Menu
Literatura

[Resenha] O Futuro de Nós Dois de Jay Asher | @GaleraRecord

É 1996, e menos da metade dos alunos das escolas de ensino médio nos Estados Unidos já tinham usado a internet. Emma acaba de ganhar o primeiro computador e um CD-ROM da America Online de Josh, seu melhor amigo. E ao instalar o programa, logo no primeiro acesso, descobrem que acabam de entrar no Facebook, dali a quinze anos. Todos se perguntam como será o futuro. Josh e Emma estão prestes a descobrir…

Imagine De Volta Para o Futuro (sim sim… o filme). Agora imagine uma mistura de John Green (mas sem desgraças que te fazem chorar durante a leitura) com Mark Zusak. Agora mexa um pouco na sua história para imaginar um casal meio Rony e Hermione (o rapaz é ruivo). Imagine algo meio maluquinho, assim como Doctor Who.  É essa mistura maluca em um computador antigo com windows e internet discada que entramos no mundo fantástico de O Futuro de Nós Dois!

É isso mesmo, o novo lançamento da Editora Galera Record merece todos os elogios que está tendo, envolto em uma atmosfera nostálgica te enviando para a sua realidade de uma forma incrível e totalmente engraçada e que as vezes até mesmo te deixa um pouquinho apreensiva o livro consegue ganhar o coração dos leitores.

Apesar de ser um romance adolescente, que não é nem um pouco meu estilo, meu coração de analista de social media falou mais alto quando vi que a história se passava com elementos tradicionais do meu mundo. Principalmente porque o centro da história acaba sendo minha ferramenta de trabalho, o Facebook.

Com um pouco de drama adolescente, e uma atmosfera que envolve todos os problemas comuns de jovens que estão terminando o “colegial” a história se desenvolve até um pouco clichê ‘afinal o seu amor é sempre o seu melhor amigo e tal’, mas isso se desenrola de uma forma legal, pois o Facebook que acaba aparecendo na vida deles como uma mãe Diná virtual.

Isso é engraçado e brincando com o “efeito borboleta”, você sabe? Aquele de que o bater de asas de uma simples borboleta poderia influenciar o curso natural das coisas e, assim, talvez provocar um tufão do outro lado do mundo¹. Nossos protagonistas começam a perceber que tudo que eles fazem muda o futuro e que apesar de divertido, pode ser algo maluco e perigoso.

O livro é muito divertido e mesmo com seus clichês e pontos previsíveis ele consegue ser algo muito melhor do que muita coisa que tem se lançado no gênero.Merecedor de 4 xícaras de café quentinho e uma curtida ele ganha menção honrosa pelo estilo que desenvolveram a diagramação e não deixaram os comentários e as partes que continham o facebook como algo estranho. Ficou visualmente bom para quem está lendo. Eu curti o/

Compre online por apenas R$ 34,90

¹ –Fonte

About Author

Criadora do @pausaparaumcafe, social media, formada em marketing, rata de biblioteca, intolerante à lactose e a pessoas de mau humor.

4 Comments

  • Haida
    5 de junho de 2013 at 18:02

    Vi esse lançamento mas não estava curiosa. Bom, você acabou de conseguir me convencer 🙂

    Ótima resenha.

    Bjos

    Reply
    • Anna Schermak
      5 de junho de 2013 at 18:52

      Está ótimo o lançamento.
      Fico feliz que tenha conseguido te convencer xuxu, é um livro que merece ser lido 🙂

      Reply
  • Janynne Palheta
    9 de junho de 2013 at 03:56

    Li o livro Os 13 Porquês do Jay Asher o gostei muito da escrita dele, embora ache que o foco deste novo livro seja completamente diferente do abordado em Os 13 Porquês, estou com muita vontade de prestigiar este mais novo trabalho dele.
    Super amei a diagramação de Os 13 Porquês. E, pelo o que consegui ver nas fotos acima, a de O Futuro de Nós Dois não ficou atrás em perfeição!

    Reply
    • Anna Schermak
      9 de junho de 2013 at 12:41

      Eu não conhecia esse livro, mas vou procurar também. Eu adorei O Futuro de Nós Dois. É uma mistura de estilos bem gostosos e da gosto ler!

      Beijos flor!
      Obrigada pelo comentário 🙂

      Reply

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.