Menu
Literatura

[Resenha] A Graça da Coisa de Martha Medeiros | @LePM_Editores

A Graça da Coisa de Martha Medeiros
Edição: 1
Editora: L&PM
ISBN: 9788525429308
Ano: 2013
Páginas: 216

[button color=”red” size=”small” link=”http://www.lpm.com.br/site/default.asp?Template=../livros/layout_produto.asp&CategoriaID=625470&ID=818462″ target=”blank” ]Editora – R$36,00[/button] [button color=”orange” size=”small” link=”http://links.lomadee.com/ls/MzZLRDthWUNyWX5HdDsyNzA4MzkwMTswOzE3NjswOzI3O0JSOzM7aHR0cCUzQSUyRiUyRnd3dy5saXZyYXJpYXNhcmFpdmEuY29tLmJyJTJGcHJvZHV0byUyRjQ5MzEwMTIlMkZhLWdyYWNhLWRhLWNvaXNhOzA-.html” target=”blank” ]Saraiva – R$28,80[/button]

Passar pela vida à toa é um desperdício imperdoável. Que o mundo está uma doidice sem tamanho não é preciso dizer. Que estamos cada vez trabalhando mais, ficando mais tempo no celular e no trânsito, nem se fala. Então como sobreviver, ou melhor, como viver em meio a este caos que se transformou a nossa vida? Para Martha Medeiros, a grande questão é se desapegar daquilo que é desnecessário, que nos faz mal, que nos atrasa, e enxergar a graça da coisa – sendo a ‘coisa’, no caso, a própria vida. É deixar ideias pré-concebidas de lado, saber rir de si mesmo, se reinventar; estar aberto para encontrar o amor onde menos se espera, é transformar a ansiedade em sabedoria, é saber ouvir, é um conjunto de pequenas atitudes que, se colocadas em prática, vão nos ajudar a levar uma vida mais desestressada e, de quebra, nos surpreender. Reverenciando a tradição da crônica brasileira, Martha Medeiros fala cara a cara com o leitor, mostrando que não estamos sozinhos nas nossas neuroses diárias. Esta coletânea de oitenta textos que abordam os temas mais caros à autora – o amor, o cinema, os relacionamentos, as relações familiares, entre muitos outros – traz, sem dúvida, alguns dos assuntos sobre os quais mais nos indagamos hoje em dia – um prato cheio para o autoconhecimento.

Martha Medeiros é sem sombra de dúvidas a minha autora brasileira preferida. Minha estante já possui vários volumes de seus livros um do ladinho do outro. Entre Montanha Russa e Selma e Sinatra as histórias de Martha marcam  a minha história.

A Graça da Coisa é mais um conjunto de crônicas da Martha que nos encantam com um bate papo gostoso e descontraído sobre coisas do cotidiano que só notamos quando citados por ela com suas frases que ficam gravadas na memoria e queremos gravar em qualquer lugar, anotar na agencia e até tatuar para não esquecer.

Martha fala do dia a dia, do comum e cotidiano de uma forma que só ela sabe fazer. Alternando o começo de uma quase resenha sobre algum livro fantástico que acabou de ler com uma comparação da forma com que vivemos nossas vidas, olhamos as dificuldade e enfrentamos os mistérios da humanidade.

Muita gente me diz que não gosta da autora, e ainda me perguntam como eu que gosto tanto de Chuck Palahniuk e coisas mais pesadas me envolvo tanto com a escrita da autora. Pois bem. Existe algo mais pesado do que a própria vida?

Em A Graça da Coisa, Martha nos conta em uma crônica uma história sobre o acaso, sobre o amor e sobre nossas escolhas. Misturando esses pequenos elementos ela nos introduz com uma base que te deixa preso naquele contexto, te sacode com uma verdade que você não esperava e depois de mostra que tudo aquilo é o que você faria, fez ou vai fazer e nunca percebeu até que naquele momento ela te jogasse na cara sem piedade.

O livro tem uma capa muito bonito e seu tamanho combina com as outras versões de livros da autora publicados pela L&Pm (exceto os versão pocket). O único problema do livro são as folhas brancas característica já dos volumes da editora. Isso incomodou bastante enquanto eu estava lendo no ônibus. Fora isso, é lindo! Confira na foto:

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

1 Comment

  • May
    18 de agosto de 2013 at 17:10

    Além de crônicas aleatórias, nunca peguei nada da autora para ler, de fato. Adoro a escrita dela, e gostei de todas as crônicas que li até hoje. Mal posso esperar para ter um livro dela em minha estante.

    Beijinhos,
    May :*

    Reply

Deixe uma resposta para May Cancel Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.