[O que achamos de…] Scott Pilgrim VS The World

13 de novembro de 2013
Meus amores, sorry pelo sumiço mas esse final de ano me deixa maluquinha! Muitas responsabilidades… Mas enfim… Voltei! E com resenha para vocês!
Então, entrei no clima de HQ do site e decidi falar de um filme que eu gosto muito: Scott Pilgrim VS The World!
     O filme é baseado em um HQ muito lindinho, que conta a história de Scott e os Sex Bom-Omb (sua banda). O filme se passa em Toronto, Canadá. Após um término de namoro frustrado, Scott Pilgrim (Michael Cera) começa a namorar Knives, uma chinesa de 17 anos numa tentativa de ter uma new girldfriend – isso tudo sob protestos de seus amigos de banda que dizem que Knives é a nova vítima de Pilgrim.
     Entre sonhos, Scott se encontra com Ramona Flowers (Mary Elizabeth Winstead), ao qual fica apaixonado instantaneamente. Seu amigo Stephen, da banda, obcecado por conseguir um contrato, chama-os para uma festa e Scott acaba encontrando a verdadeira Ramona lá. Ele o persegue durante toda a festa depois de ela não dar bola para suas cantadas – Pilgrim acaba descobrindo que Ramona trabalha na Amazon e quando chega em casa – que divide com o seu amigo gay Wallace (Kieran Culkin) faz uma compra no mesmo.
     Ele a chama para sair, eles acabam se beijando e Ramona o leva para a casa dela. Completamente apaixonado ele vai, curtem um pouco mas quando o clima começa a esquentar um pouco Ramona desiste e diz que é melhor eles dormirem. No dia seguinte, Scott recebe um email sendo ameaçado de morte e convidado para um duelo, porém o mesmo só lê uns ‘blá blá blá’ e exclui.
(Para mim o Wallace é o melhor do filme ever! Melhor amigo gay que qualquer pessoa poderia ter. Transborda sinceridade e ironia <3)
     No primeiro show da sua banda, Scott é chamado para um duelo bem no meio do mesmo, por Matthew Patel, o autor do email que Scott excluiu sem ler no meio da luta Pilgrim descobre que Patel é o primeiro namorado de Ramona e que ele é o primeiro ex-namorado malvado que ele tem que enfrentar – são 7 ao todo e todos estão reunidos em uma liga com um único propósito: destruir Scott e não deixá-lo namorar com Ramona.
     O filme desenrola-se nas batalhas de Scott e os ex-namorados malvados de Ramona que tentam de tudo para que eles não fiquem juntos. Cada um com um super poder diferente: poderes psíquicos obtidos através de uma dieta vegana, jutsu das sombras (brimks) e poderes através da música.
     O sétimo e última ex-namorado malvado de Ramona é o grande produtor de musica Gideon que acabara de se tornar patrocinador da banda Sex Bomb-Omb. Scott descobre que Ramona é incapaz de se afastar de Gideon por causa de um microchip instalado nela. Após perder para Gideon pela primeira vez, Scott fica no ‘limbo’ refletindo sobre tudo aquilo que havia aprendido na luta e lembrou-se da ‘1 vida’ que havia ganho matando os gêmeos que eram o 5º e 6º namorados de Ramona.
     Voltando para vida, Scott consegue destruir Gideon com a ajuda de Knives, sua ex-nova-velha-namorada. Ramona se liberta do microchip porém depois de ver Scott conversando com Knives alega que irá embora conseguir recomeçar em outro lugar… Knives incentiva Pilgrim a ir atrás da mesma e eles conversam… e acabam finalmente ficando juntos…
    Awwwwnm, o filme todo é uma gracinha e cheio daqueles efeitos de ‘pow’ e ‘punch’ de HQ mesmo e misturado com um pouco de vídeo game e música. A história toda é uma gracinha, um pouco viajado hahaha mas quem não gosta?
     Vale a pena assistir para descontrair, como eu digo: não é da lista dos meus filmes favoritos mas dá para assistir mais de uma vez.
Título Original: Scott Pilgrim VS The World
Título Traduzido: Scott Pilgrim Contra o Mundo
Ano: 2010
Duração: 112 minutos
Direção: Edgar Wright
Produção: Edgar Wright
                  Michael Bacall
Narração: Bill Hader
Elenco Original: Michael Cera
                           Mary Elizabeth Winstead
                           Kieran Culkin
                           Chris Evans
                           Anna Kendrick
                           Alison Pill
                           Mark Webber
Gênero: Ação, Comédia, Aventura, Ficção
Música: Nigel Godrich
Cinematografia: Bill Pope
Nota:  ?????

Join the Conversation

  1. Rodrigo S Fonseca says:

    Quando vi só 15 minutos no PPV fiquei com a sensação de que o filme era ridículo. Aí, há uns dois meses, assisti boa parte dele em outro canal e realmente continuei não gostando. O motivo é que eu acho que esses quadrinhos deveriam ser adaptados para um longa de animação, porque a partir do momento em que colocaram atores de carne e osso estragaram tudo por não combinar com o teor dessas histórias em quadrinhos.

  2. Eu sou muito fã do Edgar Wright, o diretor do filme. Mas fiquei um pouco decepcionado com o filme. Eu tenho noção de que ele é muito bom, com ótimas atuações e uma trilha sonora muito boa também, mas achei que a forma que ele foi feito foi meio “irregular”, digo isso porque a maior parte dos aspectos do filme parecem somente uma versão live-action da hq, e não um filme que se sustenta por si só.

    Pra quem leu a hq e adorou, tenho certeza que o filme é incrível, mas pra quem ainda não leu, eu me incluo nisso, o filme me pareceu meio sem identidade, com poucos aspectos característicos do diretor que gosto muito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Recipe Rating




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Like
Close
Copyright © 2021 Pausa Para um Café
Made with by Loft.Ocean. All rights reserved.
Close
Sair da versão mobile