Menu
Literatura

[Resenha] “Iron Maiden – Biografia Ilustrada” de Renata Vilela | @univdoslivros

“São quase 40 anos de história. Quatro décadas de sucesso absoluto, com quinze álbuns de estúdio, seis álbuns ao vivo, 22 turnês mundiais e mais de 100 milhões de discos vendidos. A Donzela, como é chamada pelos fãs brasileiros, é uma das mais importantes e bem-sucedidas bandas de heavy metal do mundo, tendo influenciado diversas das maiores bandas de rock de todos os tempos.

Este livro percorre toda a trajetória do grupo, desde sua criação até os dias de hoje, álbum por álbum. Traz ainda a discografia completa, curiosidades e fotos exclusivas. Aqui, você vai descobrir que o Iron Maiden é a própria História. 

 

Eu acredito que todos que ouvem rock (e até quem não ouve) já deve ter ouvido falar do Iron Maiden ou já deve ter visto algum mendigo com a camisa desta banda. Pois bem, Que é uma banda muito famosa, isso é inegável. “Iron Maiden – Biografia Ilustrada” de Renata Vilela, conta a história desta banda, cd por cd, focando justamente nos fatos que levaram a banda a ser tão conhecida. É um livro muito rápido de ler, pois como o próprio nome diz, é uma biografia ilustrada, e mesmo nas páginas que não são ilustradas há pouco texto devido a sua diagramação. Os capítulos são separados em eras, cada era de acordo com o vocalista da época, sendo assim 4 capítulos (sim, foram 3 vocalistas diferentes que passaram pela banda, mas são 2 capítulos dedicados às duas fases em que o Bruce Dickinson fez parte da banda).

Para os fãs da banda, é um livro bem bacana, tem várias curiosidades sobre ela, influencias e o pano de fundo social de algumas épocas, o que é bem interessante pois mostra a influência que os fatos tiveram sobre as músicas e a influência da banda em um nível mundial, como na época da guerra fria, onde o Iron Maiden foi a primeira banda a fazer um show no outro lado da “Cortina de ferro”.

Como citei anteriormente, é um livro rápido de ler, e por isso ele peca muito em alguns quesitos, como por exemplo na diagramação, os espaços das páginas são muito mal utilizados, poderiam economizar muitas páginas com isto, apesar que iria deixar o livro menor do que já é. Outra coisa que não me agradou muito foram as ilustrações, até algumas imagens bacanas da banda, mas todas, com exceção da capa, são em preto e branco (com exceção da capa) e impressas no mesmo papel do restante do livro. Poderiam incluir uma sessão de imagens coloridas pelo menos no final do livro. Além de alguns erros gramaticais que os mais atentos irão observar.

 

About Author

Sou foragido de um manicômio. Também sou amante de livros, hq’s, cinema, seriados e jogos em geral . Viciado assumido nas obras de Tolkien e Neil Gaiman, nas horas vagas incarno na pele de um goblin caçador de pandas nas terras de Azeroth

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.