Menu
Literatura

“Homens sem Mulheres” e a profundidade da narrativa de Haruki Murakami

Haruki Murakami já apareceu por aqui uma vez. No começo de 2015 eu resenhei “Caçando Carneiros” que foi um dos livros mais malucos e curiosos que eu já li. Uma das minhas leituras preferidas de 2015. Então quando tive a oportunidade de pedir Homens sem Mulheres para a Alfaguara, eu nem pensei duas vezes.

“Homens sem Mulheres” é um livro que reune contos escritos por Murakami e que retratam de alguma forma a vida de homens sem mulheres. Um tema interessante de ser trabalhado assim como forma principal. Pois já que com o título do livro, esse é o primeiro ponto que você busca prestar atenção na leitura.

IMG_5526

Um dos pontos que eu tinha reclamado na leitura de “Caçando Carneiros” é que Murakami tinha algumas partes bem lentas no desenvolvimento da sua narrativa. Os contos tem uma vantagem aqui,  eles acontecem de forma mais rápida, afinal já são histórias mais curtas. O que incentiva ainda mais a leitura e o termino das histórias.

Uma das coisas que mais gostei é que não necessariamente acontece algo central e grandioso na história. E isso é algo que eu amo em contos. Você chega ali, a história já está acontecendo. Você sai dali e a história continua.

Durante sete contos, Murakami trabalha relações amorosas de personagens que convencem. Você sabe que eles poderiam fazer parte de qualquer outra história do autor. Inclusive algumas daquelas histórias poderiam acontecer paralelamente a outras histórias dele
 IMG_5530
Aqui, em pequenas doses são discutidos assuntos como a solidão, o isolamento, o fim, a falta de respostas, e como as pessoas lidam com as situações de formas tão diferentes. São pequenos momentos de vida onde mulheres entram ou saem da vida dos personagens e transformam algo em sua vida. Seja a namorada de anos ou a mulher que já faleceu.

No fundo, após a leitura temos a impressão que Murakami nós deixou sensações subentendidas em sua história. São pequenas nuances que só captamos depois de fechar o livro e pensar sobre aquilo que acabamos de ler, que mesmo a história mais simples, está cheia de profundidade sobre aqueles homens e daquelas mulheres.

IMG_5527

ISBN-13: 9788579624384 | ISBN-10: 857962438X | Ano: 2015 | Páginas: 240 | Editora: Alfaguara

Haruki Murakami, nascido em 12 de Janeiro de 1949, em Quioto, Japão, é um popular escritor e tradutor. Frequentou a Universidade de Waseda, em Tóquio, dedicando-se sobretudo aos estudos teatrais. Antes de terminar o curso, abriu um bar de jazz chamado Peter Cat, à frente do qual se manteve entre 1974 e 1982. Em 1986, partiu para a Europa e depois para os EUA, onde acabaria por se fixar. Escreveu o seu primeiro romance – Hear the Wind Swing – em 1979, livro ainda não traduzido para português, mas seria em 1987, com Norwegian Wood, que o seu nome se tornaria famoso no Japão. Escritor particularmente influenciado pela cultura ocidental, Murakami traduziu para o japonês obras de F. Scott Fitzgerald, Truman Capote, John Irving e Raymond Carver.

CLIQUE AQUI PARA COMPRAR 

Baci ;*

Aproveite para nos seguir nas redes sociais!
Facebook Instagram Twitter Tumblr Google + ? Pinterest Youtube ?Blogvin Flickr

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.