Museu da Língua Portuguesa no Mês da Consciência Negra - Seu site sobre Literatura e RPG

Vídeos Segunda, Quarta e Sexta.   SE INSCREVA

Search

Museu da Língua Portuguesa no Mês da Consciência Negra

Instituição realiza feira de gastronomia e promove roda de samba, visitas temáticas, sarau de hip-hop, baile e brincadeiras para enaltecer as influências dos povos africanos na cultura brasileira

Museu da Língua Portuguesa, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo, prepara uma intensa programação para celebrar o Mês da Consciência Negra. Serão, ao todo, nove atividades que vão acontecer em oito dias de novembro. Haverá feira de gastronomia, roda de samba, visitas temáticas à exposição principal, sarau de hip-hop, baile de terceira idade e brincadeiras – todas essas ações visam enaltecer as influências dos povos africanos na cultura brasileira.  

A programação especial tem início em 11 de novembro (sábado), quando a Feira Luz Criativa Edição D’Ketu vai ocupar o Saguão B e o Pátio B do Museu da Língua Portuguesa, das 10h às 17h, com entrada gratuita. Os dois espaços irão abrigar cerca de 30 expositores, que venderão produtos feitos a partir da representatividade preta. Trata-se de uma oportunidade de ter acesso a comidas e bebidas africanas e afrodiaspóricas.   

Na mesma data, das 11h às 12h, haverá a apresentação do projeto Samba da Madrinha Eunice: linguagem e memória de mulheres negras, que promoverá uma roda de samba com a artista Kennya Macedo e a participação de Rose Marcondes, neta de Madrinha Eunice, e o sociólogo Tadeu Kaçula. Madrinha Eunice é fundadora da escola de samba Lavapés, uma das mais antigas do Carnaval paulistano, criada em 1937, sendo também uma das responsáveis pela base do samba da capital paulista. No show, que faz parte do projeto Plataforma Conexões, será possível escutar canções escritas por mulheres e de cunho feminista ao som de instrumentos como viola, pandeiro, chocalho, atabaque, reco-reco e agogô.  

Já o Núcleo Educativo do Museu convida os visitantes a aprender a brincar de Mancala, que faz parte da família de jogos de tabuleiro africanos, no Estação Famílias do dia 12 de novembro (domingo), das 10h30 às 12h30. Na Mancala, os jogadores devem coletar o máximo de sementes de seu oponente. Gratuita, esta ação vai acontecer no Saguão B do Museu.  

No feriado da Proclamação da República (15 de novembro, quarta-feira), o Museu funcionará normalmente, e os educadores da instituição vão estar no Pátio A, das 11h30 às 12h30, com a atividade Saberes Negros. A ideia é mostrar a produção literária de autoras e autores negros presentes na exposição principal. Nomes como Conceição Evaristo e Machado de Assis terão seus rostos estampados em “santinhos” com uma biografia dos escritores e escritoras no verso.  

No mesmo dia acontece a Visita Temática – Palavras Bantu a fim de explicar as influências linguísticas e culturais de África. O passeio pela exposição principal do Museu da Língua Portuguesa, das 13h às 14h, vai revelar principalmente a presença e a resistência de palavras da família Bantu no português falado no Brasil ainda nos dias de hoje. Os educadores da instituição vão utilizar o jogo temático intitulado Calão que mostra a relação de gírias angolanas com palavras em português. A mesma atividade voltará a acontecer nos dias 18 (sábado) e 19 (domingo). Os grupos para esta visita são formados perto da bilheteria do Pátio A, 15 minutos antes de seu início, com ingressos a R$ 20 (quarta-feira), gratuitos (sábado) e a R$ 10 (domingo).  

O tradicional Sarau Hip-Hop no Museu também entra na programação especial do Mês da Consciência Negra. Em sua oitava edição, no dia 18 de novembro (sábado), o evento comandado pelo rapper e MC Xis vai receber como convidados o DJ Erick Jay e o dançarino King Nino Brown. Quem comparecer ao Saguão Central da Estação da Luz, das 12h às 14h, também poderá conferir uma exposição de fotografia do artista The Sarará. Não precisa pagar nada para participar.  

