Menu
Crônicas

hoje eu sonhei com você.

Tinha acostumado a te ver de novo, mesmo que fosse sem querer, te encontrar em alguns sábados ou sextas a noite tinha se tornado algo que eu realmente gostava. Até que tudo mudou de novo.

Incrivelmente a única constante entre a gente, é que desde que te conheço, do nada tudo está prestes a mudar, um dia você está aqui e do outro eu não sei mais onde você se encontra. De certa forma você poder saber tudo de mim e eu não ter nada além de um pequeno rostinho entre as pessoas que viram meus stories é perturbador.

Hoje eu escrevo esse texto pois ontem conversei com nosso melhor amigo, falei como sentia falta de escrever e a única coisa que me sobrou foi falar sobre algo que tem de certa forma me incomodado neste período de ansiedade e isolamento: sonhar com você. Repetida e constantemente.

Nos últimos tempos eu tenho acordado para lembrar que sonhei com você. Antes de trabalhar tomo uma xícara de café relembrando aquele sonho que acabou de acontecer, em alguns somos almas gêmeas em outros você é apenas alguem que atravessa a rua. Em outros lutamos contra monstros em um mundo totalmente aleatório gerado pela minha mente pós algum comprimido de enxaqueca. Mas a constante é a mesma: você está em todos eles. Seja o sonho um leve cochilo ou aquela noite em que capoto e mal lembro o que foi realmente o sonho.

Da última vez que te vi, pensei que você era página virada na minha vida. Afinal eu me apaixonei depois de você, eu amei e chorei por perder outra pessoa. Meu coração se consertou e se desfez algumas vezes depois que você atravessou aquela porta da casa antiga que hoje nem existe mais.

Eu prometi pra mim mesma que você não me afetava mais, era uma boa lembrança algo que eu mesma criei e um sentimento que não iria mais perturbar a minha mente. Incrível que outra constante na minha vida é que eu sempre me engano sobre os meus sentimentos sobre você. Será que tem algo a ver sobre você ser meu primeiro amor? Fica difícil saber.

Da última vez que te vi, você estava com um olhar diferente, pensei em algumas vezes em te perguntar naquela festa se estava tudo bem, mas de certa forma sempre acho que entre nós existe uma regra de etiqueta que não nos permite entrar em assuntos pessoais desde que tudo acabou.

Eu só queria um sinal, um sinal que eu posso perguntar se está tudo bem sem isso significar algo muito maior pois eu apenas cansei de dizer para mim mesma que você não me afeta mais.

Afinal hoje eu sonhei com você.

Photo by Daria Shevtsova from Pexels

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.