Menu
Literatura

[Resenha] A Cidade Sombria – Mestre das Relíquias (Livro 1) de Catherine Fisher | @BertrandBrasil

A única esperança para Anara, um mundo às portas da total devastação, reside em um mestre, seu aprendiz e nas antigas e ilegais relíquias com poderes misteriosos que eles colecionam. Ao saírem à procura de uma relíquia secreta com grande poder escondida há séculos, Raffi e Galen serão caçados, espionados e testados além dos seus limites, pois existem monstros — alguns deles humanos, outros não — que também desejam o poder desta relíquia até consegui-la.

A Cidade Sombria foi um daqueles livros que chegou aqui no Pausa Para um Café e eu nem me lembrava que ele iria chegar. Chegou assim como quem não quer nada e furou a fila por ser uma prova. Sim, eu recebi o livro antes de ficar totalmente pronto, então em folhas A4 brancas comecei a minha leitura. A qual, vale lembrar que eu mal lembrava da história e não tinha nenhuma expectativa.

Mestre das Relíquias vol.1 é o primeiro livro de uma série escrita por Catherine Fisher, a autora recebeu o prêmio de Melhor Livro do Ano no The Washington Post da Kirkus Reviws e da Publishers Weekly. 

Seu segundo volume será A Herdeira Perdida e também será lançado pela Bertrand Brasil. Mas antes de ler o vol.2 preciso contar para vocês o motivo de começar a ler essa série e quem sabe continuar a história.

Em A Cidade Sombria conhecemos uma fantasia envolvente e criativa. Com “Mestres de Relíquias“, “Sekoys“, “Vigias” e “Anara“, um mundo totalmente novo que era protegido pelos Criadores.

Sim, pode ser muita coisa para sua cabeça, e são tantas coisas que muitas delas vão ficar subentendidas e você vai caminhar no obscuro, sub julgando algumas coisas para só no final ter uma ambientação mais clara de todo o cenário que está te envolvendo. Essa é uma boa sacada de Catherine para instigar o leitor a continuar a leitura no próximo livro.

A autora também brinca muito com a índole dos personagens te enganando sobre a real atitude que eles vão tomar perante os problemas no desenvolvimento da trama onde você realmente não sabe em quem confiar e gostar.

O livro tem muitos pontos positivos, mas mesmo assim carrega com sigo algumas partes cansativas e que eu quis ler bem rápido para passar logo.  Dentre elas está as partes de um diário que vai aparecer bastante na história. Mas acho que esse lado é mais “chato” por não ser tão fantástico como as partes de Raffi e Galen (personagens principais da história).

O livro é separado em cinco partes e depois em capítulos menores dentro dessas partes. Isso contribui para a leitura dinâmica e para não se perder quando quiser parar a leitura durante a noite. Um lado que torna A Cidade Sombria bem comercial.

A edição da editora Bertrand contribuiu muito para que o livro ficasse lindo mesmo na prova. Fiquei louca para ver o livro pronto com todos esses detalhes que vocês conseguem ver nas fotos.

Eu gostei do livro, mas não foi tudo aquilo. Eu poderia dar 3 estrelas para ele. Em algum ponto ficou faltando muita coisa para conseguir me convencer de que aquele livro era o livro do momento ou que conseguiria mover fãs por terras e anos.  Talvez os próximos livros. Mas nesse ele ainda não consegue passar de 3 estrelas.

ATUALIZADO COM FOTOS DO LIVRO:

DSCF4022

DSCF4023

DSCF4025

DSCF4026

DSCF4027

DSCF4028

DSCF4029

DSCF4030

DSCF4031

DSCF4032

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

1 Comment

  • Babi Lorentz
    17 de julho de 2013 at 23:14

    Recebi a prova deste livro também, mas ainda não o li e não consegui me lembrar de ter pedido pra resenha, portanto acho que a Editora enviou pra todo mundo… 😛
    Não sei o que esperar dele porque, como sei que é fantasia, sempre fico com uma dúvida grande sobre ler ou não, sobre passar na frente de outros livros ou não e essas coisas.
    Beijos.

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.