Programada para acontecer em quatro datas, em dois fins de semana seguidos – dias 18 e 19, às 15h, e 25 e 26 de novembro, às 11h -, a visita ao prédio da Estação da Luz intitulada Presenças negras na construção da cidade de São Paulo é uma oportunidade de o público conhecer o trabalho de arquitetos e profissionais da engenharia civil negros no levantamento de diversos espaços da capital paulista. O foco do passeio, gratuito, será o bairro da Luz, onde o Museu da Língua Portuguesa está localizado. Para participar, basta chegar 15 minutos antes de seu início na bilheteria do Pátio A.  

Que dança você dança? Este é o título da outra visita temática programada para o fim de semana dos dias 25 e 26 de novembro, às 10h. Os educadores do Museu, por meio da exposição principal e da mostra temporária Essa nossa canção, que aborda o elo profundo entre a língua portuguesa e a canção popular brasileira, vão falar sobre ritmos brasileiros de origem africana. Capoeira, samba e rap, entre outras manifestações artísticas, estarão no roteiro deste passeio (gratuito no sábado, e R$ 10 no domingo). Quem quiser participar precisa estar 15 minutos antes de seu início perto da bilheteria do Pátio A.  

Por fim, no dia 30 de novembro (quinta-feira), das 14h às 16h, é a vez do baile da terceira idade do projeto Falas do Corpo. O tema será Musicalidades Negras. Quem participar desta festa, gratuita, no Saguão B, vai poder dançar ao som de artistas negros e negras.  

Exposição  
Com curadoria de Hermano Vianna e Carlos Nader, consultoria especial de José Miguel Wisnik e curadoria especial de Isa Grinspum Ferraz, a exposição temporária Essa nossa canção conta com o patrocínio máster da CCR, patrocínio do Grupo Globo, e com o apoio do BNY Mellon, da PwC Brasil e do Itaú Unibanco – todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.   

SERVIÇO 
Feira Luz Criativa Edição D’Ketu 
Dia 11 de novembro, das 10h às 17h 
Grátis 
No Saguão B e no Pátio B do Museu da Língua Portuguesa 

Samba da Madrinha Eunice: linguagem e memória de mulheres negras – Plataforma Conexões 
Dia 11 de novembro, das 11h às 12h 
Grátis 
No Pátio B do Museu da Língua Portuguesa 

Estação Famílias – Mancala 
Dia 12 de novembro (sábado), das 10h30 às 12h30 
No Saguão B do Museu da Língua Portuguesa 
Grátis 

Atividade no Pátio A – Saberes Negros 
Dia 15 de novembro (quarta-feira), das 11h às 12h30 
Grátis 

Visita temática – Palavras Bantu 
Dias 15 (quarta-feira), 18 (sábado) e 19 de novembro (domingo), das 13h às 14h 
R$ 20 (quarta-feira); Grátis (sábado); R$ 10 (domingo) 
Grupos são formados 15 minutos antes no Pátio A, perto da bilheteria  

8º Sarau Hip-Hop no Museu 
Dia 18 de novembro (sábado), das 12h às 14h 
No Saguão Central da Estação da Luz 
Grátis 

Visita ao prédio – Presenças negras na construção da cidade de São Paulo 
Dias 18 (sábado) e 19 (domingo), às 15h; e 25 (sábado) e 26 de novembro (domingo), às 11h 
Grátis 
Grupos são formados 15 minutos antes no Pátio A, perto da bilheteria 

Visita temática – Que dança você dança? 
Dias 25 (sábado) e 26 de novembro (domingo), às 10h 
Grátis no sábado; R$ 10 no domingo 
Grupos são formados 15 minutos antes no Pátio A, perto da bilheteria 

Baile da Terceira Idade do Falas do Corpo – Musicalidades Negras 
Dia 30 de novembro (quinta-feira), das 14h às 16h 
No Saguão B do Museu da Língua Portuguesa 
Grátis 

Exposição principal + mostra temporária Essa nossa canção  
De terça a domingo, das 9h às 16h30 (com permanência até as 18h)  
R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia)  
R$ 10 aos domingos para todos os públicos  
Grátis para crianças até 7 anos  
Grátis aos sábados  
Acesso pelo Portão A  
Venda de ingressos na bilheteria e pela internet:  
https://bileto.sympla.com.br/event/68203  

Museu da Língua Portuguesa  
Praça da Luz, s/n – Luz – São Paulo  

5 LIVROS PARA FICAR OBCECADO 5 LIVROS QUE TODO CREATOR DEVERIA LER 10 livros para ler antes do vestibular Halloween: 5 livros de terror na literatura 5 livros para começar a ler clássicos