[Resenha] Astronauta Magnetar de Danilo Beyruth | Panini - Seu site sobre Literatura e RPG

Vídeos Segunda, Quarta e Sexta.   SE INSCREVA

Search

[Resenha] Astronauta Magnetar de Danilo Beyruth | Panini

O Astronauta, personagem que singra o espaço sideral sozinho em sua nave há anos, visita uma galáxia distante para estudar um magnetar, uma estrela de nêutrons que possui um campo magnético estimado em 1 bilhão de teslas. Mas ele comete um erro que pode custar sua vida. Agora, com a nave danificada e sem comunicação, ele está “náufrago no espaço” e precisa encontrar uma forma de escapar antes de ser derrotado pela insanidade que insiste em tomar sua mente. E a saída pode estar em aliar a tecnologia aos ensinamentos de seu velho avô, há tanto tempo falecido… (SINOPSE)”.

 

Oii! Hoje eu vou falar de uma Graphic Novel brasileira, escrita pelo genial Danilo Beyruth: “Astronauta Magnetar”.

Lançada em outubro do ano passado pela Editora Panini (Panini!) vem com o selo MSP (Maurício de Souza Produções), que promete o lançamento de mais quadrinhos do gênero ainda no primeiro semestre de 2013 (a promessa é que o próximo lançamento será a Graphic Novel do Chico Bento).

A proposta desse quadrinho, de reviver um personagem principal da Turma da Mônica, porém agora adulto, é completamente empolgante. Se você é um leitor que como eu, aprendeu a ler com os gibis da turma, o carinho por esses personagens é muito grande e natural, e rever um dos personagens que eu mais gostava é muito, muito, muito nostálgico.

Vemos agora um Astronauta adulto, absolutamente egocêntrico e confiante, enviado para uma missão de pesquisa e estudo em um magnetar (não vou me reter na explicação do que é esse corpo celeste, pois ele é feito de maneira breve, mas muito explicativa já logo no início da história). Porém, como não poderia ser diferente, uma grande e inesperada merda, um acidente inesperado ocorre deixando o Astronauta ilhado em um corpo celeste a milhares de anos luz da Terra.

Nesse ínterim, vemos as lutas e conflitos internos do personagem, bem como o seu encaminhamento à loucura. Perceba, durante a leitura, alguns “Easter eggs” nos desenhos, que são muito interessantes, e não são muito difíceis de identificar.

O roteiro é fantástico, muito bem estruturado, e bastante adulto. O que notamos é que o quadrinho foi feito para os antigos fãs da Turma da Mônica que não querem acompanhar a Turma da Mônica Jovem por achar bobo, ou juvenil demais, mas que estão cansados com a Turma Original. Quanto à arte, ela te pega, pois o Beyruth conseguiu manter o mesmo estilo de nave e traje, mas de maneira “factível”. Aqui vale resaltar o trabalho de colorização realizado de maneira impecável pela Cris Peter, que se utilizou com muita frequência dos tons de azul e amarelo para compor o cenário e o personagem, o que foi brilhante (lembra-se da cor do traje original do Astronauta?).

Vou parar de me estender e ir logo pra a avaliação. Vou passar a adotar um padrão de análise que englobará 4 aspectos, dando notas de 1 a 5, e por fim teremos uma média da obra. Avaliarei qualidade e inovação do roteiro; qualidade, estilo e cuidado com a arte; qualidade escolha da paleta de cores e por fim a edição em si, sua apresentação (capa dura, orelha, capa, etc.).

Título: Astronauta Magnetar
Número de páginas:
82
Roteiro: 5 (Danilo Beyruth)
Arte: 4 (Danilo Beyruth)
Cores: 5 (Cris Peter)
Edição: 4 (Eu comprei a versão econômica, pois ainda não haviam lançado a edição capa dura, apenas por isso que eu dou 4).
Média: 4,75

 

 

 

5 LIVROS PARA FICAR OBCECADO 5 LIVROS QUE TODO CREATOR DEVERIA LER 10 livros para ler antes do vestibular Halloween: 5 livros de terror na literatura 5 livros para começar a ler clássicos