Menu
Literatura

[Resenha] Fique comigo de Harlan Coben | @editoraarqueiro

A vida de Megan Pierce nem sempre foi um mar de rosas. Houve um época em que ela nunca sabia como seria o dia seguinte. Mas hoje é mãe de dois filhos, tem um marido perfeito e a casa dos sonhos de qualquer mulher – e, apesar disso, se sente cada vez mais insatisfeita. Ray Levine já foi um fotógrafo respeitado, mas agora, aos 40 anos, tem um emprego em que finge ser paparazzo para massagear o ego de jovens endinheirados obcecados em se tornar celebridades.

Não julguem o livro pela capa ou título! Se eu tivesse feito isso não teria lido um dos melhores livros do ano: Fique comigo, de Harlan Coben.

Temos um romance policial protagonizado por três personagens muito, aparentemente, distintos: Megan, a típica dona de casa e mãe de família, Ray, um fotógrafo fracassado na vida e Broome, um detetive policial de Atlantic City. Personagens improváveis que voltam a se encontrar 17 anos depois do fatídico 18 de Fevereiro.

Olha, é um livro que te prende nos primeiros capítulos, seja pela sua narrativa simples e envolvente, seja pelo seu ritmo imposto ao livro (tudo ocorre em pouquíssimos dias), seja pelos seus personagens incrivelmente bem descritos psicologicamente. Você se pegará engolindo as páginas na busca de soluções.

Não é preciso tecer comentários sobre a história. Ela é brilhante do início ao fim, as motivações são concretas e muito bem desenvolvidas. Nenhum personagem é inserido na história de maneira leviana. Absolutamente todos tem sua devida participação na trama. Cada personagem tem a sua história individual no passado, e essa história reflete-se no presente.

A genialidade de Fique comigo está nas reflexões que os personagens fazem, revelando verdades que se você ler com atenção, trará para a sua vida, além de perceber que não é a única pessoa a pensar daquela forma. Por exemplo, é comum tentar guardar fragmentos do passado em “caixas” bem no fundo de nossas mentes, passagens que hoje nos envergonhamos, mas na época foram incrivelmente prazerosas. Todos passam por isso. É um livro que nos faz refletir sobre a nossa existência ao mesmo tempo que nos insere em uma caçada policial frenética, numa trama de dar inveja a novela das 8!

“Você pode até ser feliz, mas não pode ter tudo.”

A única coisa que realmente me incomodou foi o título do livro, que não representa o que o livro realmente é, toda a intensidade e emoção da história.

Mesmo com esse problema, nada consegue tirar o brilho, fazendo com que Fique comigo leve nada mais nada menos que 5 xícaras de café cremoso e fumegante.

 Compre aqui! 

About Author

Dani. Um ser estranho e recluso, no auge dos seus 23 anos, vivendo na Rivendell catarinense (só que mais quente). É engenheira de formação (só falta o diploma, ok?), leitora compulsiva e colecionadora de hqs. Ama fantasia, ficção científica, literatura técnica e abraços quentinhos.

1 Comment

  • Cris Aragão
    30 de Maio de 2013 at 01:08

    Eu adoro os livros do Harlan Coben e esse já estava na minha lista de leitura apesar do título que realmente não diz a que vem. O último livro do autor que eu li e recomendo é Confie em mim, pode confiar que a história é boa demais e você consegue se identificar com os personagens que são bem gente como a gente.

    Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.