na verdade não conheciam o escritor e não se importam com seus desejos. É apenas fonte de dinheiro para eles. E então aparacem abominações em minha mente como …E o Vento Levou 2.

Eu sempre admirei Tolkien e sua imensa influência na fantasia; mesmo que eu nunca tenha conhecido o homem, eu admiro Christopher Tolkien, o filho dele, que está sendo o guardião da propriedade de Tolkien que nunca deixou isso acontecer. Tenho certeza que existem editoras esperando nas asas com sacolas de dinheiro e apenas esperando para dizer “sim, vá em frente, vamos escrever Sauron Strikes Back.” Espero nunca ver Sauron Strikes Back escrito por algum escritor de terceiro escalão que se aproveita da oportunidade.

Fonte: Judão.com.br

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

1 Comment

  • Diego Guerra
    19 de novembro de 2013 at 15:22

    Ele tem razão. Por outro lado, a Amazon vem trabalhando em um projeto de publicação de fanfics, onde o Autor da obra original ganha uma parcela dos royalts da venda das fanfics.

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.