[O que achamos de...] Judge Dredd (O Juiz Dredd) - Seu site sobre Literatura e RPG

Vídeos Segunda, Quarta e Sexta.   SE INSCREVA

Search

[O que achamos de…] Judge Dredd (O Juiz Dredd)

Anúncios

Oi gente! Quem fala aqui é a Mari e agora não estou só representando o Pausa na Bienal mas também representando o Pausa de verdade! Diferente de como fui parar aqui – por causa dos livros, sabe como é- agora eu vou falar para vocês sobre filmes! Sim!!!
Um conflito muito grande, já que geralmente o “livro é melhor que o filme” maaas, por esse conhecimento de livros e afins, posso passar tudo para vocês da melhor maneira possível, porém eu sou uma ótima crítica. Sim, eu acabo com a vida do diretor.  Enfim, vamos ao primeiro xuxuzinho que apresentarei para vocês!

É o seguinte, eu gosto muito de falar sobre remakes – principalmente aqueles que valem a pena- e esse, meus amigos…
Saído diretamente dos quadrinhos, Judge Dredd (O Juiz Dredd) ficou famoso nas telinhas por sua primeira versão lá em 1995, interpretado por Sylvester Stallone…

Anúncios

juez_dredd_1995_2

 

Na versão de 2012, é interpretado por Karl Urban, isso mesmo, o Éomer querido do O Senhor dos Anéis! Porém, apesar de ser um remake, a versão de 2012 não tem nada haver com a de 1995!

Sylvester (1995) e Karl Urban (2012)
Anúncios

Em 2139, o mundo entrou num colapso total, ou seja, super população, tipo China+Índia, porém tudo isso concentrado nas chamadas “Megacidades”. O resto do mundo vira um deserto (A Terra Maldita), enquanto nessas megacidades surgem gangues que o sistema judicial não consegue controlar, ou seja, tentando reverter esse quadro eles criam os juízes para darem jeito no sistema. Dredd (Karl Urban) é um dos justiceiros da megacidade Mega-City One onde tenta combater a máfia da traficante de drogas Ma-Ma (Lena Headey, nossa querida Cersei) que comanda um prédio de 200 andares com a sua droga “Slow-Mo”, que faz o tempo na cabeça do usuário passar a 1% do tempo real, por isso a origem do nome “câmera lenta”.

Dredd é acompanhado por a inexperiente juiza Anderson, que tem poderes psíquicos de entrar na mente das pessoas e fazer aqueles jogos cruéis ou até mesmo vislumbrar lembranças do indivíduo. Colocada nessa grande missão, ao lado de um dos maiores juízes, sua vida é colocada em risco pelo dever e desejo.

Gente, não é tão fiel ao quadrinho porque não tem tanto sangue, violência e as piadinhas do juiz, but… É um p*ta filme! Os efeitos especiais da droga são lindos e sim, deixam o telespectador na “marola” também, hahaha… As armas, os tiros, tudo é tão lindo que… uffa! Apaixonante, sim! Melhor filme do mundo não, mas é ótimo! Então, naquele fim de semana que você está com um pézinho em Mounet, aprecie os efeitos especiais de Dredd e ache beleza do brilhinho da droga até o sangue no chão. É uma arte realmente impressionista!

Anúncios

Valar Dohaeris! :*

 

Sair da versão mobile